Conheça o projeto universitário que ensina empreendedorismo para crianças em Santa Catarina

Blog Conheça o projeto universitário que ensina empreendedorismo para crianças em Santa Catarina

Compartilhe este conteúdo

Um projeto de extensão universitária em que os graduandos têm a oportunidade de aprimorar seus conhecimentos sobre o mundo empresarial enquanto oferecem um programa de empreendedorismo a crianças. Essa é a proposta do ESAG Kids, iniciativa voltada para a inovação, a educação financeira e o empreendedorismo para crianças que cursam o ensino fundamental, realizada  pela Escola Superior de Administração e Gerência (ESAG), da Universidade do Estado de Santa Catarina (Udesc), desde 2014, na cidade de Florianópolis (SC).

A ideia é apresentar temas como gestão, marketing pessoal, planejamento e empreendedorismo para crianças participantes, incentivando competências como proatividade, resiliência e criatividade, essenciais para a realização de projetos profissionais ou pessoais.

Conheça detalhes do projeto neste artigo e como se dá a participação dos alunos de ensino superior da ESAG, programa que já atendeu mais de 9 mil crianças desde sua criação.

Como funciona o projeto de empreendedorismo para crianças ESAG Kids

Idealizado pelo professor de Métodos Quantitativos, Eduardo Jara, o ESAG Kids consiste em oficinas de temas variados relacionados ao mundo do empreendedorismo como ética, liderança, planejamento, inovação ou gestão financeira. Os estudantes de graduação e pós-graduação da ESAG participam como mentores dos alunos, mas estudantes universitários de outras áreas também podem participar, como voluntários.

As atividades são realizadas na escola ou na própria Udesc. Uma oportunidade para que as crianças tenham seu primeiro contato com o ambiente acadêmico, e podem ter duração de uma hora até um período inteiro. Em muitas ocasiões, as oficinas incluem visitas a instituições como órgãos públicos ou centros de inovação a fim de que a experiência de aprendizagem seja ainda mais rica e completa não só para os pequenos, mas também para os monitores. “Ano passado estruturamos uma feirinha de inovação e levamos as crianças que haviam ido ao Ministério Público, à CGU”, lembra o professor.

As oficinas do ESAG Kids estão disponíveis a escolas públicas ou privadas, além de ONGs, e são gratuitas. Duas vezes ao ano, o professor Eduardo Jara também oferece oficinas abertas à capacitação de professores para o ensino de empreendedorismo direcionado a crianças. Serviço que pode ser contratado pelas escolas para uma formação mais robusta e contínua do time de educadores. A ideia é levar formação mais prática aos educadores. Aspecto que Eduardo considera o mais desafiador na formação de professores, uma vez que muitos deles nunca tiveram contato prático com o empreendedorismo de fato.

Ferramentas para o ensino de empreendedorismo

Todo o material usado com as crianças é criado com base em pesquisas da própria universidade. “Desenvolvemos o conceito que chamamos de ‘cientificidade lúdica’. Então, todos os temas tratados têm referência em autores das áreas de conhecimento. Os acadêmicos nos ajudam a adaptar as pesquisas para a linguagem lúdica. Não falamos em tom acadêmico ou de forma técnica”, explica o professor Eduardo.

Canvas, jogos e livros desenvolvidos para o programa ESAG Kids estão disponíveis para download no site do programa, exatamente para que outras escolas possam utilizá-los no ensino de empreendedorismo para crianças. “Já realizamos oficinas no Piauí, na Bahia, em Minas Gerais”, conta Eduardo.

Como ensinar empreendedorismo a crianças?

O projeto ESAG Kids leva em consideração as particularidades na forma como as crianças nascidas no século XXI aprendem e se posicionam no mundo. “Este reconhecimento é essencial para entender a importância de novas metodologias que buscam avanços no processo de ensino e aprendizagem”, explica o artigo científico escrito por Eduardo Jara, Viviane Sartori e Martha Borges a respeito do ESAG Kids.

Por meio de jogos, livros ilustrados e passeios, o ensino de empreendedorismo para crianças se justifica como um investimento na formação de indivíduos autônomos e proativos, com a capacidade de realização. “As características peculiares de uma infância líquida, em conflito com abordagens que visam estritamente ao mundo do trabalho, podem inviabilizar tentativas de fomentar o caráter de realização, proatividade, resiliência e criatividade, relacionadas diretamente com uma atitude empreendedora. […] Respeita-se o caráter lúdico, essencial para tratar do tema com o público infantil, desenvolvendo competências para a formação de um cidadão crítico, criativo, com culto ao conhecimento e capacidade de realização. De maneira resumida, informamos aos pequenos estudantes que empreender é realizar”, descrevem ainda no artigo.

Assim, a metodologia do ESAG Kids leva em consideração o ensino baseado em competências (EBC) e os quatro pilares definidos pela UNESCO para a educação no século XXI: aprender a ser, aprender a viver juntos, aprender a conhecer e aprender a fazer. O projeto também se baseia em um entendimento mais amplo do empreendedorismo que extrapola as atividades ligadas somente aos negócios e à lucratividade, mas inclui aspectos sociais, éticos, de inovação e sustentabilidade, visando ao desenvolvimento das potencialidades de um indivíduo de maneira integral.

Quer saber mais da importância da brincadeira para o ensino de empreendedorismo a crianças? Confira neste post e aproveite para visitar também a Biblioteca do CER, com recursos e ferramentas que buscam colocar seu conhecimento em prática.

 

Compartilhe este conteúdo

Assine a Newsletter

Fique por dentro de todas as novidades