O que é a Educação Midiática e como aplicá-la em sala de aula

Blog O que é a Educação Midiática e como aplicá-la em sala de aula

08/06/2022
O tempo todo somos bombardeados de informações. Recebemos mensagens, vídeos e fotos no WhatsApp, temos e-mails não lidos na caixa de entrada, notícias no telejornal, vídeos na timeline do Facebook, declarações polêmicas no Twitter, notificações no portal da escola, posts no Instagram. Como ensinar crianças e jovens a consumir isso de maneira crítica ou ainda a produzir esses conteúdos de maneira responsável? A Educação Midiática chega exatamente para dar esse norte. Vamos entender melhor ao longo deste texto, acompanhe!
Vale saber: neste post, nós nos baseamos nas informações produzidas pelo EducaMídia, programa lançado pelo Instituto Palavra Aberta para apoiar professores e atores da comunidade escolar no desenvolvimento da Educação Midiática em sala de aula.

O que é a Educação Midiática?

Podemos definir como um “conjunto de habilidades para acessar, analisar, criar e participar de maneira crítica do ambiente informacional e midiático em todos os seus formatos – dos impressos aos digitais”. Ou seja, em linhas gerais, seria possível dizer que se trata do processo de ensino-aprendizagem que desenvolve o senso crítico dos estudantes para que absorvam e produzam conteúdos midiáticos de forma responsável.

Ela está prevista na BNCC?

Sim! Ainda que não com esse nome, a Educação Midiática é transversal ,e perpassa em especial, por três competências gerais da Base Nacional Comum Curricular (BNCC), que são:
#4 Utilizar diferentes linguagens – verbal (oral ou visual-motora, como Libras, e escrita), corporal, visual, sonora e digital –, bem como conhecimento das linguagens artística, matemática e científica, para se expressar e partilhar informações, experiências, ideias e sentimentos em diferentes contextos e produzir sentidos que levem ao entendimento mútuo.
#5 Compreender, utilizar e criar tecnologias digitais de informação e comunicação de forma crítica, significativa, reflexiva e ética nas diversas práticas sociais (incluindo as escolares) para se comunicar, acessar e disseminar informações, produzir conhecimentos, resolver problemas e exercer protagonismo e autoria na vida pessoal e coletiva.
#7 Argumentar com base em fatos, dados e informações confiáveis, para formular, negociar e defender ideias, pontos de vista e decisões comuns que respeitem e promovam os direitos humanos, a consciência socioambiental e o consumo responsável em âmbitos local, regional e global, com posicionamento ético em relação ao cuidado de si mesmo, dos outros e do planeta.

Quais os objetivos para o aluno e para o professor?

O Educamídia se baseia em três pilares: ler, escrever e participar. Com base neles, definem-se diferentes objetivos da Educação Midiática para alunos e professores, a saber:

Para o aluno

Analisar de forma crítica, e habitualmente, os textos de mídia em qualquer formato – dos impressos à internet.
Compreender os mecanismos de busca, curadoria e produção de conhecimento.
Acessar ampla gama de ferramentas digitais e ter flexibilidade para encontrar e adaptar-se a novas ferramentas.
Aplicar o conhecimento do ambiente informacional e midiático, a fim de solucionar problemas para o exercício da cidadania e a autoexpressão.
Criar peças de mídia fundamentadas em escrita técnica ou criativa bem desenvolvida, de forma ética e responsável.

Para o professor

Explorar novas abordagens pedagógicas proporcionadas pelas tecnologias de informação e comunicação.
Promover uma cultura de aprendizagem que estimule a curiosidade e o aprendizado contínuo.
Facilitar a aprendizagem significativa, fazendo uso de recursos de mídia.
Guiar os alunos para práticas éticas, legais e seguras no ambiente digital e fora dele.
Criar experiências engajadoras que levem os alunos a participar da sociedade e com ela contribuir de maneira crítica, ética e responsável.

Como desenvolvê-la em sala de aula? É possível aplicá-la em todas as disciplinas?

O EducaMídia desenvolveu um método que permite a criação de atividades que trabalham a Educação Midiática em qualquer conteúdo curricular. Ele sugere que o professor planeje a sua atividade ou aula, valendo-se de quatro eixos: tema, ação, mídia e reflexão – e não necessariamente nessa ordem. Veja os detalhes:

Tema

Aqui, é o momento de definir o assunto a ser discutido e qual mídia será o fio condutor do assunto. É possível selecionar textos jornalísticos ou mesmo ir além e explorar notícias, filmes, infográficos e documentários.

Ação

Como o nome sugere, é o eixo que define o que será feito com o material escolhido. Vale soltar a imaginação e propor análises críticas ou mesmo criações que se desdobram do assunto em questão

Mídia

Quais formatos você pretende trabalhar em sala de aula? Pode ser uma boa opção mergulhar em todas as opções que o universo midiático oferece. Vale também indagar a respeito de quais são os formatos mais comuns consumidos pelo aluno.

Reflexão

Ao planejar a aula, é fundamental pensar em percorrer um caminho que vai instigar a reflexão dos alunos. É o momento de provocar a avaliação de diferentes aspectos do conteúdo escolhido, desde o seu propósito às técnicas utilizadas.

#Dica

O Guia da Educação Midiática do EducaMídia reúne diversas informações sobre o assunto e traz dicas práticas para aplicá-la na educação. Clique aqui para baixá-lo.
É possível combinar a Educação Midiática com a Educação Empreendedora?
Sem dúvidas. As duas propostas se encontram inevitavelmente, uma vez que ambas buscam formar jovens com visão sistêmica e capacidade crítica para viver em sociedade.
É possível trabalhar diferentes formatos midiáticos com metodologias ativas, abraçando os quatro eixos que citamos no tópico anterior e favorecendo o desenvolvimento da autonomia do estudante. Veja alguns exemplos que podem inspirar atividades:

Sala de Aula Invertida

Neste método em que o conteúdo é ensinado pelo próprio aluno, que tal sugerir a ele que reúna diferentes formatos midiáticos com um tema em comum para apresentar?

Aprendizagem Baseada em Projetos (ABP)

Aqui, a ideia é que o aluno crie um projeto. E se esse projeto for midiático, como um podcast ou um jornal? Já pensou?

Gamificação

Se o intuito da gamificação é envolver os estudantes baseando-se na aplicação de um jogo, imagine desafiá-los por meio de um game que traga informações técnicas sobre diferentes mídias?
Estudo de caso
Esta metodologia traz uma ótima oportunidade para trabalhar, por exemplo, casos polêmicos que repercutiram em redes sociais, propondo uma análise crítica por parte dos estudantes.
Gostou desse conteúdo sobre Educação Midiática e quer continuar por dentro das tendências desse universo? Acompanhe o Portal CER. Há sempre novidades quentinhas sobre o mundo da educação.

Assine a Newsletter

Fique por dentro de todas as novidades