LX Design: entenda o que é learning experience design

Embora estejamos no século XXI, muitas escolas e universidades ainda replicam o modelo de aula desenhado na Revolução Industrial, quando o foco era formar mão de obra volumosa e barata para a produção nas fábricas. Aulas expositivas, alunos enfileirados e metodologias tradicionais de ensino não combinam mais com a era pós-digital e a da economia criativa.

Por isso, repensar as experiências de aprendizado é mais que necessário, é urgente. E esse é o objetivo do LX Design, área de conhecimento que se propõe a desenhar experiências mais positivas e transformadoras. Conheça, a seguir, o conceito e o processo de learning experience design e como ele pode trazer resultados surpreendentes para a educação.

Por trás das experiências de aprendizado

Antes de mais nada, vamos entender o que são exatamente as experiências de aprendizado.  Uma experiência é qualquer situação que você enfrenta e que leva certo tempo e deixa algum tipo de impressão. Alguns especialistas definem ainda que as experiências acontecem quando estamos conscientes, ou seja, quando estamos acordados.

Com base nesse conceito, tem origem, então, o termo experiência de aprendizado, ou learning experience – qualquer tipo de experiência em que o indivíduo aprende algo. Assim, as experiências de aprendizado não estão limitadas ao ambiente escolar, mas podem ocorrer em espaços culturais, ao ar livre, em família, no trabalho e em qualquer espaço do mundo real ou virtual que permita o aprendizado de forma espontânea ou mediada.

LX Design: capacidade de criar experiências de aprendizado transformadoras

Como vimos, a definição de experiência de aprendizado é ampla, contudo nem todas elas são prazerosas de fato. É aí que entra o LX Design. O termo, do inglês learning experience design ou simplesmente desenho de experiências de aprendizado, baseia-se no processo de design que normalmente inclui pesquisa, experimentação, ideação, conceituação, prototipagem, iteração e teste. Embora seja realizado em etapas, o LX Design não é sistemático em seu passo a passo, mas um processo criativo, em que é impossível prever com absoluta certeza o resultado desde o início.

Assim como nas dinâmicas de Design Thinking, UX Design e Design Sprint, o LX Design se apoia em conceitos, criatividade e capacidade analítica para criar soluções funcionais e atrativas de aprendizagem.

3 principais focos do processo de LX Design

Visando desenhar experiências efetivas de aprendizado, o profissional de LX Design deve manter seu foco em três aspectos principais – o aprendizado, o indivíduo e as metas:

Aprendizado

Ainda que acabe impactando os modelos de ensino e capacitação ou treinamento, o LX Design é sobre o aprendizado, acima de tudo. O aprendiz e o caminho percorrido por ele devem ser o foco do trabalho. Por isso, um profissional de LX Design deve entender como e por que as pessoas aprendem, para que seja capaz de projetar experiências de aprendizado que permitam aos alunos alcançar seus objetivos.

Indivíduo

A aprendizagem é um processo humano e, em grande parte do tempo, social. Dessa maneira, o LX Design coloca o aluno no centro do processo, buscando conhecer e entender o contexto e as particularidades dos alunos para quem a experiência está sendo desenhada. Isso passa por entender sua motivação, frustração, desejo, necessidade, potencial e dificuldade. Como conseguir essas informações? No processo de LX Design, entrevistas, observações e atividades de cocriação fornecem os dados a fim de que as experiências sejam, de fato, relevantes para o público-alvo.

Metas

Uma experiência de aprendizado pode ser agradável para o aprendiz, mas não é completa se não atinge suas metas. Escolher e formular metas corretas é uma parte importante do projeto de uma experiência de aprendizado. Por essa razão, fazer opção pelo meio, pela forma e pela tecnologia valendo-se dos resultados esperados são etapas estratégicas do LX Design.

Entenda o processo de LX Design

Para começar a mudar a maneira como você planeja as experiências de aprendizado de seus alunos, conheça as etapas fundamentais do processo de LX Design:

  1. Pergunta: parta de uma pergunta-problema a ser resolvida. Você pode se questionar, por exemplo, como tornar o ensino de Matemática mais eficaz entre os alunos com dificuldades de aprendizado. Com essa questão em mente, você está pronto para começar.
  1. Pesquisa: já falamos sobre a importância de conhecer o perfil do aprendiz. Nessa etapa, você vai entrar em contato com o grupo de estudantes, por meio de entrevistas, dinâmicas em grupo e também pela observação de suas interações e hábitos. Mas, além disso, esse é o momento de mergulhar fundo no estudo dos processos cognitivos, nas metodologias de ensino e em possíveis ferramentas que possam ser usadas.
  1. Desenho: é hora de partir para o trabalho criativo e desenhar as experiências de aprendizado com base em todas as informações colhidas durante a pesquisa. Para levantar possíveis ideias, organize uma dinâmica de brainstorming com outros especialistas em educação e professores. Lembre-se de criar um grupo diverso, para que a experiência seja ainda mais rica. Depois de selecionar as melhores ideias, é importante transformá-las em um conceito que vai guiar toda a parte prática do trabalho.
  1. Desenvolvimento: das ideias para o protótipo. O desenvolvimento deve ser simples e ágil, com a preocupação de levar uma solução inicial para a etapa de testes, na qual será colocada à prova e refinada.
  1. Teste: a experiência criada agrada os alunos e atinge os objetivos de aprendizado? Só existe uma maneira de obter essas respostas: testando. Além de pedir que os aprendizes usem a solução, é importante planejar como o feedback deles será colhido e analisado.
  1. Lançamento: testes feitos e melhorias realizadas, sua experiência de aprendizado está pronta para ser colocada em prática definitivamente. Mas lembre-se: mesmo após o lançamento, ela deve estar em transformação contínua. Por isso,  prossiga na avaliação dos resultados de forma permanente e volte às etapas de pesquisa, prototipação, desenvolvimento e teste, caso perceba que a experiência não atenda mais aos objetivos de aprendizado.

O LX Design faz parte da metodologia de Design Thinking, ou pensamento de design, que tem sido usada como importante ferramenta de inovação, seja nos negócios,  seja no ambiente educacional. Entenda o que é Design Thinking e como ele pode transformar, ainda mais, a sua instituição de ensino.

Aproveite para conhecer também o case de uma professora que transformou a cozinha em sala de aula, criando uma experiência inesquecível para os alunos de uma escola estadual em Campo Grande (MS).

leia também

Eduscrum: saiba mais sobre a metodologia ágil para a educação
continuar lendo
Year On: conheça a experiência alternativa para o ensino superior nos EUA
continuar lendo
Como deve ser a formação de professores na Educação 5.0
continuar lendo

Quer ficar sabendo de tudo antes? Assine a
newsletter e receba novidades no seu e-mail.

x
área restrita
Usuário
senha