5 formas de ensinar capacidade de persuasão para seus alunos

A capacidade de persuasão é crucial no empreendedorismo. Para criar um projeto e tirá-lo do papel, quase sempre é necessário persuadir várias pessoas a acreditar em uma ideia, a fim de obter apoio e abrir caminhos.

Por isso, a persuasão faz parte do conjunto de competências empreendedoras. São habilidades que, se desenvolvidas, formam uma atitude empreendedora nas pessoas – objetivo principal do ensino empreendedor. Ter a capacidade de persuasão é uma competência relacionada a uma postura ativa perante a sociedade, que gera desenvolvimento pessoal e também valor para as organizações onde esses indivíduos atuam.

A capacidade de persuasão também pode ser enquadrada como uma soft skill, expressão que reúne habilidades emocionais, comportamentais e sociais dos indivíduos, profundamente relacionadas a como as pessoas lidam umas com as outras e com as circunstâncias ao seu redor.

Neste post, aprenda alguns elementos-chave da capacidade de persuasão e como desenvolvê-la em sala de aula com 5 dicas práticas de atividades pedagógicas.

Capacidade de persuasão: a arte do convencimento

A persuasão é a arte do convencimento. Trata-se de utilizar argumentos fortes, pautados em fatos e dados, para levar alguém a acreditar na sua ideia e fazer o que você deseja. É diferente da manipulação, que usa estratégias desleais e enganosas pelo mesmo objetivo.

Travis Bradberry, coautor do livro Emotional Intelligence 2.0, aponta algumas características das pessoas que sabem persuadir:

  • São amáveis, não costumam ser insistentes nem “forçar a barra”, explicando suas ideias de maneira positiva e confiante, além de saber quando parar.
  • Costumam ouvir realmente os interlocutores, fazendo perguntas e acatando pontos de vista diferentes, demonstrando respeito e mente aberta à discussão.
  • São pessoas que conhecem seu público, falam na linguagem de cada interlocutor e se conectam com ele em nível pessoal, adquirindo confiança.
  • Dão vida às suas ideias com histórias e exemplos de possibilidades.
  • São autênticos e usam uma linguagem corporal positiva, sorrindo, mantendo contato visual, falando de forma entusiasmada e chamando as pessoas pelo nome.

Práticas para desenvolver a capacidade de persuasão em sala de aula

Depois de mostrar aos estudantes o que é a capacidade de persuasão e quais elementos colaboram com a prática, é hora de desenvolver tal capacidade por meio de atividades em sala de aula. Veja 5 maneiras de fazer isso:

1 – Análise de textos publicitários

Separe textos publicitários da internet ou de jornais e revistas e imprima-os. Entregue uma cópia para cada estudante, pedindo a eles que leiam e analisem os textos, citando quais foram as formas utilizadas para tentar persuadir o leitor. Ao final, você pode mostrar no quadro as técnicas empregadas pelos textos individualmente.

2 – Escrita de textos publicitários

Como atividade complementar à anterior, você pode pedir aos alunos que se  distribuam em grupos e elaborem, eles mesmos, anúncios publicitários para produtos específicos. Procurando tornar o trabalho mais interessante, você pode dar folhas de papel A5 aos alunos, lápis de cor e glitter, a  para que eles façam anúncios agradáveis visualmente e peça que posteriormente eles exponham os trabalhos em alguma parte da escola.

Uma boa alternativa é solicitar aos grupos que façam seus anúncios em vídeo em vez de no papel e depois levem ao conhecimento de todos da turma. Dessa forma, os colegas poderão ficar mais engajados na atividade.

3 – Cartas persuasivas

Peça aos alunos que olhem para a comunidade onde moram ou onde a escola está inserida e encontrem oportunidades autênticas de escrever cartas persuasivas que possam ser dirigidas à direção da instituição, ao poder público, a suas famílias ou a parcelas da sociedade. As cartas devem abordar questões importantes sobre problemas da comunidade, como preservação ambiental, violência e desigualdade, buscando convencer o leitor a agir em prol de sua resolução.

4 – Contra-argumentação

Oriente também os alunos a formar duplas em que um aluno tem a tarefa de convencer, e o outro, de contra-argumentar. O primeiro aluno deve tentar convencer o segundo a realizar uma atividade, como pular de paraquedas, e o outro deve contra-argumentar com motivos para não realizar aquela atividade. À medida que a conversa avança, o “convencedor” tenta contornar as objeções feitas pelo colega. Depois, os dois trocam de papel e mudam também o assunto. Instrua-os para que pesquisem de antemão bons argumentos visando sustentar seus discursos.

5 – Júri simulado

Para realizar um júri simulado, faça uma distribuição de toda a turma da seguinte maneira: advogados (grupo pequeno), promotores (grupo pequeno) e júri (grupo maior). Deve haver também um réu, uma ou duas testemunhas e o juiz, que pode ser você mesmo. Os alunos devem receber previamente um breve documento contextualizando o caso, em que é necessário constar informações sobre o réu e o suposto crime cometido por ele.

A partir disso, o grupo de advogados deve se articular com argumentos para tentar convencer o júri de que o réu é inocente, e o grupo de promotores, por sua vez, de que o réu é culpado. Cada grupo recebe um tempo cronometrado pelo juiz para apresentar seus argumentos, havendo possibilidade de réplica. Eles podem também chamar as testemunhas para falar. Enquanto isso, o júri observa e analisa a força do poder de convencimento das duas partes, decidindo, ao final, o destino do réu. O juiz, então, lê a sentença a todos.

Desenvolver a capacidade de persuasão em sala de aula colabora para a formação de uma atitude empreendedora nos jovens, preparando-os melhor para criar projetos e iniciativas no âmbito do trabalho, dos negócios, da filantropia e da sociedade em geral. Descubra também 4 formas de ensinar empatia aos seus alunos.

leia também

Eduscrum: saiba mais sobre a metodologia ágil para a educação
continuar lendo
Year On: conheça a experiência alternativa para o ensino superior nos EUA
continuar lendo
Como deve ser a formação de professores na Educação 5.0
continuar lendo

Quer ficar sabendo de tudo antes? Assine a
newsletter e receba novidades no seu e-mail.

x
área restrita
Usuário
senha