Conexxão Jovem de Educação Empreendedora é destaque em relatório internacional

Blog Conexxão Jovem de Educação Empreendedora é destaque em relatório internacional

07/06/2022
O Conexxão Jovem recebe menção em relatório internacional graças à atuação em prol da Educação Empreendedora. Desde 2017, o Instituto Nexxera promove a Educação Empreendedora no Brasil com o intuito de ser motor de transformação social para os estudantes e as comunidades.
Com a ação, o Brasil está participando de um programa global focado na educação empresarial e voltado a jovens e a crianças, conectando as escolas com empreendedores e empresários de 18 países. Assim, tem sido possível aproveitar a expertise desses especialistas para estimular os estudantes a buscar melhorias em sua escola e nas comunidades.
O objetivo do programa é aproximar pessoas e oportunidades, com o propósito de promover a inclusão social, combater a desigualdade, gerar impacto e desenvolvimento sustentável e comunitário.
No Brasil, as temáticas de empreendedorismo na Educação Básica são ainda muito recentes. Mas ter contato com assuntos de empreendedorismo contribui para que os jovens consigam enxergar oportunidades, principalmente quando estamos em períodos de crise ou em situação de maior restrição econômico-financeira.
Ensinar empreendedorismo na grade curricular da Educação Básica é plantar uma semente de transformação social. As atitudes empreendedoras são capazes de transformar realidades individuais – em casa, no convívio familiar, no trabalho – e também realidades sociais. E, no caso de jovens em situação de vulnerabilidade social, ações de Educação Empreendedora se tornam ainda mais relevantes, no sentido de abrir novas janelas de oportunidades.

A relevância da Educação Empreendedora

A Educação Empreendedora iniciou nos Estados Unidos, no âmbito das formações em graduação em Administração, e, aos poucos, foi se espalhando pelo mundo em setores da Educação Básica. No Brasil, é ainda um tema muito recente, já que, antes da nova edição da BNCC, praticamente não se ouvia falar em Educação Empreendedora, a não ser em ações voluntárias e de ONGs.
Do ponto de vista social, já se tem estudos indicando que o aumento do empreendedorismo em uma nação contribui para a elevação do crescimento econômico. Do ponto de vista individual, ensinar a ter uma postura empreendedora pode transformar a realidade de pessoas e famílias. Ser empreendedor não é necessariamente abrir o próprio negócio ou empresariar.
Empreender é ter uma postura mais ativa diante das circunstâncias da vida. É ser protagonista da própria vida. É saber identificar oportunidades, aproveitar as circunstâncias, manter um círculo de amizades estratégicas, usar os recursos disponíveis de forma eficaz, entender o que pode ser feito da melhor forma.
Assim, a Educação Empreendedora consiste em transmitir ensinamentos teóricos sobre como cuidar de forma eficiente dos recursos – financeiros, de tempo ou humanos. E também aspectos socioemocionais, como uma mentalidade aberta ao risco, à proatividade, à comunicação assertiva.
O impacto desse conjunto de valores empreendedores na vida de uma pessoa não se restringe, portanto, a situações de se empreender. No entanto, uma pessoa com postura empreendedora é capaz de trabalhar com mais eficiência em qualquer situação – seja em uma empresa, seja em um órgão público, seja mesmo no convívio familiar.

Exemplos de situações para trabalhar o empreendedorismo nas escolas

O Conexxão Jovem trouxe exemplos de situações bastante factíveis para explorar e inspirar os estudantes. Ser empreendedor é identificar as oportunidades e as necessidades que precisam ser transformadas no dia a dia, dentro das circunstâncias atuais. Por isso, resolver conflitos dentro da escola pode ser um ponto de partida.
É comum nas escolas existirem, por exemplo, conflitos sobre o uso dos espaços públicos pelos estudantes, como quadras e espaços recreativos. E uma boa forma de levar a cultura empreendedora é convidar os estudantes a pensar juntos em soluções.
Por outro lado, temas como bullying, ansiedade e depressão, que, infelizmente, vêm ganhando relevância, podem também ser pauta para ações de cunho empreendedor.
Outra dica é se atentar para o uso dos recursos. Ações como reciclagem, separação do lixo e aproveitamento de água da chuva podem ser temas interdisciplinares visando trabalhar de forma inovadora.
Por fim, uma feira de atividades muitas vezes é uma iniciativa para motivar os estudantes, incentivar a prática de negociação e trato com o dinheiro.
O foco deve ser levantar queixas dos estudantes em relação ao dia a dia nas escolas e convidá-los a colocar a “mão na massa”, pensando em soluções inovadoras e “fora da caixa”.

Brasil é destaque em relatório internacional

O Conexxão Jovem é um programa do Instituto Nexxera, que, há mais de uma década, promove iniciativas de responsabilidade socioambiental. Todos os projetos do instituto são focados em assegurar educação inclusiva, equitativa e de qualidade, promovendo oportunidades de aprendizagem.
São utilizadas metodologias próprias que contribuem para a formação. Essas metodologias se conectam com a realidade, envolvendo, por exemplo, palestras, visitas às empresas e estudos de casos.
O Instituto Nexxera tem como missão promover mais inclusão social e combater a desigualdade, por meio do empreendedorismo. O objetivo é construir um mundo melhor, capaz de transformar de forma positiva a realidade das pessoas.
Foi no relatório do Global Business Coalition for Education – que busca mensurar o impacto social de ações de Educação Empreendedoras de pequenas e médias empresas investidoras em Educação Empreendedora por meio de programas ou parcerias – que o Instituto Nexxera recebeu destaque. Os estudos indicam forte tendência de crescimento desse grupo de empresas e buscaram entender como essas empresas podem impactar positivamente as comunidades locais.
Há um potencial significativo das pequenas e médias empresas em promover a Educação Empreendedora. Mas, muitas das vezes, essas empresas não sabem por onde começar. Por isso, programas de mentoria, palestras, apoio e ações como o Conexxão Jovem facilitam essa ponte entre estudantes e empresários dispostos a contribuir.
Para saber mais sobre como levar a Educação Empreendedora à realidade da sua escola, fique atento aos conteúdos do CER. Uma forma divertida e lúdica para introduzir a disciplina se dá por meio de filmes. Veja a seleção de filmes que preparamos pra você educador!

Assine a Newsletter

Fique por dentro de todas as novidades