Saiba como aplicar as estações de aprendizagem em sala de aula

Metodologias que integram tecnologia, colaboração, flexibilidade e protagonismo juvenil têm o potencial de proporcionar aprendizado de qualidade aos estudantes. São diversas as possibilidades, e uma delas pode ser colocada em prática na sua próxima aula para começar a transformar a forma como seu aluno aprende: as estações de aprendizagem.

Essa estratégia de ensino híbrido busca proporcionar momentos dinâmicos e experiências distintas no aprendizado de um tema específico. Também estimula a conversa entre alunos e fortalece o papel do professor como mentor.

estações de aprendizagem

Para preparar uma aula dessa forma, será necessário ter criatividade e planejamento e dispor de tecnologia. Mas, se ainda tem dúvidas sobre como adotá-la, ou se pensa que não vale a pena o esforço, continue conosco.

A seguir, listaremos algumas dicas para que você faça o teste em sala de aula.

 

Por que vale a pena investir em estações de aprendizagem

O modelo das estações de aprendizagem prioriza uma espécie de circuito. Ou seja, os alunos podem ser divididos em grupos e, por um tempo previamente determinado pelo professor, se revezam em atividades distintas.

Uma das vantagens é garantir estímulos diversos ao estudante. Ele poderá enxergar um mesmo problema sobre diversas perspectivas. Também terá mais autonomia na construção desse saber. A aula, ainda, pode fomentar a socialização entre grupos que não costumam conversar.

Outro benefício é garantir ao professor o papel de mentor, no lugar de emissor de conteúdo. Uma última vantagem é a praticidade. É possível utilizar esse método em todas as disciplinas. Basta ter criatividade, vontade e organização.

 

Como colocar a metodologia das estações de aprendizagem em prática?

Se sua escola já conta com laboratório de informática ou disponibiliza tablets para ensino aos alunos, pode considerar como realizada a tarefa mais difícil para adotar as estações de aprendizagem: contar com tecnologia. Superada essa etapa, pense qual conteúdo merece ser ensinado a partir dessa estratégia.

Também avalie se irá introduzir um novo tema por meio das estações de aprendizagem ou se é melhor preparar uma aula dessa forma para consolidar e encerrar o assunto tratado. Definidos os principais orientadores, coloque a mão na massa!

 

O primeiro passo é planejar

Ao planejar, pense na aula definindo missões para cada estação. Quantas estações de aprendizagem serão criadas? Qual tema será tratado em cada uma? Como o assunto será tratado em cada uma?

Uma forma comum de estruturar a aula é dedicar cada módulo a partir da forma como os alunos aprenderão – seja através da reflexão em grupo, de exercícios ou de mentoria. Também é possível definir a quantidade de estações a partir do tempo de aula. Se possui 45 minutos, por exemplo, uma estratégia é definir três módulos, para que os estudantes tenham 15 minutos em cada um.

No planejamento você também deve considerar pelo menos um momento individual, outro em grupo e outro usando alguma tecnologia.

Saiba mais: Veja quatro dicas para trabalhos em grupo eficazes.

 

No dia da aula, organize

Organize a sala e coloque, em cada uma das estações de aprendizagem, sua missão. Quando a turma chegar, explique brevemente a estratégia e oriente os alunos a se sentarem indistintamente.

Tenha o relógio a postos e pense em um sistema de alarme, para que todos saibam quando precisam mudar de atividade. Lembre que eles precisam concluir a missão no tempo estabelecido.

Finalizado o período, peça que os alunos mudem de lugar, mas tenha atenção. O ideal é incentivá-los a não permanecer sempre nos mesmos grupos. Assim, estimula-se a socialização com outros colegas.

Depois da aula, monitore

Dedique um momento de avaliação junto com a turma. Os alunos gostaram da estratégia? Acharam divertida, ou ficaram confusos? Inclua todas as impressões e teste novamente a metodologia em outra oportunidade. Nos momentos de avaliação, tente fazer uma comparação para constatar se o método ajudou na compreensão do assunto tratado e se as notas dos alunos foram melhores.

Já tentou colocar em prática a metodologia das estações de aprendizagem? Conte para nós, em nossas redes sociais, como foi a experiência!

Conheça outros métodos do ensino híbrido lendo o Observatório!

leia também

Saiba como transformar o TCC em ferramenta de empreendedorismo
continuar lendo
Intercâmbio profissional: como a experiência pode enriquecer a formação superior
continuar lendo
Aprender pela experiência: conheça a metodologia criada pela Perestroika
continuar lendo

Quer ficar sabendo de tudo antes? Assine a
newsletter e receba novidades no seu e-mail.

x
área restrita
Usuário
senha