3 filmes de empreendedorismo para se inspirar

Blog 3 filmes de empreendedorismo para se inspirar

14/07/2022

Uma forma lúdica de trabalhar temas relevantes na educação, inclusive na empreendedora, é utilizar filmes. Aliás, os filmes de empreendedorismo podem ser uma fonte de inspiração até mesmo para os adultos.

No dia a dia de sala de aula ou na resolução de alguma tarefa, às vezes, é necessário trazer temas e dinâmicas diferentes. Para isso,é preciso ampliar o imaginário. E os filmes são grandes aliados para alimentar e formar nossa imaginação.

Soluções criativas nascem em ambientes propícios. Quando você se conecta com histórias inspiradoras, como as presentes em filmes de empreendedorismo, ou com conteúdos que nem sempre estão no nosso dia, a sua imaginação se torna um terreno fértil para inovação.

Isso é conhecido como repertório criativo. Ou o conjunto de experiências culturais acumuladas – seja um filme, uma música, uma comida diferente ou um livro que foi lido. Tudo isso contribui para a formação e ampliação do imaginário.

Para ajudar a formar o seu repertório criativo em prol de uma cultura empreendedora, separamos uma lista com dicas de 3 filmes de empreendedorismo. Então, prepare a pipoca e confira esta seleção!

O Menino e o Mundo

“O Menino e o Mundo” foi um dos cinco indicados para o Oscar na categoria ”Melhor Filme de Animação” em 2016.

A história gira em torno de um garoto, Cuca, que mora no interior com a família, em uma pequena casa no campo. Mas o pai se muda para uma cidade grande em busca de emprego. Num belo dia, o menino triste e desnorteado, embarca de trem e resolve ir para a cidade ao encontro do pai. O menino acaba se deparando  com um cenário triste de exploração do trabalhador e de pobreza.

Esse não é essencialmente um filme de empreendedorismo, porém o comportamento empreendedor pode ser visto em algumas das etapas dessa aventura.

O primeiro ponto é na descoberta e na coragem de explorar algo totalmente novo. Cuca é exposto a uma realidade desconhecida e interage com  ambientes desconhecidos, explorando esse “novo”, apresentado a ele.

O segundo é saber equilibrar os desafios e as oportunidades que estão diante dele nesse  ambiente estranho. Isso, por sua vez, exige uma habilidade-chave para o sucesso de qualquer empreendedor, isto é, adaptação e resiliência, mesmo em cenários difíceis. Aliás, Cuca, mesmo diante de todas as adversidades, nunca desistiu e continuou a sua jornada transformadora.

Todas essas habilidades vivenciadas são fundamentais quando falamos em Educação Empreendedora.

Uma das formas de explorar esse filme em sala de aula é perguntar aos alunos se eles perceberam as diferentes habilidades empreendedoras, ou melhor, adaptação e persistência. É uma verdadeira lição de transformação individual diante das circunstâncias da vida.

Além de bastante interessante, é um modo de valorizar o cinema brasileiro. O cenário é muito bonito, e os desenhos, bastante coloridos. Por isso, outra maneira de explorar a animação em sala de aula é com atividades de desenhos e pinturas.

A Rede Social

Este é um dos filmes de empreendedorismo de histórias reais. Ele conta a história de Mark Zuckerberg, o criador do Facebook, narrando os primeiros passos da concepção e da fundação da rede social que se tornou bastante popular.

Mark era estudante de Psicologia e de Computação na  Universidade Harvard (EUA), uma das mais renomadas do mundo. Ele teve a ideia de criar um site que conectasse os estudantes do campus pela internet.

O filme narra os primeiros passos, entre a ideia e a execução. Hoje, Zuckerberg é muito bem-sucedido profissionalmente, com o sucesso do grupo Facebook.

Mas nem tudo são flores; até a primeira versão ficar pronta, foi empregado bastante trabalho e uma história que já começa com muitos altos e baixos. Um dos pontos que podemos destacar é a habilidade de colocar algo em prática. O mundo não é feito de ideias geniais, mas de pessoas que fizeram de tudo para consumar uma ideia.

Portanto, é necessário saber se organizar, estipular procedimentos e etapas para de fato criar produtos. Esse é um dos temas interessantes para trabalhar em aulas sobre Educação Empreendedora.

Outro assunto que merece destaque é que: para além das habilidades técnicas, um empreendedor precisa ter inteligência emocional e desenvolver as habilidades socioemocionais.

No filme, fica nítido que Zuckerberg, apesar de ser um bom comunicador, tem dificuldade com o relacionamento interpessoal. Seja na esfera pessoal – ao equilibrar vida pessoal com vida profissional –, seja no trabalho – ao ser capaz de lidar com os conflitos.

O filme é bem interessante para levantar a discussão e refletir como desenvolver essas habilidades. Outro tema bastante em alta é uso das redes sociais: que tal propor aos seus estudantes pensar no uso da tecnologia para além das redes sociais e no equilíbrio entre a vida real e a vida nas redes sociais?

O Menino que Descobriu o Vento

Este é um dos filmes de empreendedorismo muito inspirador. Ele narra a história de William, um garoto de 14 anos que gostava  de estudar. Sua família, no entanto, não pôde mais pagar a mensalidade da escola, e, em função disso, ele precisou se despedir do colégio.

O filme se passa em Malawi, país africano, mostrando a dura realidade de pobreza de uma aldeia. William se mostra como um apaixonado pela ciência e inconformado com a realidade de pobreza. Por isso, às escondidas, ele retorna à biblioteca da antiga escola e, por meio da ciência, resolve construir um moinho. E aqui já destacamos o comportamento de inconformismo e de solução de problemas reais, típicos de um empreendedor.

Em seguida, William utiliza partes da bicicleta do pai para construir um moinho, que muda a realidade da aldeia. Mais uma vez, o comportamento empreendedor pode ser notado, já que ele utiliza recursos escassos, presentes ao seu redor, a seu favor e de forma bastante criativa.

Para colocar seu plano em prática, o jovem conta com o apoio dos seus colegas, mostrando a importância de ter uma seleta rede de contatos e de cultivar boas amizades. Vale a pena destacar que o William teve a capacidade de enxergar oportunidades e potencialidades em um território, o que outras pessoas, por exemplo, não eram capazes de identificar.

Em relação a trabalhar em sala de aula, vale a pena utilizar o filme para ilustrar comportamentos como a determinação; a superação de desafios; a capacidade de questionar, de ser criativo, de ter curiosidade, de realizar testes e de se esforçar para mudar a realidade.

Outro ponto bastante relevante é a valorização do ensino e da pesquisa. Afinal, a ideia surgiu depois do contato do jovem com o conhecimento teórico, com o qual se deparou ao pesquisar livros disponíveis na biblioteca.

Por isso, este filme de empreendedorismo é também uma oportunidade para ressaltar a importância da educação e como a escola pode mudar a vida dos estudantes e impactar toda a sociedade. Uma boa dica para a dinâmica em sala de aula é aproveitar a temática para fazer uma pesquisa de pessoas que tiveram a vida transformada por intermédio do ensino.

Gostou das dicas? Para se aprofundar no tema, acesse o E-book Competências Empreendedoras: quais são e como trabalhá-las, elaborado por nós, do Sebrae.

Assine a Newsletter

Fique por dentro de todas as novidades