Geração Alpha e a educação empreendedora

Blog Geração Alpha e a educação empreendedora

Compartilhe este conteúdo
Você já deve ter ouvido falar das expressões “Geração Z” e “Geração Alpha”, mas, mesmo sendo essas muito mencionadas, é comum não entender o real significado delas. Também é normal não captar a influência dessas gerações no nosso cotidiano. De geração em geração, vem surgindo novidades que moldam pessoas; a já mencionada Geração Alpha vem sendo bastante falada quando o assunto é Educação Empreendedora.
Formada pela população nascida depois de 2010, com total acesso à internet e a tecnologias. Entretanto, muitos grupos estão atentos a essa grande adaptação a temáticas tecnológicas e modernas, principalmente à educação que os futuros trabalhadores estão recebendo.

Geração Alpha, os futuros empreendedores

A Educação Empreendedora é um dos pontos mais citados quando se trata de ensinar e preparar crianças e jovens para o mundo do trabalho. Além de beneficiar diretamente o mercado de trabalho e a economia, a Educação Empreendedora floresce o que tem de melhor nas crianças e nos jovens da Geração Alpha.
O empreendedorismo como método pedagógico estimula a criatividade, desenvolve o raciocínio e prepara os estudantes para a vida. O conceito de Educação Empreendedora pode ser bem complexo, mas, exemplificando, isso diz respeito a métodos de ensino para a formação de empreendedores. E, afinal, o que é um empreendedor?
Empreendedores não possuem um perfil único. É fato que cada um tem suas particularidades, porém, há coisas que podem ser tratadas e generalizadas no perfil dos empreendedores. Algumas dessas características são:
  • Paixão e dedicação total no que faz: trabalhar com paixão e dedicação é algo essencial no perfil empreendedor, uma vez que os dois sentimentos trazem respeito à profissão. Um empreendedor valoriza a profissão que exerce.
  • Ética: ter boa conduta traz sempre bons resultados, já que um dos segredos dos empresários de sucesso é sempre possuir bons valores e ética. Sempre manter uma postura adequada ao ambiente de trabalho.
  • Resiliência: essa caraterística é saber se adaptar aos problemas. Um bom empreendedor sabe principalmente se adaptar e inovar, além de se moldar em diversas situações, sendo elas apropriadas ou não. A tomada de decisões e o pensamento inovador são essenciais para o empreendedor que se sobressai.
  • Proatividade: ser proativo é necessário, é o que as empresas procuram em seus contratados. Saber ajudar, ser prestativo e trabalhar com vontade faz toda a diferença,
  • Criatividade: a criatividade é o que faz você ser diferente dos outros, faz ser diferente do padrão; inovação é a cara das atuais empresas de sucesso.
  • Liderança: os empreendedores além de buscarem o sucesso, desejam ser líderes. Alcançar a liderança não é para todos, e empreender é idealizar o sucesso tanto em carreira, como também em ser feliz.
  • Ambição: ser ambicioso é não se acomodar, é sempre procurar crescer e aprender todos os dias. Grandes empreendedores não param de evoluir, mas é preciso muito cuidado para não ser muito ambicioso, já que isso pode ser um fator perigoso se não for controlado.
Para que esse objetivo ocorra de fato, é importante saber implantar esse plano de estudo nas instituições de ensino. Como pode ser feita essa aplicação para a Geração Alpha, de forma efetiva e prática?

Educação Empreendedora: como estimular e aplicar nas escolas?

Já entendemos o conceito e significado de empreendedorismo e da Educação Empreendedora. Também percebemos sua importância na formação dos futuros profissionais com espírito empreendedor e inovador. Como é possível estimular essa educação ao ensinar esses estudantes sobre empreendedorismo e como aplicar esse ensino de forma funcional e direta nas escolas?
Há diversas maneiras que podemos abordar quando falamos em Educação Empreendedora nas escolas. O primeiro ponto é fundamental, isto é, é entender que cada aluno, cada criança possui as próprias particularidades e habilidades. Sabendo isso, precisamos compreender que é importante saber estimular tais aptidões de forma individual, visto que cada um tem maneiras e ritmos únicos de aprendizado.
De forma coletiva, é necessário focar nas diferentes faixas etárias nas instituições de ensino. É claro que uma criança de 5 anos vai captar e aprender de forma diferente de uma de 10 anos. Por isso, é importante induzir atividades que sejam montadas para cada idade de maneira distinta.
De maneira geral, a principal aliada dessa Geração Alpha é a tecnologia. As crianças dessa geração já nasceram com grande facilidade e influência no mundo tecnológico. É muito normal que crianças saibam mexer em tablets, celulares e notebooks com uma facilidade impressionante, manuseando-os melhor que muitos adultos e idosos.

Tecnologia, aliada à Educação Empreendedora

O empreendedorismo e a tecnologia são sinônimos quando falamos do mundo dos negócios. É basicamente impossível ser um grande empreendedor sem utilizar ferramentas tecnológicas, pois elas estão em todo lugar. Instrumentos de mídia, comunicação e no dia a dia de trabalho, o empreendedor sempre está em contato com tecnologia.
Esses pequenos futuros empreendedores da Geração Alpha já nasceram e cresceram cercados dessas ferramentas do mundo contemporâneo. A facilidade do manuseio dos aparatos tecnológicos é um dos pontos fortes para o método do ensino empreendedor. Não é preciso adaptação, considerando que a tecnologia está presente no cotidiano de todos.
Utilizar ferramentas tecnológicas na Educação Empreendedora é o modo mais eficaz para que os estudantes a se tornem protagonistas da própria vida. Algumas maneiras de utilizar essas tecnologias e desenvolver o mindset empreendedor nos estudantes são:
  • Ensinar e aplicar atividades que utilizem programas de computador, aplicativos e jogos, principalmente atividades que estimulem a criatividade e o raciocínio lógico.
  • Mostrar vídeos e filmes que possam trazer motivação e ideias aos estudantes. É importante que essas crianças tenham exemplos para se inspirarem e nos quais se espelharem.
  • Usar eletrônicos como tablets, notebooks e celulares de maneira segura e consciente a favor do conhecimento. Os estudantes “aprendem a aprender”, utilizando os aparelhos como facilitadores do aprendizado.
  • Incentivar crianças a descobrir aptidões com a tecnologia e estimular a vontade de aprender sobre elas. Muitos programadores, desenvolvedores, criadores de software podem se manifestar desde a infância.
Sabendo empregar esses recursos tecnológicos a favor da educação, muito pode ser aproveitado para o autoconhecimento desses futuros profissionais da Geração Alpha.

Resultados e benefícios da Educação Empreendedora nas escolas

Os resultados e os benefícios são diversos. Ou seja, a Educação Empreendedora vai para além da abertura de um negócio: trata-se do desenvolvimento de uma cultura em que a pessoa se sinta sensibilizada, preparada e empoderada para o alcance de seus objetivos de vida.
A Educação Empreendedora ainda não é uma realidade, mas é o futuro das crianças da Geração Alpha, ou seja, os futuros profissionais de sucesso.
Agora que você sabe como a Educação Empreendedora pode beneficiar a Geração Alpha, entenda os impactos que a metodologia proporciona ao desenvolvimento da sociedade.
Compartilhe este conteúdo

Assine a Newsletter

Fique por dentro de todas as novidades