Como transformar os indicadores de desempenho escolar em ferramenta de inovação

No universo dos negócios e do empreendedorismo, não há a possibilidade de prosperar sem medir performance. É por isso que toda empresa deve ter seus indicadores de desempenho.

Essas métricas são capazes de mostrar aspectos da evolução de um negócio, seja sob o ponto de vista da gestão de custos, da satisfação de clientes ou da produtividade. E a boa notícia é que essa ferramenta também pode proporcionar benefícios quando aplicada ao contexto educacional.

Saiba como conhecer melhor o que vai bem e o que pode melhorar na escola neste post.

O que são os indicadores de desempenho?

Os indicadores de desempenho são formas de medir se a empresa, no dia a dia, está caminhando em direção às suas estratégias e objetivos. Eles funcionam como uma espécie de termômetro, capaz de mostrar claramente o que está bom e o que precisa melhorar.

Mas nem toda métrica pode ser um indicador. Para isso, é necessário que aquela informação possua relação direta com os objetivos de um negócio, seja relevante na área e tenha a capacidade de contextualizar uma realidade.

Os indicadores de desempenho também costumam ser chamados de Key Performance Indicators (KPIs).

indicadores de desempenho escolar

Como os indicadores de desempenho escolar podem ajudar em sala de aula?

Essa prática do universo do empreendedorismo e de negócios também pode garantir que educadores tenham uma visão do que funciona e do que pode melhorar na gestão escolar. Os indicadores de desempenho escolar podem mostrar a evolução da qualidade do ensino oferecido, identificar desvios e servir como base para a busca pela inovação.

Se uma métrica indica, por exemplo, que há um desempenho abaixo da média em matemática, podem ser definidas estratégias para solucionar o problema – o que pode ser uma boa oportunidade para fazer diferente e aplicar alguma metodologia ativa na aula, como o ensino híbrido.

Mas, para que sejam realmente efetivos, os KPIs precisam estar orientados aos propósitos da instituição de ensino.

Saiba como definir KPIs e inovar na escola

Para garantir uma análise correta e transformadora, é preciso:

 

  • Definir em conjunto quais são os principais objetivos da escola. Pode ser diminuir a taxa de evasão escolar, ensinar habilidades comportamentais ou garantir a aprovação no Exame Nacional do Ensino Médio (Enem).
  • Logo após, a escola precisa desdobrar os objetivos-chave em aspectos da realidade escolar. A instituição que busca uma aprovação no Enem poderia, por exemplo, definir disciplinas que merecem ser acompanhadas de perto e avaliar o boletim dos alunos. Depois, é só definir os indicadores de cada ponto e acompanhá-los de perto.
  • Essa análise vai apontar tudo aquilo que está funcionando e indicar gaps que podem ser solucionados com iniciativas inovadoras. Se uma escola identifica alta taxa de evasão escolar e ensino deficitário em ciências, por exemplo, a informação pode servir como base para a criação de um laboratório ou oficina mão na massa.

 

Comece com estes indicadores

Na maioria dos casos, é preciso analisar sistematicamente indicadores mais gerais de desempenho escolar, como média de notas dos alunos, índices de aprovação, grau de satisfação de alunos e seus pais, além da taxa de evasão escolar.

Nesse trabalho, é essencial que o educador tenha em vista como aquela informação pode servir como insight para aplicar alguma mudança realmente transformadora. Você também pode definir indicadores preditivos, que apontem oportunidades para inovar na educação. Um estudo de preferências dos alunos pode servir como inspiração, por exemplo, para a aplicação de estratégias mais interativas e que se apropriem da tecnologia.

E aí, já sabe quais KPIs podem  ajudá-lo? Então, você vai se interessar também por ler mais sobre o papel do gestor educacional no fomento da inovação. Confira neste post.

leia também

Sala de aula invertida: conheça os benefícios e saiba como colocar a metodologia em prática
continuar lendo
EAD: cinco coisas que você precisa saber sobre ensino a distância 
continuar lendo
Empreendedorismo social no ensino superior: conheça a experiência do Ibmec Social
continuar lendo

Quer ficar sabendo de tudo antes? Assine a
newsletter e receba novidades no seu e-mail.

x
área restrita
Usuário
senha