Fake news x ciência: como valorizar o conhecimento científico nas aulas

Blog Fake news x ciência: como valorizar o conhecimento científico nas aulas

02/02/2021

As notícias falsas, ou fake news, são conteúdos elaborados de maneira inverossímil ou com base em interpretações distorcidas de fatos, fabricadas para que pareçam verdadeiros e divulgados, com o objetivo de favorecer ou prejudicar alguém, provocar caos ou comoção pública.

Por causa das notícias fabricadas e da quantidade de informação inverossímil compartilhada nas redes, observamos alguns grupos questionarem a veracidade de informações ou até mesmo o valor por trás da pesquisa científica.

No artigo de hoje, vamos entender melhor os desafios da Educação provocados por causas das notícias falsas, como identificar as fontes de informação informadas e de que maneira é possível reforçar a importância do conhecimento em sala de aula.

A notícia falsa na “era da pós-verdade”

A Educação e a área acadêmica desejaram um grande desafio na atualidade: a desinformação. Se por um lado a tecnologia e a internet são excelentes aliados para a democratização do conhecimento e acessibilidade à Educação, o oposto também pode ser visto.

As fake news nada mais são que informações fabricadas com a intenção de manipular um grupo de indivíduos, provocando uma mudança no comportamento das pessoas e na forma como absorvemos conteúdo. Esse movimento de não saber exatamente em quais dados confiar, que informação é verdadeira ou não, e o reforço de crenças pessoais como fato, são os elementos que caracterizam o que podemos chamar de “a era da pós-verdade”.

A principal mudança que notamos na “era da pós-verdade” é o conceito em si do que é verdade. Ele parte do pressuposto de que toda informação é questionável, de que a verdade não é unicamente aquela que vem do conhecimento científico, mas também pode ser embasada em crenças pessoais. Parte dessa desconfiança advém do excesso de acesso à informação, fazendo com que as pessoas passem a questionar mais e se aproximar do que parece mais factível a elas.

O que é um conhecimento científico

O grande problema da “era da pós-verdade” é que, embora seja importante, o conhecimento baseado nas vivências pessoais não passa por um processo claro de validação. Além disso, a noção de verdade se confunde com opinião, influenciando na disseminação e na criação de fake news. A opinião é um julgamento pessoal e individual sobre um tópico. Já a verdade são fatos e elementos que condizem com a realidade.

A definição de fatos e verdade pode estar atrelada à comprovação e às provas que suportam um argumento como parte do processo de validação. E uma das formas mais populares de chegar a esse objetivo é por meio do método científico.

A metodologia científica é caracterizada por uma série de etapas que buscam, mediante a experimentação, alcançar uma determinada conclusão. O método científico busca eliminar a subjetividade, considerar variáveis, observar e coletar provas que suportem e validem uma teoria. Todo o resultado proveniente da utilização dessa metodologia a fim de coletar informações é chamado de “conhecimento científico”.

O conhecimento científico é um dos pilares da Educação de Base. História, Geografia, Biologia, Química e até mesmo disciplinas consideradas popularmente mais subjetivas, como Filosofia e Sociologia, seguem o método científico.

Fontes confiáveis de conhecimento científico

Um ponto de destaque é que mesmo o conhecimento baseado no método científico precisa passar por validações. Ou seja, não basta apenas seguir as etapas sugeridas pela metodologia, mas a maneira como você seguiu essas etapas e como interpretou as provas e organizou a sua argumentação precisam ser validadas pela comunidade acadêmica.

Esse é até mesmo um grande problema no combate das fake news. Algumas informações falsas são baseadas em conhecimento dito como científico, por ter passado por uma pesquisa utilizando o método. No entanto, as etapas seguidas pelo pesquisador ou outras pesquisas relacionadas podem refutar as informações coletadas, questionando se aquele conteúdo foi corretamente validado ou não.

Por esse motivo, é fundamental sempre procurar fontes confiáveis de informação, até quando ela apresenta alguns elementos científicos. Sempre procure mais de uma fonte, compare pesquisas diferentes e busque estratégias e sites confiáveis a fim de fazer a sua pesquisa científica.

Como combater as fake news em sala de aula

Com todos os problemas provocados pelas fake news, é essencial que o professor incentive o desenvolvimento do senso crítico dos alunos, para que eles possam saber como discernir conhecimento validado de informação fabricada, a fim de combater a desinformação.

Nos próximos anos, ainda vamos enfrentar diversos problemas provocados pelas notícias falsas. Por isso, é importante que os alunos aprendam o que é método científico, como descobrir se uma informação é falsa ou não e como ter acesso a conhecimento baseado em fatos. Além disso, é fundamental que os alunos saibam discernir opinião, verdade, fato e informação, para que eles possam desenvolver um pensamento crítico e saber a importância e o papel de cada um em um debate.

O que achou da nossa discussão sobre os desafios e o enfrentamento das fake news na Educação contemporânea? Descubra também o que é o Empoderamento Coletivo e continue aprendendo mais desse assunto.

Assine a Newsletter

Fique por dentro de todas as novidades