Aula pelo WhatsApp: como usar a ferramenta para a aprendizagem

Já são mais de 2 bilhões de usuários em todo o mundo. Isto mesmo: um quarto do planeta Terra está conectado ao WhatsApp, aplicativo de troca de mensagens instantâneas mais popular no momento.
Além de recados rápidos, memes e áudios entre famílias e amigos, o WhatsApp tem sido muito utilizado nos últimos tempos como fonte de informação. No Brasil, por exemplo, 79% das pessoas afirmam se comunicarem por meio do app, fazendo dele a principal ferramenta de comunicação no país atualmente, segundo pesquisa realizada pela Câmara dos Deputados e pelo Senado, em 2019.
Por sua simplicidade e praticidade, o app tem grande relevância no dia a dia do brasileiro e tem sido também explorado como ferramenta de Educação. Já pensou em dar aula pelo WhatsApp? A ideia pode parecer estranha de início. Mas, entendendo como a ferramenta funciona e qual a melhor linguagem a ser empregada, ela pode, sim, ser uma grande aliada da aprendizagem. Veja como neste post.

Saem as fake news, entra o conhecimento

Antes de falar especificamente sobre as estratégias para planejar uma aula pelo WhatsApp, é importante lembrar do potencial que essa ferramenta tem. Para o bem e para o mal. A rede social é, hoje, o principal canal de disseminação de fake news. Isto é, notícias falsas, uma das questões mais graves da atualidade quando consideramos a comunicação e a informação da população.
Para utilizar um exemplo recente, pegaremos a pandemia como referência. Mais de 73% das informações e notícias falsas sobre o novo coronavírus circularam pelo WhatsApp, enquanto outros 10,5% foram publicados no Instagram, e 15,8% no Facebook, segundo a Fundação Oswaldo Cruz.
O uso da ferramenta em larga escala para a desinformação da população deixa muitos educadores receosos quando ouvem falar em aula pelo WhatsApp. Mas a verdade é que o app é bastante eficiente em termos de engajamento. E, com um pouco de estratégia, é possível tirar bom proveito de tudo o que ele pode oferecer.

Engajamento e interação na sua aula pelo WhatsApp

Você sabia que, se enviar um e-mail com conteúdo educativo para uma lista de contatos, somente 15% das pessoas abrirão a mensagem para ler seu conteúdo? No WhatsApp, a taxa de abertura costuma ser próxima de 100%, considerada um fenômeno se comparada aos resultados das outras mídias sociais. Além disso, o índice de engajamento com a mensagem é de 80% em média na plataforma, ou seja, as pessoas não só leem como tendem a responder e a interagir com o conteúdo recebido. Por isso, considerar realizar sua aula pelo WhatsApp pode ser uma excelente estratégia. E não só para o momento que estamos vivendo, de aulas remotas por necessidade em razão da pandemia da Covid-19.
Mas, para isso, é fundamental entender o que levar em consideração na hora de pensar a produção de conteúdo para uma aula pelo WhatsApp.

O que considerar na hora de planejar uma aula pelo WhatsApp

Antes de planejar sua aula pelo WhatsApp, é imprescindível ter algo em mente: a rede social é extremamente íntima e não deve ser usada de forma invasiva ou sem permissão dos estudantes. Nada mais chato do que abrir o app para responder a amigos ou a familiares e receber uma infinidade de spams e mensagens indesejadas, não é mesmo?
Assim, é necessário que a aula pelo WhatsApp não seja a única estratégia do seu curso ou disciplina, disponibilizando o mesmo conteúdo em outras plataformas também. A menos que o formato do curso seja especificamente pelo WhatsApp, e o estudante opte por cursá-lo sabendo que esse será o principal canal de aprendizado. Outra razão é que essas dicas podem ajudar você na hora de pensar sua aula:

Utilize estratégias de Microlearning

A aprendizagem pelo WhatsApp se encaixa em uma modalidade em alta atualmente, o Microlearning. Com lições curtas e objetivas, como o próprio nome sugere, tal metodologia é ideal para o suporte mobile e para conteúdo que será consumido em pequenos intervalos de tempo, como geralmente se dá com o WhatsApp.
Descubra aqui como usar o Microlearning na prática.

Aposte nos vídeos e nos slides

Deixe os textos para outras plataformas. Para uma boa aula pelo WhatsApp, o segredo é apostar em conteúdos dinâmicos e imagéticos. As melhores opções são os vídeos ou os slides, sempre com apoio de legendas, buscando facilitar a compreensão.
Em relação aos vídeos, não se preocupe em fazer superproduções. Mantenha a câmera apoiada em uma superfície estável, certifique-se de que o fundo não está poluído com muitos objetos e distrações e procure uma boa iluminação, de preferência, de frente para uma janela. Isso ajuda a ter um cenário limpo e agradável para que o aluno possa se concentrar no que você tem a dizer.
No que diz respeito aos slides, aposte em recursos como memes e gifs, que deixam o conteúdo mais descontraído e fazem com que o estudante fixe, de forma lúdica, no que está sendo ensinado.

Aproveite o recurso das listas de transmissão

Visando economizar tempo e padronizar as mensagens, as listas de transmissão são um recurso excelente. Elas permitem disparar a mesma mensagem para um grupo selecionado de contatos, de forma individual. Use as listas na hora de enviar material didático, questionários, vídeos ou folhas de exercício, deixando para os grupos somente a comunicação que exigir interação.

Crie grupos

Foi-se o tempo em que os grupos de WhatsApp eram aquele ambiente desorganizado e com as famosas trocas de “Bom-dia” e “Boa-noite”. Com o uso cada vez mais profissionalizado da ferramenta, grande parte dos grupos agora tem gestão mais profissional, e os próprios integrantes fazem questão de manter a ordem e de estabelecer limites para as trocas de mensagem por ali. Assim, os grupos se tornam mais produtivos tanto para uso corporativo quanto educacional. Eles são a forma mais rápida e prática de tirar dúvidas, por exemplo, e promover debates ou troca de informações.
Muitos produtores de conteúdo e professores têm até mesmo usado o recurso dos grupos pagos: ambientes que permitem a participação mediante o pagamento de uma taxa, nos quais circulam informações qualificadas, de cunho educativo ou instrucional.

Produza conteúdo acessível

Embora possa ser acessado em sua versão web, pelo computador ou por tablets, o WhatsApp é um app pensado para os dispositivos mobile e, por isso, para ser utilizado em telas de menor proporção. Por isso, ter sempre o suporte da imagem e usar textos curtos faz toda a diferença. Dar preferência a vídeo e a áudio também. E, mais do que isso, usar e abusar dos recursos que vão dar mais acessibilidade ao seu conteúdo, facilitando a leitura de estudantes com alguma dificuldade ou deficiência.
E, então, que tal fazer o teste e preparar sua primeira aula pelo WhatsApp? A fim de continuar produzindo conteúdo educativo de qualidade para as plataformas on-line, descubra como criar um Roteiro para Videoaula.

leia também

Aulas de português on-line: 4 dicas para otimizar as atividades EAD
continuar lendo
Aulas de Biologia on-line: 5 formas de turbinar a aprendizagem
continuar lendo
Representatividade na Educação: como tratar o tema na escola?
continuar lendo

Quer ficar sabendo de tudo antes? Assine a
newsletter e receba novidades no seu e-mail.

x
área restrita
Usuário
senha
×