Intercâmbio profissional: como a experiência pode enriquecer a formação superior

Desenvolver maior autonomia, adquirir novos conhecimentos, aprender um novo idioma ou aprimorar aquele que já sabe e ter novas experiências. Essas são algumas das principais vantagens de um intercâmbio profissional. Além de ser um diferencial para o currículo, estar em um outro país com a possibilidade de vivenciar na prática a profissão amplia os horizontes do estudante.

intercâmbio profissional

Mesmo com todos os benefícios dessa opção, as instituições de ensino ainda concentram a experiência nos intercâmbios de estudo. Mas qual é a diferença entre os dois?

  • Intercâmbio de estudo (ou acadêmico): nesse caso, obrigatoriamente, o aluno estará vinculado a uma instituição de ensino superior no exterior. A experiência será similar à que ele possui no Brasil. Irá frequentar as aulas, fazer os trabalhos solicitados pelos professores e realizar provas por um ou mais semestres. Nele, os estudantes têm contato com novos modelos de educação, o que enriquece ainda mais a vivência em um país estrangeiro.
  • Intercâmbio profissional: a experiência no exterior não estará, necessariamente, vinculada a uma instituição de ensino superior. O estudante irá viajar para realizar estágio em sua área de interesse por tempo determinado. A vaga pode ser negociada com empresas de atuação global que buscam talentos em todo o mundo ou mesmo com organizações brasileiras que possuem iniciativas em outros países. Existem ainda outras formas de fazer o intercâmbio profissional:
  1. Work and travel: nos Estados Unidos, é possível que jovens em idade universitária e que estejam cursando a graduação passem um período no país trabalhando durante as férias escolares no Brasil. Outros países também oferecem essa possibilidade a estudantes estrangeiros.
  2. Au Pair: esse é um programa de babás no exterior voltado para mulheres que desejam ter experiência profissional no exterior em casas de família. A duração, normalmente, é de um ano.
  3. Talentos Globais: por meio da AIESEC, uma organização sem fins lucrativos que busca novos talentos para diversas áreas ao redor do mundo, é possível passar até um ano fora. Jovens de até 30 anos podem se candidatar a um vaga em países de todos os continentes.
  4. Trabalho voluntário: a demanda por voluntários é sempre muito grande, por isso, não é difícil viajar para o exterior com o objetivo de ajudar. Os períodos de estadia podem variar, e a experiência, além de enriquecedora profissionalmente, será com certeza muito gratificante.

Benefícios do intercâmbio profissional

Os benefícios do intercâmbio são muitos. Saiba como essa experiência pode fazer a diferença na vida do aluno:

  1. Mais autonomia: ao viajar para fora, muitas vezes, essa pode ser a primeira vez do jovem longe dos pais, por exemplo. Isso fará com que ele se torne mais autônomo em relação a suas atitudes e escolhas não só no ambiente profissional. Ele terá que aprender a “se virar” a todo momento no contato com as novas culturas.
  2. Língua estrangeira: o intercâmbio será uma oportunidade de ouro para que o aluno aprenda uma nova língua ou aperfeiçoe aquela que já sabe.
  3. Currículo diferenciado: a vivência no exterior com certeza será vista com bons olhos por qualquer empresa que esteja em busca de novos talentos. O tempo que passou no exterior significa que o aluno aceita e sabe lidar com desafios, característica essencial para estimular a cultura empreendedora. Além disso,  o aprendizado profissional adquirido e a fluência na língua estrangeira também contribuirão para essa diferenciação do currículo.

O intercâmbio é uma experiência única para qualquer estudante que queira aprender mais sobre o universo profissional, mas que também esteja em busca de conhecer novas culturas, ter mais proatividade e ainda desenvolver suas capacidades pessoais. A experiência pode significar, para muitos, o primeiro contato com o mercado de trabalho ou até ajudá-los a entender melhor seus anseios profissionais e possibilidades de atuação. Você tem exemplos bem-sucedidos de experiências fora do Brasil entre seus alunos? Conte-nos mais sobre como a experiência enriqueceu os estudos e a carreira desses jovens em nossas redes sociais!

leia também

Inovação aberta: entenda o conceito e como impacta a educação
continuar lendo
Pelas lentes do empreendedorismo social – entrevista com Guilhermina Abreu
continuar lendo
Por que a diversidade em sala de aula é fundamental para a qualidade da educação
continuar lendo

Quer ficar sabendo de tudo antes? Assine a
newsletter e receba novidades no seu e-mail.

x
área restrita
Usuário
senha