Especialistas indicam 10 livros para aprender mais sobre educação empreendedora

Blog Especialistas indicam 10 livros para aprender mais sobre educação empreendedora

Compartilhe este conteúdo

Em cima do palco, durante uma palestra, é comum que o convidado cite uma série de referências que mudaram sua visão sobre determinado assunto ou que considera leituras e recursos essenciais para estudo. Durante a segunda edição do ConheCER, não foi diferente. Grandes nomes da educação brasileira e mundial estiveram presentes no evento, que foi realizado pelo Sebrae, em Maceió, no mês de agosto, para debater e disseminar a educação empreendedora no Brasil, e compartilharam seus conhecimentos e referências sobre tecnologia, inovação, educação, empreendedorismo.

Aproveitamos a oportunidade e perguntamos a eles: qual livro todo professor deve ler para entender melhor sobre o futuro da educação e a educação empreendedora? As respostas, você pode conferir na lista a seguir. Bom aprendizado!

Francisco Barreto de Araújo: Breaking Smart
Francisco Barreto de Araújo: Breaking Smart

Minha indicação é um livro pequeno, fino e simples chamado ‘Breaking Smart’, do autor Venkatesh Rao. Ele foi baseado na série Breaking Bad e escrito em formato de seriado. A primeira temporada fala sobre processo de digitalização. O livro tem uma linguagem muito límpida, muito fácil e, ao mesmo tempo, traz insights muito profundos sobre a dimensão da mudança de uma sociedade baseada no hardware para uma alçada no software. É uma transformação sem precedentes, que muda tudo: nossa maneira de pensar educação, empreendedorismo e o futuro.

Tiago Mattos: Libertando o poder criativo e Os robôs vão roubar o seu trabalho, mas tudo bem
Tiago Mattos: Libertando o poder criativo e Os robôs vão roubar o seu trabalho, mas tudo bem

‘Libertando o poder criativo’, do Ken Robinson, é o livro que inspirou várias das ideias que tenho hoje sobre aprendizagem. Outra publicação é a do escritor Paul Arden: ‘Tudo o que você pensa, pense o contrário’, que nos ajuda a entender como criar possibilidades que muitas vezes não estamos considerando.

Outra recomendação é o livro: ‘Os robôs vão roubar o seu trabalho, mas tudo bem’. O autor, Federico Pistono, questiona a ideia de trabalho – que vem da palavra tripalium, um equipamento de tortura da Idade Média. É por isso que tanta gente associa trabalho a sofrimento. Será que temos que pensar em trabalho ou em atividades? Se não educarmos as pessoas para entenderem as novas formas de trabalho, que sociedade estaremos preparando para o futuro?

Caio Dib: Trabalhando com o inimigo
Caio Dib: Trabalhando com o inimigo

“Indico um que não é especificamente sobre educação, mas sobre um cenário análogo. Chama-se ‘Trabalhando com o inimigo’, do Adam Kahane, que trabalhou em situações de pós-guerra. O livro fala sobre o uso de comunicação não violenta, empatia e colaboração para a construção de um caminho para um país seguir em frente depois de uma guerra ou uma situação tribal complexa.

E minha outra indicação é um “jabá” meu. É o meu livro ‘Caindo no Brasil’, em que conto sobre 13 práticas que conheci durante uma viagem e me encantaram. Você consegue entender mais sobre a educação brasileira por meio dele”.

Heidi Neck: A nova inteligência
Heidi Neck: A nova inteligência

Um livro mais antigo, que mudou a maneira como eu penso e minha abordagem sobre educação chama-se ‘A nova inteligência’, do Daniel Pink. É uma publicação anterior à existência do Design Thinking, que já fala sobre as competências desenvolvidas no lado direito do nosso cérebro e como devemos ensiná-las.

Fábio Zsigmond: Creating innovators
Fábio Zsigmond: Creating innovators

Um livro que foi fundamental para mim, quando ainda nem pensava sobre cultura maker, foi o ‘Creating Innovators”, em que o autor, Tony Wagner, descreve o caminho de empreendedores inovadores, mostrando o que eles fizeram para chegar aonde chegaram. É interessante que o livro fala sobre educação e mostra que eles chegaram lá apesar da escola.

Kari Matilla: Phenomenal learning
Kari Matilla: Phenomenal learning

Se você quer aprender sobre a educação na Finlândia, o livro ‘Phenomenal learning’, da Kirsti Lonka é um ótimo recurso. E se você quer desafiar a forma como pensa, sugiro seguir o Simon Sinek nas redes sociais, especialmente os tweets que ele faz, e pensar em como aqueles temas podem se encaixar na sua sala de aula.

Federico Pistono: Princípios
Federico Pistono: Princípios

Meu conselho para professores é o livro ‘Princípios’, do Ray Dalio, que fala sobre cometer erros e sobre não só aprender com eles, mas se apaixonar pelo processo de cometer erros e ter que lidar com as consequências deles. Um empreendedor de sucesso é, essencialmente, uma pessoa que comete erros melhores a cada dia.

Compartilhe este conteúdo

Assine a Newsletter

Fique por dentro de todas as novidades