COMO HACKEAR A EDUCAÇÃO POR MEIO DE UM CRITÉRIO IMPORTANTE: O DA FELICIDADE

“O que você quer ser quando crescer?”, “Como estão as suas notas?”, “Preparado para o vestibular?”. Essas são perguntas comuns que crianças e jovens estão acostumados a ouvir, mas que sempre incomodaram o americano Logan LePlante. Graças a esse desconforto, o jovem de apenas 15 anos desenvolveu o hackschooling – método utilizado para encontrar felicidade na escola. “Educação é importante. Mas por que ser saudável e feliz não é considerado (parte da) educação?”, questiona em sua Ted Talk mais famosa.

Para unir educação e felicidade, e levar esse assunto a sério, LaPlante passou a estudar formas de praticar felicidade. E listou pontos importantes para chegar a essa união:

1 – Exercícios
2 – Dieta e Nutrição
3 – Tempo em contato com a Natureza
4 – Contribuição e Serviços para a Comunidade
5 – Relacionamentos
6 – Recreação
7 – Relaxamento e Controle do Stress
8 – Religião e Cuidados Espirituais

Como nem sempre a lista faz parte da grade de disciplinas escolares, ele resolveu hackear a própria educação. “Hackers são inovadores e desafiam o sistema para transformá-lo em algo diferente”. No caso de Logan, ele não usa nenhum currículo em particular e não foca em nenhuma abordagem específica.

Ele se conecta à comunidade, à rede de familiares e amigos e também aproveita as oportunidades de experimentar o que está aprendendo, ou de aprender fazendo. Hoje, o jovem é um empreendedor em educação e propaga suas ideias para que outras crianças, como ele, deem suas contribuições na reformulação do sistema educacional.

leia também

Por que inserir educação empreendedora nas escolas - exemplo dos EUA
continuar lendo
5 motivos para sua edustartup apostar no ensino híbrido
continuar lendo
Reinvenção das bibliotecas - Entrevista com Elaine Pinheiro e Mariana Castro
continuar lendo
newsletter
x
área restrita
Usuário
senha