O que é o profissional nexialista e porque ele é importante para o futuro

Blog O que é o profissional nexialista e porque ele é importante para o futuro

Compartilhe este conteúdo

Muito se fala sobre o profissional do futuro. A chegada da Quarta Revolução Industrial, com a expansão da automatização de processos, tem gerado discussões sobre quais serão as profissões do futuro, quais serão as competências necessárias para os profissionais que exercerão essas funções e como as escolas de hoje podem preparar tais profissionais. Alguns movimentos corporativos afirmam que os profissionais do futuro serão os nexialistas – aqueles que ocupam um meio termo entre o generalista e o especialista.

De acordo com a empresa de consultoria e treinamento Nexialistas, o nexialista é um profissional que possui “cabeça de hyperlink”. Ele tem amplo repertório de conhecimento e sabe a quem ou a que recorrer sempre que precisa aprofundar-se em algum assunto.

Neste post, aprenda quais são as características e as competências de um nexialista e como o ensino empreendedor pode ajudar a formar esse tipo de profissional.

Características de um nexialista

O nexialista não conhece profundamente algum ou alguns temas, assemelhando-se aos generalistas nesse sentido. Mas sabe quem possui esse conhecimento, assemelhando-se, com isso, também aos especialistas. Para que seu trabalho seja bem-sucedido, ele precisa exercer a persuasão, convencendo as pessoas a cooperarem com ele.

Para a Nexialistas, uma marca registrada desse tipo de profissional é a proatividade. Ele é uma pessoa que levanta demandas, não se conforma com o comum e tem grande curiosidade, dominando assuntos que podem estar ou não relacionados ao seu campo de conhecimento e de trabalho.

O nexialista é também alguém que mescla competências, preocupando-se em desenvolver várias e utilizá-las em conjunto. É alguém que detém grande conhecimento.

Competências de um nexialista

De acordo com a tabela de competências nexialistas, esse profissional reúne competências pessoais, sociais, comerciais, técnicas, gerenciais, de liderança e também a competência X, chamada de ‘sétima competência’ ou ‘competência nexialista’.

Competências pessoais

São aquelas competências mais particulares e também as necessárias para um bom convívio. Incluem proatividade, iniciativa, humildade, solução de problemas, integridade, ética, persuasão, autogerenciamento, relacionamento interpessoal, comunicação, criatividade, empreendedorismo, gestão de tempo, motivação, marketing pessoal, redação empresarial, dentre outras

Competências sociais

As competências sociais contribuem para um bom clima de trabalho, potencializando as características da equipe. Incluem colaboração, business culture, inteligência emocional, accountability, soluções de conflito, assertividade, formação de networking, integração de funcionários, influência, flexibilidade e trabalho em equipe.

Competências comerciais

São aquelas que apontam para a eficiência comercial, atendendo às necessidades dos clientes e às metas de crescimento da empresa. Incluem negociação, escuta ativa, plano de contas, vendas consultivas, performance improvement, técnicas de vendas, orientação ao resultado, negociação avançada, customer impact, prospecção de clientes e gestão de carteiras.

Competências técnicas

As competências técnicas advêm da educação formal e são as que preparam o profissional para executar tarefas. Incluem técnicas de apresentação, gestão de recursos, web 2.0, gestão de projetos, design thinking, inteligência digital, inovação, raciocínio lógico, gestão de qualidade, orientação ao cliente, orientação ao negócio, excelência operacional e big data, dentre outras.

Competências gerenciais

São aquelas competências relacionadas à gestão e ao controle eficientes. Incluem capacidade analítica, planejamento, pensamento estratégico, gestão da informação, gestão do conhecimento, gestão de negócios, gestão de contas-chave, gestão de caos, foco em sustentabilidade, gestão de stakeholders, liderança estratégica e plano de negócios, dentre outras.

Competências de liderança

São competências de gestão de pessoas e construção de equipes de alta performance. Incluem empatia, gestão de pessoas, formação de sucessores,  liderança inspiradora, tomada de decisões, resiliência, gestão de equipes a distância, desenvolvimento de talentos, team building, gestão de mudança, entropia e mindset global, dentre outras.

Competência X

A competência X, sétima competência ou competência nexialista, consiste na capacidade de sobreposição de duas ou mais competências, de modo a potencializar aspectos humanos. Ou seja, é o fator que define um profissional com perfil nexialista. Capaz de acumular ou combinar competências como flexibilidade (competência social), escuta ativa (competência comercial), gestão da informação (competência gerencial) e ética (competência pessoal). 

Como o ensino empreendedor pode ajudar a formar nexialistas

O ensino empreendedor busca desenvolver, por meio de práticas de empreendedorismo (relacionadas a negócios comerciais ou não), um conjunto de competências empreendedoras nos estudantes, de modo que eles passem a mobilizar naturalmente tais competências ao enfrentar as situações do dia a dia. O objetivo final é que os alunos se tornem sujeitos ativos. Não somente na sua aprendizagem, mas também no mercado de trabalho, na sociedade e em outros aspectos da vida.

Nesse sentido, a Educação Empreendedora ajuda a formar pessoas mais preparadas para o mercado de trabalho do futuro. Inclusive desenvolvendo nelas competências nexialistas como proatividade, iniciativa, comprometimento com a qualidade e eficiência, capacidade de planejamento e networking, persuasão, resiliência, integridade e criatividade, dentre outras. Desse modo, as práticas de ensino empreendedor consistem em potentes ferramentas para desenvolver, desde cedo, profissionais com esse perfil.

O trabalho do futuro exigirá das pessoas um perfil diferente do que é requisitado pelas empresas hoje em dia. O ensino empreendedor é um método que ajuda o aluno a se preparar para este futuro, aproximando-se mais do perfil de um nexialista. Confira também nosso post sobre por que as competências ensinadas na escola atualmente não refletem a realidade do mercado de trabalho.

Compartilhe este conteúdo

Assine a Newsletter

Fique por dentro de todas as novidades