Estágio em startup: porque começar sua carreira em uma

Blog Estágio em startup: porque começar sua carreira em uma

Compartilhe este conteúdo

O conceito de startup se popularizou na última década por apresentar um modelo de negócio inovador, com baixo custo operacional inicial e alto grau de escalabilidade. Por haver necessidade de se adaptarem a adversidades a todo momento, em razão do crescimento acelerado e das modificações estruturais constantes, startups costumam operar de forma diferente de empresas tradicionais, exigindo um profissional difuso, multidisciplinar e com espírito empreendedor. Dessa forma, realizar um estágio em startup pode ser uma boa oportunidade para iniciar sua carreira e desenvolver habilidades importantíssimas. Neste post, vamos explicar um pouco mais sobre esse mercado e por que ele pode ser tão vantajoso para quem está  iniciando a vida profissional.

O que são startups?

Embora o termo startup ainda esteja em alta no momento, muita gente ainda se confunde sobre o que de fato ele significa. De modo geral, startups são empresas com uma solução inovadora no mercado, geralmente tecnológica, em um modelo de negócio escalável. Seu crescimento, em média, gira em torno de 3 a 4 vezes ao ano em seu estágio inicial, podendo dobrar de tamanho em menos de 12 meses. Esse crescimento acelerado exige um modelo maleável, menos burocrático. Além disso, cria um ambiente de incerteza, sendo complexo prever o que acontecerá em um horizonte maior que três meses.

A cultura de uma startup também assume padrões mais modernos. Nela, há incentivo por inovação, acesso à informação e multidisciplinaridade profissional e também baixo grau de formalidade em um ambiente majoritariamente descontraído, o que costuma ser bastante atraente para o público mais jovem.

Vantagens de fazer estágio em startup

Ecossistema de inovação e empreendedorismo

Existem várias vantagens em fazer estágio em startup. O principal deles talvez seja o contato com um ambiente empreendedor e com alto grau de inovação. Em uma startup, principalmente em estágio inicial, os recursos são bastante limitados. Por isso, a criatividade e o espírito inovador precisam estar presentes em todos os times. Cabe ao time de desenvolvimento compreender como elaborar a parte tecnológica com velocidade, mas sem prejudicar o usuário. Da mesma maneira, o time de marketing deve desenvolver estratégias de aquisição para um serviço que pouca gente conhece ou sabe que existe.

De mais a mais, como os times estruturalmente são pequenos, o contato com as estratégias da empresa de ponta a ponta é bastante acessível a todas as pessoas do time. Isso faz com que quem opta por fazer um estágio em startup faça parte do processo de decisão, tenha contato com números da empresa e possa compreender a estratégia empreendedora como um todo.

Flexibilidade, autonomia e responsabilidade

Outra grande vantagem de um estágio em startup envolve a estrutura de trabalho na qual o estagiário estará inserido. Em razão de estarem lutando por um espaço e pela consolidação no mercado, startups geralmente utilizam performance como métrica central. Na prática, isso significa que a hora que você opta por trabalhar ou a forma como você escolhe executar suas tarefas tende a importar bem menos do que os resultados que você entrega.

Além disso, a cultura de startups costuma desencorajar o microgerenciamento, uma vez que esse tipo de estratégia consome muito recurso. Assim, fazer um estágio em startup permite flexibilidade de horário e autonomia visando executar as tarefas da forma como você achar melhor. Trabalhar em uma startup, porém, exige bastante responsabilidade, organização e proatividade. O lado positivo desse tipo de estrutura é que ela auxilia na aplicação de conceitos estudados na faculdade, ajuda o estudante a aprender na prática, além de incentivar um rápido amadurecimento profissional.

Estrutura organizacional horizontal

Grande parte das startups apresenta estruturas organizacionais mais voltadas para uma orientação horizontal. Na prática, isso significa a oportunidade de o estagiário estar em contato com todas as pessoas da empresa, desde seus líderes até os empreendedores e os donos da startup. Outro diferencial é que, em modelos horizontais, estagiários podem assumir responsabilidades sem necessariamente assumir um cargo de gestão. Isso proporciona desafios interessantes para quem está no começo da vida profissional e que dificilmente teria no mercado tradicional.

Contato com diversas áreas de atuação

A falta de recursos e a constante necessidade de ajustar a estrutura do negócio faz com que as pessoas que trabalhem em uma startup precisem ser flexíveis em relação às tarefas que executam. Enquanto em empresas tradicionais os funcionários assumem cargos e funções preestabelecidas, em startups as responsabilidades variam de acordo com o momento.

Isso permite que um estagiário em marketing digital, por exemplo, entre em contato com produção de conteúdo, e-mail marketing, redes sociais, além de conversar com profissionais da área do design, de vendas de desenvolvimento de software de forma muito próxima. Dessa maneira, o estagiário não só o desenvolve habilidades distintas, como também tem a oportunidade de experimentar atividades diversas.

Leia também: Empreendedorismo: você sabe mesmo o que significa?

Oportunidade de crescimento

Um profissional que opta por fazer um estágio em startup tem grandes possibilidades de crescimento, graças à evolução rápida da empresa. É comum observar pessoas jovens, entre 20 e 25 anos, que entraram na empresa como estagiários e, em cerca de 2 anos, adquirem conhecimento técnico e estratégico suficiente para ocupar um cargo de gestão. Isso proporciona a jovens profissionais a oportunidade e o desafio de gerenciar pessoas, assumir responsabilidades e empreenderem  em suas frentes de liderança.

Acesso a novas tecnologias e tendências

Quem faz um estágio em startup tende a estar em contato com tecnologias e metodologias inovadoras. O OKR, por exemplo, é um método utilizado por grandes empresas, como o Google, e adaptado a startups como forma de organizar metas. Membros de startups costumam buscar meios de inovar no âmbito digital, com o objetivo de se destacarem no mercado e consolidarem suas marcas. Isso exige atenção do estagiário para as novidades do mercado, preparando-se para seu futuro profissional.

Gostou do artigo? Que tal conhecer 17 podcasts sobre educação e empreendedorismo?

 

Compartilhe este conteúdo

Assine a Newsletter

Fique por dentro de todas as novidades