Conheça o método de aprendizagem baseada em investigação

A “aprendizagem baseada em investigação” também é conhecida como “aprendizagem baseada em inquérito”, “aprendizagem baseada em indagação” ou, em inglês, inquiry-based learning (IBL). Trata-se de um modelo de ensino e aprendizagem que trabalha a solução de problemas de maneira colaborativa por intermédio do método científico, sendo o professor o mediador do processo. É uma estratégia centrada no estudante em que o conhecimento é construído coletivamente.

A aprendizagem baseada em investigação virou tendência nos últimos anos, mas já existe e vem sendo discutida há muito tempo. É utilizada especialmente no ensino das Ciências Naturais.

Neste artigo, conheça como surgiu esse método de aprendizagem, como funciona na prática e seus benefícios para os alunos e para a promoção da educação empreendedora.

Como surgiu a aprendizagem baseada em investigação

A aprendizagem baseada em investigação começou a se estabelecer nas salas de aula, no século XIX, quando as disciplinas de Ciências passaram a integrar os currículos de diversos países. Diferentemente das disciplinas clássicas, as Ciências Naturais partem de observações específicas que levam a princípios gerais. Isso favoreceu um processo de aprendizagem em que o aluno primeiro observava o mundo natural ao seu redor e a partir daí tirava conclusões, podendo compreender melhor os conceitos.

Durante as suas investigações, os alunos formulavam hipóteses, experimentavam e  especulavam, sendo que o ensino dos processos era mais enfatizado do que o ensino dos conceitos. Dessa forma, os estudantes eram descobridores da informação por si próprios, tendo o professor como guia.

Essas práticas escolares de laboratório passaram a ser valorizadas também por preparar melhor a criança para a atuação na sociedade, na qual precisaria ter as habilidades de observar o contexto ao seu redor, questionar e participar ativamente da sociedade. Hoje em dia, a aprendizagem baseada em investigação vem ampliando seu espaço pelos mesmos motivos, sendo aplicada não somente nas Ciências Naturais, mas também em todas as outras áreas do conhecimento. O protagonismo, a autonomia e a habilidade de trabalhar em equipe gerados por esse processo são competências essenciais ao empreendedorismo, tornando a aprendizagem baseada em investigação uma ferramenta de ensino empreendedor.

Benefícios desse tipo de aprendizagem

Confira alguns benefícios da aprendizagem baseada em investigação:

  • Fomenta o questionamento.
  • Desenvolve a capacidade de trabalhar em grupo e trocar informações.
  • Desenvolve habilidades de planejamento, comunicação, negociação e argumentação.
  • Desenvolve a capacidade de recolher evidências e trabalhar a partir delas.
  • Ensina o aluno a fazer ciência.
  • Prepara melhor o jovem para seguir carreiras acadêmica e científica.
  • Enfatiza a perspectiva histórica.
  • Estabelece ligações entre o conhecimento acadêmico e a vida real.
  • Engaja e motiva o aluno na aprendizagem.
  • Não enfatiza a memorização de vocabulário técnico em ciências, que acabará sendo esquecido posteriormente.
  • Promove o envolvimento ativo dos alunos na aprendizagem, colocando-o no centro desta.

Como a aprendizagem baseada em investigação funciona na prática

Não existe um único modelo de investigação em sala de aula. Diversas metodologias foram criadas, cabendo ao professor escolher aquela técnica que se adapte mais ao seu contexto escolar e que considera mais eficiente para seus alunos. Algumas são mais abertas, e os alunos escolhem o que vão investigar; outras são mais fechadas, e cabe ao professor propor os temas.

Um desses modelos é o de Carlson, Humphrey e Reinhardt (2003), baseado em quatro etapas:

1) Apresentar o problema

2) Explorar, descobrir, criar

3) Propor uma explicação ou solução

4) Refletir

De acordo com os autores, os alunos primeiramente descrevem o problema que querem resolver. Depois, exploram a questão e as suas ideias sobre o tema, planejando a resolução do problema, investigando material, recolhendo e organizando os dados, e realizando experimentos. A partir daí, propõem uma explicação e uma solução, construindo conhecimento. Nesse método, a solução é elaborada individualmente, sendo muito importante haver diálogo tanto entre os alunos quanto entre eles e o professor. Na última fase, há a reflexão sobre o conhecimento construído e sobre a necessidade de investigações futuras, sendo formuladas novas questões.

Para que a investigação ocorra, é necessário criar um ambiente favorável a ela, havendo um bom relacionamento entre o professor e os alunos, uma boa dose de orientação, materiais e recursos disponíveis para pesquisa, tempo e possibilidade de troca de ideias.

Uma dica para os professores que pretendem propor os temas de investigação dos alunos é utilizar a tipologia de investigações criada por Wellington (2000). Ela ajuda os docentes a ter ideias de temas variados para investigação, tornando as aulas mais dinâmicas ainda. De acordo com o autor, existem os seguintes tipos de investigação:

  • Investigação do tipo “qual”. Exemplos: qual dos fatores afeta X? Qual é o melhor plano para…? Qual o elemento melhor para…?
  • Investigação do tipo “o quê”. Exemplos: o que acontece se…? Que relação existe entre X e Y?
  • Investigação do tipo “como”. Exemplos: como diferentes Xs afetam Y? Como é que varia X com Y? Como é que X afeta Y?
  • Investigação geral. Exemplos: um questionário histórico ou local, um projeto em longo prazo.
  • Atividades de resolução de problemas. Exemplos: planejar e construir algo, resolver um problema prático e fazer simulações.

A aprendizagem baseada em investigação é uma ferramenta de ensino empreendedor que coloca o aluno no centro da aprendizagem e o torna mais capacitado para atuar de forma ativa e consciente na sociedade, beneficiando também o aprendizado em todas as áreas do conhecimento. Aprenda também o que é aprendizagem evolutiva.

Aprovado. 

leia também

Eduscrum: saiba mais sobre a metodologia ágil para a educação
continuar lendo
Year On: conheça a experiência alternativa para o ensino superior nos EUA
continuar lendo
Como deve ser a formação de professores na Educação 5.0
continuar lendo

Quer ficar sabendo de tudo antes? Assine a
newsletter e receba novidades no seu e-mail.

x
área restrita
Usuário
senha