Qual o papel do
empreendorismo
na realização profissional?

Para que você trabalha? Se fizéssemos essa
pergunta a pessoas que viveram na geração de
nossos avós ou bisavós, provavelmente nos diriam,
de maneira fácil e com certo ar de obviedade:

- Trabalho para garantir meu
sustento e o da minha família.

Naquela época, era comum se submeter a longas jornadas de trabalho, algumas
vezes em condições precárias, para ter direito à remuneração salarial. Dali
vinha o dinheiro e, para consegui-lo, era necessário trabalhar duro, ainda que a atividade
fosse repetitiva
e não gerasse satisfação pessoal. O emprego era uma coisa, a
felicidade era outra bem diferente, que costumava surgir de outros âmbitos da vida.

Por isso, se alguma dessas pessoas pudesse viajar ao futuro, talvez visse com
perplexidade alguns conceitos e noções muitos caros à vida contemporânea.

- Trabalhar com propósito? Mas que despropósito!
— poderia dizer esse viajante do passado.

Mas, por que o estranhamento? O motivo é simples: o conceito de carreira com
propósito é relativamente novo, resultado da estrutura social que vivemos na
atualidade. As pessoas buscam, cada vez mais, encontrar caminhos profissionais
que estejam alinhados à sua personalidade, que ecoem nas suas vocações e desejos
internos. Quando o universo do trabalho formal fecha as portas para possibilidades
distintas, o empreendedorismo surge como opção para mudar o rumo do trabalho.

O que é
propósito?

Propósito é um objetivo maior, o impacto positivo que uma pessoa pode causar no mundo através da sua ação. Pode ser entendido como uma razão de vida, uma paixão por entregar algo que proporcione a realização pessoal, mas que também gere reflexos positivos à sociedade, seja no ambiente familiar, na comunidade ou na cidade onde uma pessoa vive.

Se antes a palavra se limitava a conversas mais transcendentais e filosóficas, ela tem se tornado cada vez mais comum no mundo prático e ágil do trabalho. O propósito pode servir como orientador da rota de vida das pessoas, bem como pode ser a régua para medir o que é inegociável para um empregado.

Ele pode, ainda, ser o combustível necessário para motivar trabalhadores, estejam eles em grandes companhias ou inseridos no universo do empreendedorismo. Pode ser o sentimento de pertencimento de equipes, que se enxergam como parte de algo que é muito maior do que elas. O conceito também é entendido como o eixo de encontro das potencialidades, capacidades e competências dos indivíduos com seus valores.

Mas o propósito não cai do céu. Ao discursar na cerimônia de entrega de seu diploma na Universidade de Harvard, em 2017, o CEO do Facebok, Mark Zuckerberg, falou sobre a importância de construir um caminho ao encontro desse objetivo superior, em vez de esperar por um insight, por um momento de revelação. O esclarecimento é necessário porque, muitas vezes, as pessoas tendem a achar que o propósito é algo que está dado, portanto não precisa ser construído.

.

O propósito é aquele sentimento de que você
faz parte de algo que é maior do que você, de
que você é necessário, de que há algo melhor
no futuro, pelo qual vale a pena trabalhar.
Propósito é o que gera a verdadeira felicidade.”

Mark Zuckerberg, em discurso na Universidade de Harvard (2017).

o coro dos
insatisfeitos

Um cidadão do século passado certamente não entenderia o que motiva as
organizações a dedicar tempo para conhecer as opiniões de suas equipes
sobre sua satisfação no trabalho. No entanto diversas empresas do setor já
entendem que colaboradores engajados na busca por seu propósito trazem
benefícios transformadores para uma organização.

Um estudo do Instituto E.Y. Beacon e da Escola de Negócios de Harvard
mostra, por exemplo, que empresas orientadas por propósitos bem definidos
e conhecidos por seus colaboradores – que compartilham desse objetivo
maior – têm mais chance de serem lucrativas do que as demais.

O estudo revelou que, de 2013 a 2016:

Desse total,

58%

das companhias com
propósitos claros e
conhecidos internamente
tiveram crescimento
acima de 10%.

85%

registraram algum
tipo de crescimento.

42%

das empresas sem
propósito definido
tiveram queda
na receita.

Quem não consegue encontrar esse “caminho da felicidade laboral” acaba engrossando o coro
dos insatisfeitos: uma pesquisa do Instituto Locomotiva, por exemplo, aponta que, em 2017, 56%
dos trabalhadores ouvidos estavam insatisfeitos com seu trabalho. Já a Love Mondays, empresa
especializada em receber e sistematizar opiniões de empregados de companhias de todo o
mundo, aponta que brasileiros são os mais tristes com sua profissão quando comparados com
colaboradores do México e da Argentina.

O resultado do segundo cenário é claro. Com mais insatisfação, aumentam também a
rotatividade, e as despesas com contratação de mão de obra qualificada. Empresas também
podem deixar de reter talentos, bem como diminuir seus índices de produtividade.

As diferenças entre
emprego, carreira
e propósito

Pense em um caminho de crescimento, com três fases
complementares. É dessa forma que especialistas em
gestão de pessoas enxergam as diferenças entre
emprego, carreira e propósito. Acompanhe:


O que é?

trabalho

O colaborador exercer uma ocupação específica e
rotineira, que não lhe oferece grandes desafios, mas
proporciona remuneração suficiente para viver com
tranquilidade a cada mês. Aqui não há grandes
chances de aprender, muito menos de crescer.
O trabalho tem como fim o salário.

carreira

É um passo além, quando o trabalhador busca
desenvolver as competências necessárias para
evoluir em uma organização e iniciar a construção de uma trajetória profissional. Empregados dedicados
a construir uma carreira têm metas e objetivos
definidos e buscam se destacar no ambiente de
trabalho sugerindo ideias e estratégias inovadoras.
O caminho, aqui, inclui mais tempo de dedicação e a construção de uma reputação.

propósito

A terceira escada desse caminho é marcada pela
busca de ocupações que proporcionem sentido à vida
do trabalhador. É quando capacidade profissional se
encontra com os valores e com a missão daquele
colaborador, que passa a buscar a realização para
além do dinheiro e do crescimento de carreira. Muita
gente, nesse estágio, aposta em investir no
empreendedorismo.

Quem
Vivencia?

trabalho

Quem ainda não tem clareza de qual
trajetória profissional deseja trilhar.




carreira

O trabalhador que definiu o
caminho profissional que busca
trilhar e que já possui algum tipo
de formação profissional.





propósito

Aqueles que têm clareza das suas capacidades
profissionais e dos caminhos para potencializar sua
ação de uma maneira que respeite seus valores. Pode
ser mais velho, jovem, altamente capacitado ou em
processo de aprendizado. O que vale, aqui, é o
autoconhecimento e a capacidade de agir.

O propósito
no universo do
empreendedorismo

Nessa lógica, é claro pensar que há cada vez menos espaço para o
“trabalho do passado”, caracterizado por sistemas organizacionais
altamente hierarquizados, em que há crescente apatia, altos níveis de
estresse, relações tóxicas e a sustentação de uma cultura do medo.
A necessidade é outra: proporcionar ambientes em que colaboradores
possam exercer sua autonomia, se sentir provocados a fazer diferente,
liderar a mudança e efetivamente fazer parte da busca pelo propósito.

Quem não se adapta a essa nova realidade perde os melhores talentos.
E é aqui que a carreira com propósito encontra uma segunda vida. Segundo
a consultora de mudança organizacional Luciana Gallo, não é surpresa o
resultado de estudos indicando que dois a cada três brasileiros querem
se tornar empreendedores. Para a especialista, o empreendedorismo é o
caminho que os jovens têm encontrado para responder a necessidades
diferentes e para exercer seus valores de forma mais efetiva. Nesse
universo, empreender com propósito se torna uma necessidade.

Propósito é a paixão que leva as pessoas a realizarem essa
loucura que é empreender. É o porquê uma pessoa vai se
jogar numa jornada arriscada, em que não se sabe o
resultado. É aquilo que sustenta e orienta a maioria dos
empreendedores que tiveram grande sucesso.”

Luciana Gallo,,educadora e consultora de
mudança organizacional, durante palestra
para evento ConecteCER em 2018.





Nesse sentido, a busca é por aquilo que alimenta cada um no ato de empreender. O propósito acaba
sendo o ponto de convergência entre as competências de um realizador com tudo aquilo em que ele
acredita – é aqui que há a oportunidade de tomar as decisões mais transformadoras, criativas e
inovadoras, que realmente contribuam para a solução das dores da sociedade.

Quando esse significado maior está claro para o empreendedor, também fica mais fácil definir rotas e
alternativas para trabalhar em direção àquele resultado, assim como definir prioridades e mudar a
rota sempre que necessário. Mas quem acredita que o sentimento facilita a vida de uma pessoa está
enganado. Ainda que acelere a definição de estratégias pessoais e profissionais mais claras, não
significa que esse caminho será marcado pelo trabalho fácil e pela falta de desafios.

Quem sai do trabalho tradicional buscando apenas ser feliz vai quebrar a cara. Isso porque a gente não empreende só por prazer. O empreendedorismo com propósito não exclui o esforço, pois os desafios continuam, as rotinas diárias seguem existindo. O que muda é nossa motivação para enfrentá-los. É a partir dessa noção que você pode lidar melhor com caminhos tortuosos e questões muito complexas.”

Luciana Gallo

As características do empreendedor com propósito:

  • Sabe o que faz bem: conhece suas competências e sabe expressá-las. Busca utilizar seu conhecimento, aquilo em que é bom, para gerar mudança de forma mais exponencial e transformadora através de um negócio próprio.

  • Sabe o que faz bem: conhece suas competências e sabe expressá-las. Busca utilizar seu conhecimento, aquilo em que é bom, para gerar mudança de forma mais exponencial e transformadora através de um negócio próprio.

  • Sabe o que faz bem: conhece suas competências e sabe expressá-las. Busca utilizar seu conhecimento, aquilo em que é bom, para gerar mudança de forma mais exponencial e transformadora através de um negócio próprio.

  • Sabe o que faz bem: conhece suas competências e sabe expressá-las. Busca utilizar seu conhecimento, aquilo em que é bom, para gerar mudança de forma mais exponencial e transformadora através de um negócio próprio.

  • Sabe o que faz bem: conhece suas competências e sabe expressá-las. Busca utilizar seu conhecimento, aquilo em que é bom, para gerar mudança de forma mais exponencial e transformadora através de um negócio próprio.

  • Sabe o que faz bem: conhece suas competências e sabe expressá-las. Busca utilizar seu conhecimento, aquilo em que é bom, para gerar mudança de forma mais exponencial e transformadora através de um negócio próprio.

A capacidade de pessoas empreendedoras é algo que tem grande potencial de mudança na economia, sociedade e comunidade. Uma das questões que é transversal em todas as facetas do empreendedorismo é a inquietude, a acapacidade de questionar por que as coisas são da forma como são e se perguntar se é dessa maneira que vamos construir nosso futuro. O segundo ponto é a capacidade de resolver dores, de se perguntar o que me incomoda no dia a dia das pessoas e que posso resolver com alguma solução escalável e que tenha mercado. Já o terceiro ponto é a capacidade de execução, de colocar a mão na massa, de ouvir o cliente e o mercado.”

Douglas SouzaCEO da Eureca, empresa
voltada para a formação de jovens líderes
durante evento ConecteCER.

Como encontrar
meu propósito?

Pode soar como algo abstrato e difícil de definir, mas é possível analisar uma trajetória profissional e entender quais caminhos fazem realmente sentido para a vida do empreendedor. Uma possibilidade para iniciar essa busca é adotar o conceito de fluxo, ou flow, do psicólogo húngaro Mihaly Csikszentmihalyi.

Segundo o pensador, o estado de flow é o momento em que o tempo pode parar, em que preocupações externas se tornam menos importantes diante da atividade que estamos exercendo naquele instante. É quando não vemos o tempo passar. Quanto mais momentos como esse, maior nossa chance de felicidade. E, se quisermos investigar nosso propósito, uma dica é pensar em quais atividades nos proporcionam mais estados de fluxo.

O propósito também pode estar naquilo por que vale a pena trabalhar, se dedicar e se esforçar. É aquele sentido especial que nos motiva a enfrentar os maiores desafios, são os momentos em que nos vemos capazes de superar as dificuldades.

Um caminho
possível
na prática

O escritor australiano Roman Krznaric, em seu livro “Como encontrar o trabalho da sua vida”, analisa o universo do trabalho ao longo do tempo, definindo quais transformações têm alterado a forma como enxergamos nossa vida laboral. O autor mostra que, se antes tínhamos opções limitadas, a quantidade de possibilidades existentes na atualidade pode paralisar a ação.

Mas, antes de ser levado pelo comodismo – e se arrepender anos depois –, é necessário analisar aquilo que nos motiva, que nos leva adiante. Para isso, o autor apontou um caminho possível, que passa por:

Reflexão:

Defina quais são suas
prioridades. É aqui que
você precisa listar
seu propósito.

Análise do
mercado:

Defina quais são suas
prioridades. É aqui que
você precisa listar
seu propósito.

Planejamento:

Defina quais são suas
prioridades. É aqui que
você precisa listar
seu propósito.

Ação:

Defina quais são suas
prioridades. É aqui que
você precisa listar
seu propósito.

Entender o empreendedorismo como uma alternativa para uma carreira com mais propósito, alinhada aos valores e à capacidade de realização de cada indivíduo, é o primeiro passo para compreender a relevância da educação empreendedora para o mundo do trabalho no século XXI. Entenda o que é o conceito de educação empreendedora e seus benefícios para os jovens.

No Centro Sebrae de Referência em Educação Empreendedora, temos a
missão de disseminar o empreendedorismo nos projetos educacionais.
Acreditamos que essa é uma forma de preparar alunos e o mercado de
trabalho para as mudanças constantes que vivenciamos.
Quer ampliar ainda mais seus conhecimentos na área? Confira nosso blog!

Quer ficar sabendo de tudo antes? Assine a
newsletter e receba novidades no seu e-mail.

x
área restrita
Usuário
senha