O que as escolas europeias têm a ensinar sobre educação empreendedora

Com o intuito de promover educação empreendedora, o estudo Entrepreneurship Education at School in Europe National Strategies, Curricula and Learning Outcomes (Educação para o Empreendedorismo na Escola na Europa – Estratégias Nacionais, Currículo e Resultados de Aprendizagem), publicado pela Education, Audiovisual and Culture Executive Agency (Eurydice) em parceria com a Comissão Europeia foi realizado como parte da estratégia Europa 2020, da Comissão Europeia.

Baseado em um questionário aplicado em 2011,  as estratégias e os planos de ações desmembraram em específicas, gerais ou múltiplas.  Elas podem adotar diferentes abordagens, como foco no ensino formal, juventude ou empregabilidade. O principal objetivo do estudo era analisar o empoderamento da educação empreendedora e sua integração nas escolas.

Os resultados apontaram que, em relação às iniciativas na educação primária, de dois terços dos países reconhecem a educação empreendedora. Posto isso, constata-se a prevalência de uma abordagem curricular interdisciplinar, em que o empreendedorismo é um tema transversal.

As iniciativas no ramo incluem diversas atividades categorizadas, entre elas estão:

Concessão de incentivos para escolas e atores interessados no desenvolvimento de programas de empreendedorismo: Em Malta, o governo lançou o Plano Empreendedorismo por meio da Educação. O projeto apoia o empreendedorismo em escolas do ensino primário e secundário.  Diante disso oferece material aos professores, visitas a empresas, palestras e competições entre estudantes.

Treinamento de professores orientado para o ensino de empreendedorismo: No Reino Unido, o Enterprise Village (Vila da Empresa) é uma iniciativa governamental que investe em recursos online para professores sobre empreendedorismo. A partir dele, há o recrutamento de 2500 empresas locais campeãs pelo portal online Inspiring the Future (Inspirando o Futuro).

Envolvimento de estudantes na gestão de empresas fictícias: Em Luxemburgo, a Associação Jonk Entrepreneuren, criada pelo governo como parte da rede Junior Achievement, oferece programas de empreendedorismo para diferentes níveis de educação. Entre as iniciativas está a gestão de mini empresas durante o período de um ano.

leia também

Saiba como transformar o TCC em ferramenta de empreendedorismo
continuar lendo
Intercâmbio profissional: como a experiência pode enriquecer a formação superior
continuar lendo
Aprender pela experiência: conheça a metodologia criada pela Perestroika
continuar lendo

Quer ficar sabendo de tudo antes? Assine a
newsletter e receba novidades no seu e-mail.

x
área restrita
Usuário
senha