Aulas de Ciências a Distância: como trabalhar esta área de conhecimento nas aulas on-line

As aulas de Ciências são repletas de mistérios. Têm o poder de aguçar a curiosidade dos alunos ao abordar fenômenos que fazem parte do dia a dia, tanto de forma direta, quanto indireta. No ensino tradicional presencial, os professores dessa disciplina utilizam diversos recursos para transformar as aulas e torná-las atrativas  aos jovens. Entretanto, a necessidade de aderir ao Ensino a Distância (EAD) implica algumas dificuldades para os educadores da área. A seguir, vamos entender melhor quais são os desafios que envolvem lecionar aulas de Ciências a Distância e como é possível superá-los.

Os desafios das aulas de Ciências a Distância

A área de Ciências tende a abranger conteúdos bastante complexos, que exigem discussão, engajamento e representação empírica, para que possam ser mais bem absorvidos pelos alunos. No Ensino a Distância, certas abordagens como o uso de um laboratório para executar experimentos, ilustrações no quadro-negro e outras técnicas de engajamento face a face não são possíveis. Isso torna necessário que o educador se adapte ao meio digital, buscando entender como passar o conhecimento através de outras técnicas e ferramentas.

A criatividade como ferramenta nas aulas EAD

Embora as aulas de Ciências a Distância sejam desafiadoras, é possível colocar em prática um bom Plano de Aula, com muita criatividade. O segredo por trás disso é entender qual a mensagem que deve ser passada aos alunos. Todas as ferramentas presenciais têm como objetivo ensinar algo. Por isso, para conseguir ter sucesso nas aulas EAD, foque no conceito em vez de tentar adaptar a ferramenta ao meio digital. Afinal, existem várias estratégias que podem ser adotadas on-line a fim de entregar um conteúdo de qualidade. A seguir, vamos explorar algumas delas.

Use redes sociais a seu favor

As novas gerações já nasceram com as redes sociais e a internet como parte do processo de socialização. Por isso, faz todo sentido usar tais ferramentas a seu favor, com o objetivo de deixar suas aulas mais atrativas e engajadas. No TikTok, no Instagram e no YouTube, por exemplo, existem diversos produtores de conteúdo que exploram as Ciências como tema que eles divulgam on-line. Um exemplo é o youtuber Iberê Thenório, dono do canal Manual do Mundo, que reproduz diversos experimentos interessantes do ponto de vista da Física e da Química. Você pode adotar esses conteúdos como material complementar em suas aulas, com a intenção de ilustrar o tema abordado.

Outra forma de utilizar as redes sociais em suas aulas de Ciências a Distância é utilizando essas plataformas como espaço de apresentação de trabalhos e atividades de aprendizado da disciplina. Você pode pedir a eles que postem um vídeo no YouTube, performando algum experimento, ou que façam um TikTok resumindo um tema durante 1 minuto de forma divertida, por exemplo. Isso é fundamental para ampliar o engajamento dos alunos com a disciplina. Estudantes têm muito a contribuir, mas nas aulas de Ciências a Distância eles tendem a ficar mais quietos, apenas como expectadores, o que não é nem um pouco positivo tanto para a estrutura da disciplina, quanto para a formação deles. Por isso é importante quebrar essa barreira e identificar mecanismos com vistas a que eles possam oferecer suas experiências e pontos de vista, enriquecendo o percurso letivo.

Adote experimentos que possam ser feitos em casa

Embora os vídeos de outros produtores de conteúdo sejam uma ferramenta útil, performar experimentos simples durante as aulas como forma de exemplificar a teoria explicada também é importante. Isso porque, com experimentos relacionáveis e acessíveis para representar fenômenos naturais, se torna mais fácil engajar os alunos a tentar reproduzi-los em casa, além de contribuir para que a abordagem do conteúdo seja mais concisa. Afinal, executar um experimento durante a teoria traz uma aproximação maior ao tema explorado do que pedir  a eles que assistam ao vídeo após a aula.

Citamos aqui alguns experimentos simples que podem ser utilizados nas aulas: a representação de densidade de líquidos diferentes, como as mudanças de temperatura ocorrem, como se dá a dilatação de materiais mediante o calor, dentre outros. Caso peça aos alunos que façam a tarefa em casa, lembre-se de avisar aos responsáveis para que eles acompanhem o projeto de perto, com o intuito de evitar acidentes.

Abrace a tecnologia

A tecnologia tem muito a oferecer para enriquecer suas aulas, e seus alunos já estão familiarizados com alguns desses recursos. A grande estratégia é empregá-los de forma que contribuam para o aprendizado. O professor pode lançar mão de jogos on-line e de videogames como parte da disciplina. Através do Minecraft, por exemplo, é possível solicitar que os alunos construam uma cidade sustentável ou a representação de um modelo celular, tornando a teoria empírica de forma divertida.

Adapte suas aulas ao meio on-line

Vale lembrar que, para ter sucesso em suas aulas de Ciências a Distância, é necessário acima de tudo adaptar-se ao meio digital. Procure definir uma plataforma para apresentar suas aulas que seja acessível e que permita bom nível de interação. Além disso, lembre-se de otimizar o tamanho da letra e das imagens que for usar como suporte em suas aulas, de forma que elas sejam legíveis não só em telas maiores, mas também em um celular ou em um tablet.

Aulas de Ciências a Distância demandam concentração; por isso, tente ser mais objetivo, evitando que as aulas fiquem muito longas e cansativas. Se possível, procure gravar as apresentações e disponibilizá-las para os alunos. Isso permite que eles revisem as partes nas quais há dúvidas e também facilita na hora de estudar para a prova.

E, então, gostou das nossas dicas para dar aulas de Ciências a Distância? Conheça 7 dicas para otimizar suas aulas on-line e continue descobrindo novos meios de adaptar sua didática ao meio digital.

leia também

Juventude e Conexões: como os jovens brasileiros entendem o que é empreendedorismo?
continuar lendo
5 jogos educativos para usar em suas aulas
continuar lendo
Como escolher a melhor ferramenta para aulas online
continuar lendo

Quer ficar sabendo de tudo antes? Assine a
newsletter e receba novidades no seu e-mail.

x
área restrita
Usuário
senha
×