Mundo Maker: mãos na massa para um aprendizado significativo

Pregos, martelo, canos de PVC. Se esses objetos parecem muito distantes da sua sala de aula, está na hora de rever seus conceitos. Ferramentas manuais, equipamentos de fabricação digital, de robótica e de programação fazem parte do dia a dia dos alunos da Mundo Maker, um espaço de aprendizagem criativa fundamentada na cultura maker.

 

A metodologia baseada em projetos permite que o aluno crie uma relação diferente com o objeto de estudo, partindo da análise de quatro aspectos: objetivo, justificativa, metodologia e recursos necessários para o projeto. Na Mundo Maker, o aprendizado acontece aos pares e segundo a abordagem do passageiro, que consiste na alternância de papéis entre os condutores, que colocam as mãos na massa, e os passageiros, responsáveis por darem sugestões e ideias.

 

Entre as habilidades desenvolvidas pela educação maker oferecida na escola, estão:

  • Cooperação;
  • Pensamento crítico;
  • Criatividade;
  • Trabalho em equipe;
  • Resolução de problemas;
  • Planejamento;
  • Autonomia;
  • Resiliência.

 

Para isso, os alunos são estimulados a trabalharem a prática antes da teoria, formato que permite a melhor internalização dos temas abordados, e se acostumam a ter suas perguntas respondidas com novas perguntas, hábito que abre caminho para a criatividade e o raciocínio lógico.

 

Para conhecer mais sobre as contribuições do ensino maker para a educação empreendedora, leia a entrevista que fizemos com Edgar Andrade, do Fab Lab Recife

 

E se você já está se preparando para montar um laboratório mão na massa em sua escola, saiba o que um espaço maker com foco em educação precisa ter.

 

leia também

Saiba como se tornar um professor mais empreendedor
continuar lendo
Conheça as iniciativas dos cinco primeiros colocados no ‘Nobel’ da educação
continuar lendo
5 espaços de coworking que refletem o novo mercado de trabalho
continuar lendo
newsletter
x
área restrita
Usuário
senha