Como a Educação Empreendedora auxilia na aplicação do Ensino Colaborativo

Blog Como a Educação Empreendedora auxilia na aplicação do Ensino Colaborativo

Compartilhe este conteúdo
A Educação deve ser transformada de acordo com as mudanças da sociedade. Dessa forma, novas metodologias veem a necessidade de estar presentes no ensino, desenvolvendo competências e habilidades essenciais para a formação do indivíduo. O Ensino Colaborativo é uma ótima estratégia pedagógica, voltada a preparar os estudantes para os desafios da vida adulta.
Essa metodologia está ganhando cada vez mais espaço dentro das escolas , uma vez que consegue modificar a posição passiva do estudante, dando-lhe autonomia. Assim, eles começam a assumir o papel de protagonistas do processo de aprendizagem.
Mas o que de fato é o Ensino Colaborativo e qual a sua ligação com a Educação Empreendedora? Será com base nesses questionamentos que mostraremos o conceito e as formas de aplicar esse tipo de ensino em sala de aula.

O que é o Ensino Colaborativo?

O Ensino Colaborativo é uma metodologia que tem como objetivo o aprendizado por meio da interação e da colaboração ativa dos estudantes, como o nome sugere. Diante disso, ela é pautada em atividades que proporcionem a troca de experiências entre os estudantes, trazendo maior engajamento para o aprendizado.
As práticas ativas aplicadas no método farão com que o antigo padrão de ensino centralizado no professor seja substituído. Os estudantes passam a ter voz ativa na aprendizagem, tendo total autonomia sobre o que estão aprendendo.
Ela não se restringe apenas ao ambiente escolar, pois é vista a necessidade de interação externa que visa o desenvolvimento social, emocional e cultural do indivíduo. Também será trabalhado o senso de pertencimento, identificando as diferenças e aprimorando o processo de individuação dos estudantes.
Todo o processo de aplicação será com base no trabalho em conjunto, em que todas as vozes serão ouvidas, dando oportunidade para o crescimento coletivo.

Quais são os objetivos da aprendizagem colaborativa?

Os professores precisam ter em mente os reais objetivos da aprendizagem colaborativa. Isso porque será com base nesse conhecimento que o mapeamento das atividades ocorrerá, trazendo os principais benefícios aos estudantes.
Mas, então, quais são os principais objetivos do Ensino Colaborativo?
  • Desenvolvimento da autonomia dos estudantes
O desenvolvimento da autonomia dos estudantes é um dos principais propósitos da metodologia. As atividades farão com que a turma vá além do conteúdo passado, buscando, quer por conta própria, quer com o apoio do professor, novos conhecimentos e formas de aprender.
Os estudantes passarão a se sentir mais independentes e confiantes na realização dos desafios propostos. Tudo isso terá impacto diretamente na tomada de decisão na vida profissional e pessoal.
  • Aplicação de uma aprendizagem proativa
O desenvolvimento da autonomia também fará com que o ensino desenvolva a proatividade. Assim, a turma passará a sentir vontade de inovar na forma de aprender, aprofundando em assuntos que fazem sentido para a sua formação.
A proatividade é uma das características mais exigidas nos processos seletivos de trabalho. Dessa forma, inseri-la desde a infância será essencial para formar cidadãos com perfis adequados para os parâmetros da atualidade.
  • Estímulo à pesquisa
O Ensino Colaborativo também tem como objetivo o estímulo à pesquisa. O procedimento de desenvolver as habilidades investigativas nos estudantes fará com que eles estejam aptos para buscar respostas coerentes e que sanem as dúvidas.
Além disso, a formação de jovens com essa habilidade é essencial para a sociedade, considerando que o mundo necessita de mais pesquisadores para o avanço da ciência e da tecnologia.
  • Aprimoramento de habilidades voltadas ao trabalho em grupo
Tendo como premissa a interação e a colaboração, é evidente que a aprendizagem colaborativa também traz como objetivo o aprimoramento de habilidades para o trabalho em grupo. Um exemplo é o aprendizado em pares, ideal para o trabalho da empatia.
As atividades farão com que todos entendam a necessidade do desenvolvimento coletivo, mostrando também a importância da cooperação e do respeito a ideias diferentes.

Como aplicar o Ensino Colaborativo nas escolas?

Assim como as demais metodologias, a aplicação do Ensino Colaborativo apresenta muitos desafios. O principal deles é a adaptação tanto das escolas quanto dos professores para o desenvolvimento do método.
Talvez até haja resistência em relação à utilização da metodologia; porém, é possível criar caminhos viáveis para que ela seja implementada. Dessa forma, é importante seguir algumas orientações de modo que a aplicação seja eficiente, sendo elas:
  • Criação de uma cultura de colaboração
Ter uma cultura de colaboração na instituição é indispensável a fim de que a metodologia traga resultados positivos. Os estudantes precisam estar inseridos em um ambiente em que a interação e o trabalho em conjunto sejam constantes.
Uma forma de realizar essa ação é abrir os canais de comunicação, fazendo com que estudantes, pais e professores possam deixar comentários ou observações sobre as atividades. A criação de debates ou espaços para expor ideias pode ser o início do caminho da criação dessa cultura de colaboração.
  • Inclusão de pais ou demais familiares no processo
O Ensino Colaborativo não deve ser restrito apenas ao ambiente escolar. Diante disso, é necessário que os pais estejam por dentro da metodologia, abrindo espaço para que o desenvolvimento das habilidades tenha condições de ser estendido ao ambiente familiar.
Os estudantes terão a possibilidade de trabalhar a autonomia e o protagonismo também nas tarefas de casa, oportunidade em que os pais podem apoiar todo o processo. Há a possibilidade de os professores incluírem nas lições de casa as pesquisas ativas sobre o bairro e a comunidade na qual os membros da turma vivem, por exemplo.
  • Trabalho na capacitação de professores
Os professores serão os principais mediadores de todo o processo de aplicação do Ensino Colaborativo. Assim, é primordial que eles passem por treinamentos e atualização, com o propósito de entender melhor os métodos, buscando insights para serem utilizados em sala de aula.
A partir disso, eles poderão desenvolver workshops, debates, projetos coletivos com os estudantes. Mas é importante salientar que é preciso esforço e determinação para quebrar as barreiras do ensino tradicional.
  • Utilize a tecnologia para aumentar a eficiência do método
A tecnologia será uma ótima aliada da aprendizagem colaborativa. As inúmeras ferramentas digitais de comunicação fazem a perfeita sintonia com a interação e a colaboração.
A turma pode, por exemplo, trabalhar na criação de um blog no qual todos os membros da turma terão sua responsabilidade. Todos poderão trabalhar a busca ativa por conteúdos para a alimentação do blog, além de aprimorar suas habilidades técnicas em tecnologia.

Como a Educação Empreendedora auxilia na aplicação?

A Educação Empreendedora utiliza das mesmas premissas do Ensino Colaborativo. Ela entende que o estudante necessita ter voz ativa no próprio aprendizado e que as Metodologias Ativas são caminhos indispensáveis para a formação do indivíduo.
Por isso, a união do Ensino Colaborativo à mentalidade empreendedora fará com que o ensino ocorra de forma integral. Os estudantes trabalharão habilidades e competências que vão além do ensino teórico, englobando também os campos emocional e social.
Para entender melhor de que maneira a Educação Empreendedora pode ser uma aliada na aprendizagem colaborativa, separamos um artigo que mostra como algumas instituições tiveram iniciativa para aplicar o Empreendedorismo na Escola.
Compartilhe este conteúdo

Assine a Newsletter

Fique por dentro de todas as novidades