Pensamento crítico em crianças e adolescentes: como desenvolver?

Blog Pensamento crítico em crianças e adolescentes: como desenvolver?

Compartilhe este conteúdo
O pensar de forma crítica é uma habilidade que proporciona um olhar mais reflexivo sobre a vida, que possibilita construir saberes a partir do questionamento, do confronto de ideias através do diálogo.
Quando possibilitamos que crianças e adolescentes caminhem em busca do conhecimento através das suas próprias indagações e inquietações, estamos dando ferramentas para que eles desenvolvam suas capacidades individuais de buscar soluções, de chegar a respostas de forma ativa e participativa.
Oportunizar que o aluno tenha uma visão crítica do mundo ao seu redor, amplia suas inteligências e faz com que o indivíduo se reconheça como ser pensante e transformador de realidades.
Mas como despertar esse entusiasmo de ser crítico nos estudantes? No artigo a seguir, vamos discutir como a educação pode promover esse pensamento racional e consciente

O que é pensamento crítico?

O pensamento crítico é descrito como uma capacidade humana de gerar questionamentos diante de fatos, conteúdos, situações e experiências.
Para isso, é preciso que o indivíduo desenvolva habilidades de observação, julgamento e argumentação. A organização desses atos de forma consciente é que proporciona a formação de um ser humano mais engajado e capaz de transformar sua realidade a partir da reflexão.
Para que o prazer em gerar perguntas transformadoras seja tão mais importante do que absorver respostas objetivas, é preciso que a educação seja libertadora e pautada pelo diálogo.
Na formulação desse pensamento, se faz necessário aproximar a figura do professor aos estudantes. E esse professor deve se despir da posição privilegiada de detentor do saber absoluto, e se mostrar como figura humana que é.
Sendo assim, em sala de aula são valorizados os múltiplos saberes, onde crianças e adolescentes estão sempre articulando seus conhecimentos com o educador, e juntos eles formam uma comunidade de aprendizagem.
Nesse contexto a escola se torna um convite, um lugar onde todas as experiências são bem-vindas, onde cada um traz consigo conhecimentos que podem transformar ao outro, onde a troca é o elemento que agrega, que aproxima e que solidifica o aprendizado.
Despertar essa forma de pensar nos estudantes, causa efeitos em todas as áreas de suas vidas. Os prepara para confrontar realidades, argumentar, contra-argumentar e assim ampliar sua forma de enxergar contextos diversos e tomar decisões com um leque maior de possibilidades.

Como desenvolver o pensamento crítico?

Para que crianças e adolescentes consigam construir a base do pensamento crítico, é preciso que a teoria e a prática se aproximem da forma como eles entendem o mundo, tendo como ponto de partida o seu cotidiano.
E essa forma de pensar é o que irá ajudá-los a perceber as mais diversas realidades a partir de uma visão ampliada e concreta, deixando-os conscientes de maneira plena.
Bell Hooks, educadora negra estadunidense, em seu livro: “Ensinando pensamento crítico: sabedoria prática”, nos fala que é preciso provocar o entusiasmo pelo aprendizado vitalício. Que é preciso que haja maravilhamento pelo mistério. Ou seja, a sede de aprender, de questionar, de buscar ir além, deve ser fomentada.
É preciso que o ensinamento inspire e empolgue, e que isso faça do conhecimento um meio de transformação.
Para desenvolver essa forma de ver o mundo, o processo de ensino-aprendizagem deve ser marcado pelo diálogo, onde as relações são horizontalizadas e onde educador e aluno contam e compartilham histórias que os aproxima e os envolve numa mesma busca pela liberdade e transformação.

A importância do pensamento crítico para a vida

Estimular o pensamento científico, crítico e criativo faz parte de uma das dez competências da Base Nacional Comum Curricular (BNCC) . Com isso, o ensino amplia as possibilidades de aquisição de conhecimento, aguçando a curiosidade intelectual dos estudantes.
Posicionar-se criticamente a partir de suas experiências, recorrendo à ciência e a investigação, propicia um exercício de reflexão que alimenta a capacidade de imaginação e criatividade de crianças e adolescentes.
A partir dessa investigação é que surgem as formulações de hipóteses a serem testadas e validadas com o objetivo de solucionar problemas nas mais diversas áreas da vida pessoal, escolar e profissional.
O aluno para viver esse desvelar do conhecimento precisa ser fomentado a pensar sobre toda a sua realidade de forma objetiva, argumentativa. Ele precisa sentir-se capaz de relacionar assuntos variados com evidências dos quais ele exerceu uma reflexão e considerou diferentes perspectivas até encontrar respostas que lhe preencham lacunas de conhecimento.
Esse raciocínio estruturado, permite reconhecer conceitos preconceituosos, e reduz a possibilidades de estar propenso a influências externas. Para construir conhecimento a partir do pensamento crítico, é necessário dialogar, ter escuta ativa e aprender com o outro.

O pensamento crítico melhora a capacidade de Inovação

Ser capaz de analisar algo e a partir de sua própria percepção, criar questionamentos e buscar respostas racionais, é uma capacidade que otimiza o aprendizado e que faz com que qualquer assunto possa ser mais bem explorado e apreendido.
O pensador crítico se habitua a buscar melhores soluções, a entender com mais profundidade e contextualização os possíveis problemas que venha a enfrentar.
1. contrário do que possa parecer o termo, ser crítico não tem relação com ser inflexível, pelo contrário. A crítica vem da reflexão, do ato de pensar sobre a realidade que se apresenta e entender como agir para transformá-la.
Ou seja, o pensador crítico não é um ser passivo. Ele não absorve as informações sem questionar, ele analisa e confronta ideias e a partir daí ele constrói uma sabedoria prática, que lhe possibilita uma expansão da inteligência.

Pensamento crítico e Educação Empreendedora

O pensador crítico é um ser que não se permite ocupar um lugar de conformismo, ele é um ser que se posiciona e confronta modelos tradicionais de pensamento e ação. Seu interesse é ilimitado e rompe com qualquer barreira de conhecimento imposta.
A educação empreendedora é um dos caminhos mais eficientes no desenvolvimento deste modo de enxergar o mundo.
A Comissão Européia em seu estudo EntreComp, usado mundialmente como referência para a Educação Empreendedora, define que “Empreender é agir a partir de oportunidades e ideias, transformando-as em valores para os outros. O valor criado pode ser financeiro, cultural ou social”.
Neste contexto, o pensamento crítico está inserido na mentalidade empreendedora, caracterizando a habilidade de identificar oportunidades e transformar ideias em ações que possam resolver problemas nas esferas pública, privada ou na vida pessoal do indivíduo.
Essa reflexão consciente e engajada, permite que as pessoas aprimorem suas capacidades de flexibilidade e receptividade diante das diferenças.
O reflexo dessa compreensão de diferentes perspectivas, faz com que o indivíduo com pensamento crítico seja mais bem aceito no ambiente profissional. Tais características como o talento de avaliar e assumir um posicionamento diante de diferentes circunstâncias são muito valiosas para a concretização de uma educação empreendedora.
O pensamento crítico nos mostra a beleza e as infinitas possibilidades presentes no caminho do conhecimento, e nos mostra que não existe ponto de chegada. Estamos todos em processo de crescimento e transformação.
Compartilhe este conteúdo

Assine a Newsletter

Fique por dentro de todas as novidades