Eventos escolares: como atrelar esses à Educação Empreendedora?

Blog Eventos escolares: como atrelar esses à Educação Empreendedora?

25/02/2022

Os eventos escolares são uma ótima oportunidade de diversificar a dinâmica de ensino. Com eles é possível agregar conhecimento de forma interativa, integradora e capaz de promover o engajamento dos estudantes.

Além disso, essas atividades podem ser utilizadas para promover o protagonismo dos estudantes, auxiliando-os no desenvolvimento de competências empreendedoras essenciais para a sua formação. 

Mas como atrelar a Educação Empreendedora aos eventos escolares? Existem múltiplos caminhos que podem ser seguidos, e, com base nesse questionamento,  será feito um aprofundamento sobre o tema. 

Principais benefícios dos eventos escolares aos estudantes e aos professores

É fato que os eventos escolares apresentam alto poder engajador, uma vez que os estudantes têm a oportunidade de sair da sala de aula e ter contato com outras formas de aprendizado. Além disso, a organização, o estudo e o preparo fazem com que sejam fortalecidos os laços entre a turma, o professor e a família dos estudantes.

Pode-se dizer também que esses eventos conseguem otimizar a interação social, o contato com a diversidade cultural e ainda são pontes, imprescindíveis para a inclusão de uma Educação Empreendedora no ensino. 

Os estudantes, quando inseridos integralmente na organização e na apresentação desses eventos, conseguem trabalhar a criatividade, o senso crítico, a coletividade, o raciocínio lógico e a capacidade de liderar. O melhor de tudo é que tais aprendizados se dão de modo divertido, o que faz com que tudo o que foi aprendido durante a atividade tenha mais chance de ser consolidado. 

Por que atrelar eventos à Educação Empreendedora?

O conceito de Educação Empreendedora tem ligação com a criação de ideias inovadoras que podem ser aplicadas no ensino, tendo como  objetivo a formação completa dos jovens, preparando-os para os desafios da vida adulta e do mercado de trabalho.

Para isso acontecer, é preciso criar uma visão de que esse modelo de educação é pautado no aprendizado constante, por meio do qual as turmas recebem estímulos em cada etapa do ensino, que servirão para o desenvolvimento de habilidades empreendedoras úteis à sua formação como indivíduo e como profissional. 

Dessa maneira, é bastante viável aliar os eventos escolares com esse ensino transformador. Os educadores conseguem ampliar seus horizontes em relação aos métodos aplicados e ainda promovem uma educação completa e realmente eficaz para a vida do estudante. 

Pode-se dizer também que essas atividades que extrapolam a sala de aula fazem com que os jovens tenham o primeiro contato com a realidade que, possivelmente, eles vão encontrar no mercado de trabalho, sendo uma ótima oportunidade para o autoconhecimento. Os estudantes passam a entender as suas habilidades e como elas podem ser úteis, na prática.

O professor, por sua vez, ao delegar funções específicas para as turmas, terá uma visão sobre pontos de melhorias e a partir disso um direcionamento no ensino, personalizando e desenvolvendo cada estudante de forma individualizada. 

Exemplos de eventos que podem ser realizados na escola

O primeiro ponto antes de realizar as atividades é entender a realidade da escola. No Brasil, cada região pode apresentar características diferentes, fazendo com que os eventos tenham de passar por adequações para serem realizados.

O interessante é que essa análise da realidade escolar também terá pontos positivos, visto que os gestores e os professores conseguirão identificar pontos de melhoria, e os estudantes, por seu turno, terão um aprendizado sobre a educação na sua região. 

Apesar disso, é possível citar alguns exemplos viáveis de serem aplicados nas escolas e que têm grande potencial para trabalhar as habilidades empreendedoras, por exemplo:

Feira de Ciências 

Este é um evento tradicional e aplicado em diversas escolas do país. O ponto positivo da realização de uma Feira de Ciências é que os estudantes terão a oportunidade de manter um contato mais prático e direto com assuntos trabalhados em sala de aula.

O professor pode distribuir as turmas em grupos e, quando possível, fazer com que os alunos mesmos definam os temas e os projetos a ser apresentados. Dessa forma, o protagonismo começa a ser trabalhado, e o educador será apenas um orientador, dando total autonomia para que a turma desenvolva o projeto. 

Com os projetos prontos e aprovados pelos professores, será preciso organizar a apresentação. Os estudantes também podem apoiar essa etapa, sendo um jeito de desenvolver a organização, o trabalho em equipe e também a liderança. 

Exposição de Artes

A criação de uma Exposição de Artes é um evento muito rico para os estudantes, principalmente para o desenvolvimento da criatividade. Os professores devem aproveitar esse modelo de evento a fim de trazer mais conhecimento sobre grandes artistas, mostrando o estilo que esses utilizavam, além da história de cada um deles.

 Posteriormente à apresentação histórica, os estudantes podem colocar a mão na massa e fazer as  as próprias artes. É possível explorar diversas categorias de artes e ainda criar uma exposição que conte um pouco sobre os grandes artistas da História, além de apresentar os trabalhos realizados pelos estudantes. 

Festas Temáticas e Culturais

O Brasil é um país diverso, e cada região apresenta características únicas e que muitas vezes são desconhecidas por grande parte das pessoas. Essa é uma ótima oportunidade para criar um evento festivo que envolva uma ou mais características das regiões brasileiras. 

É uma maneira também de  envolver os pais, convidando-os para participar da escolha do tema, organização e também para aproveitar a festa juntamente com os filhos. O desenvolvimento de uma festa temática trabalha a interdisciplinaridade, promovendo um aprendizado completo e que será convertido em um evento divertido e culturalmente enriquecedor. 

Feira de Profissões 

É muito comum que os jovens fiquem em dúvida na hora de escolher a profissão que vão seguir. Por isso, a realização de uma Feira de Profissões será essencial para eles terem o primeiro contato com as profissões disponíveis no mercado. 

Existem muitos modos de realizar essa feira, e a decisão deve concordar com a realidade da escola. Uma ideia que vem sendo muito utilizada nas escolas é trazer alguns profissionais para falar da sua rotina, mostrar como o trabalho é realizado e também as principais dificuldades.

Outra possibilidade é  criar estandes divididos por áreas, incluindo as de Saúde, Agrária, Exatas, Biológicas e Humanas. É uma maneira de o estudante ter um contato direto com a sua futura profissão, ajudando-o na hora da escolha. 

Conheça o CER Histórias

O CER Histórias é um canal de divulgação de projetos empreendedores que estão sendo aplicados com sucesso no país. É uma forma de as escolas, os professores e os gestores entenderem que é possível aplicar um ensino empreendedor e que ele é capaz de trazer resultados positivos.

Um case interessante e que está na temática de eventos escolares é o da Escola Municipal João Borges de Sá (Bahia), que estruturou o ensino empreendedor e participou da Feira Jovens Empreendedores Primeiros Passos. Vale a pena conferir esse e outros projetos que estão disponíveis no CER Histórias. 

Assine a Newsletter

Fique por dentro de todas as novidades