Como reduzir distâncias na aprendizagem on-line

Blog Como reduzir distâncias na aprendizagem on-line

Compartilhe este conteúdo
O que antes era uma novidade, ao longo de 2020 foi se tornando rotina. A Aprendizagem On-Line passou a fazer parte da realidade da maioria das escolas e instituições de ensino ao redor do mundo. Mesmo em relação àquelas que aos poucos foram retornando às atividades presenciais, essa retomada está sendo feita de forma escalonada e cautelosa. E a aposta no Ensino Híbrido, como uma saída para uma transição segura, é muito forte.
Nas primeiras semanas e meses de Aprendizagem On-Line compulsória, os principais desafios para a gestão educacional e os professores envolveram a adoção de tecnologias de suporte às aulas. A escolha de plataformas de streaming, ambientes de aprendizagem on-line, redes sociais, criação de fóruns, bem como de assinatura de games e serviços de armazenamento na nuvem, dentre outros, até então era uma novidade para grande parte das escolas, que tiveram de aprender em tempo recorde as melhores soluções tanto para o seu perfil de ensino quanto para o perfil de seus estudantes.
Passado esse primeiro momento, os desafios se voltam a outras áreas. Manter relacionamentos próximos com estudantes e não deixar o engajamento da turma cair é o que tem tirado o sono dos professores.
Veja algumas maneiras de reduzir as distâncias e os ruídos provocados pela tecnologia. Você pode deixar sua aula mais atraente e resgatando a proximidade com os estudantes.

O problema da distância

Embora a Aprendizagem On-Line tenha inúmeras vantagens, ela não substitui o olho no olho, tão importante para a educação e o processo de construção de conhecimento. Segundo uma pesquisa realizada pela Pravaler, fintech de Educação, 43% dos universitários sentem falta de contato social na Aprendizagem On-Line, e 72% preferem a retomada das aulas na modalidade tradicional. O mesmo sentimento é compartilhado por estudantes da educação básica, que dizem ter saudades dos professores e dos colegas.
Esse distanciamento e a quebra do vínculo entre estudantes e educadores apontam para uma previsão preocupante. Segundo pesquisa realizada pelo Conselho Nacional da Juventude (Conjuve), quase 30%, ou um terço, dos estudantes não pretendem retornar às aulas depois da pandemia. Por isso, enquanto a Aprendizagem On-Line de forma exclusiva ainda é a opção viável para manter a segurança de todos, a solução é encontrar maneiras de reduzir distâncias causadas pela mediação das aulas em razão da tecnologia. A seguir conheça cinco jeitos de fazer isso, segundo o pesquisador Youki Terada, em artigo para o portal de educação Edutopia.

Cinco maneiras de reduzir distâncias na Aprendizagem On-Line

Lembre-se da comunicação não simultânea

Em uma sala de aula física, a comunicação entre professor e estudantes e entre os colegas acontece de formas diversas. Gestos, olhares, sons, movimentos. Tudo isso ajuda a criar o clima da aula, engajar estudantes e ditar o tom do aprendizado. No entanto, nas aulas remotas é comum que os professores foquem apenas na transmissão do conteúdo de forma simultânea, por plataformas como Zoom ou Microsoft Teams. Segundo Youki Terada, a simultaneidade não é o fator que gera mais valor aos estudantes, mas sim a complementaridade da comunicação. Assim, usar as tecnologias como uma extensão do ensino é uma maneira de trazer os estudantes mais pra perto de você, mesmo que virtualmente.

Invista em um bom planejamento

A dificuldade para encontrar links, arquivos e caminhos para os sites ou plataformas a serem utilizados nas aulas pode causar estresse nos estudantes. Por isso, é importante lembrar que a Aprendizagem On-Line vai muito além do planejamento relacionado ao conteúdo, devendo envolver aspectos de Design Instrucional, ou seja, do desenho do fluxo das aulas.
Isso ajuda as atividades a fluírem melhor, reduzindo ruídos causados pela tecnologia e, consequentemente, abrandando também a sensação de distância.

Clareza e organização comunicam presença

A clareza na forma de apresentar o conteúdo e de explicar o processo está relacionada a mais qualidade da aprendizagem. E isso passa pela boa organização dos recursos disponíveis para a aula. Invista parte de seu tempo de planejamento centralizando recursos e mídias, dividindo o conteúdo em pastas com caminhos intuitivos e testando todas as funcionalidades da plataforma EAD escolhida.

Esteja aberto ao feedback

O momento é de aprendizado para todos, estudantes e professores. Não há problema em não criar a aula perfeita desde o início e enfrentar dificuldades com tecnologia e com as metodologias de Aprendizagem On-Line. Tudo isso é novo para você também. Por isso, coletar as impressões dos estudantes sobre as aulas on-line é imprescindível, com o intuito de promover a melhoria contínua do processo, identificando oportunidades e pontos de incômodo que podem ser trabalhados. Além disso, ao se abrir ao feedback, você mostra aos jovens que está comprometido com o processo de aprendizagem, trazendo mais segurança e confiança a eles.

Procure nutrir os relacionamentos com frequência

O período de Aprendizagem On-Line naturalmente exige um esforço maior por parte dos professores e da equipe da escola a fim de manter os laços com os estudantes. Assim, investir em comunicação informal e constante é a chave para manter os estudantes próximos e engajados durante as aulas remotas. Em função disso, o WhatsApp pode ser a ferramenta mais fácil para uma conversa constante com os jovens. Outra opção é utilizar mais as redes sociais, postando conteúdo complementar ao das aulas – preparação, bastidores – e também se engajando no conteúdo produzido pelos estudantes.
E, então, gostou das dicas para deixar o momento de Aprendizagem On-Line mais humanizado? Saiba também como cuidar melhor da saúde mental dos estudantes durante este período.
Compartilhe este conteúdo

Assine a Newsletter

Fique por dentro de todas as novidades