Políticas e programas de Educação no mundo 4.0

Blog Políticas e programas de Educação no mundo 4.0

Compartilhe este conteúdo

Com a revolução tecnológica e o processo de inovação em geral, observamos uma mudança no mercado de trabalho e na forma como nos organizamos como sociedade. Com isso, torna-se necessário adaptar-nos não só à relevância que a tecnologia assume em nossa rotina, como também ao processo educacional. Isso para que  possamos preparar crianças e adolescentes para as exigências previstas neste novo cenário.

As técnicas de Gestão Escolar envolvidas nessa adaptação da tecnologia, que diz respeito à adoção de tablets, computadores e da internet como ferramentas educacionais, mostram como a educação tem que ser adaptar no mundo 4.0.

Conheça um pouco mais das experiências nacionais e internacionais sobre programas e iniciativas voltados para a Educação no mundo 4.0 e suas perspectivas na prática.

A importância da Educação no mundo 4.0

A expressão “Educação no mundo 4.0” relaciona-se diretamente ao conceito da Quarta Revolução Industrial. Caracterizada pelo surgimento da internet, pelo desenvolvimento tecnológico e pela democratização da informação. A Quarta Revolução oferece diversos desafios para a nossa sociedade. Tecnologias como a Internet das Coisas, a Inteligência Artificial e a Virtualização promovem mudanças significativas nas estruturas organizacionais, no comércio e em diversas instituições sociais.

No entanto, é preciso ter em mente que as mudanças e as adaptações à tecnologia não acontecem sozinhas. Elas são realizadas por pessoas, que devem estar aptas a utilizar o meio digital como ferramentas transformadoras na sociedade. Dessa maneira, a tecnologia também se torna parte do sistema de ensino. É importante refletir qual o papel da Educação no mundo 4.0. Seja na formação dos profissionais do futuro, seja no processo de requalificação necessário para a adaptação do país à indústria da tecnologia.

Desafios e oportunidades no mundo 4.0 no Brasil

Um dos grandes desafios é levar o conhecimento às empresas, de forma que elas estejam preparadas para se adaptarem às necessidades exigidas hoje. No país, destaca-se o Câmara da Indústria. Projeto que busca, por meio da iniciativa pública em conjunto com a iniciativa privada, criar uma estratégia para solucionar esse problema.

A proposta do projeto é desenvolver um sistema de governança que integre iniciativas conduzidas por instituições públicas e privadas, priorizando a adaptação às inovações tecnológicas nos setores metropolitanos, industriais e rurais, além da área da Saúde. O Plano de Ação do Câmara da Indústria envolve aumentar a competitividade das empresas nacionais, identificando soluções, demandas e oportunidades na indústria 4.0.

Como parte do projeto abrange ampliar o potencial produtivo por intermédio da inovação e do conhecimento, a requalificação de professores aliados à iniciativa foi crucial para que houvesse sucesso, o que reforça a importância da formação de profissionais da Educação no mundo 4.0. Além disso, o Câmara Indústria ofertou cursos de Aperfeiçoamento Profissional, focando não só nas habilidades técnicas, como também em competências socioemocionais, fundamentais para a economia 4.0.

O impacto da Indústria 4.0 na formação de trabalhadores

Outro programa de destaque que mostra a relevância da transformação da Educação no mundo 4.0 é estruturado pelo Núcleo de Engenharia Organizacional (NEO), em conjunto com o Massachusetts Institute of Technology (MIT). A pesquisa tinha como propósito entender como as empresas brasileiras poderiam se adaptar à indústria 4.0. Buscando conhecer os impactos das novas tecnologias no mercado nacional, assim como mensurar as novas habilidades e os treinamentos necessários durante esse período de mudanças.

Mediante o projeto, foi possível compreender que as empresas já no processo de desenvolvimento com foco na indústria 4.0 buscam estudar a qualidade dos seus produtos, além de assimilar novas técnicas avançadas de manufatura. Outro ponto interessante é que a perspectiva do mercado não é a substituição total de pessoas por máquinas. Uma vez que um sistema completamente automatizado é complexo e caro. Com isso, a tendência é que a tecnologia passe a aumentar a produtividade dos funcionários e dê suporte no processo de decisão, o que torna a qualificação tecnológica essencial para o profissional do futuro.

Durante a pesquisa, também se observou uma mudança no perfil profissional de destaque. A adaptação à economia 4.0 tem diminuído oportunidades para atividades operacionais e exigido novas habilidades de profissionais tradicionais. Além disso, houve crescimento na demanda por trabalhadores que possuem boa visão de negócio, entendimento e análise de dados e que tenham um perfil autodidata. Para se adaptar a esse cenário, a UFRGS tem buscado criar cursos mais flexíveis. Com uma educação interdisciplinar, focando em Inovação, Gestão de Pessoas, Empreendedorismo e no Desenvolvimento de Soft Skills.

Programa SENAI 4.0

O SENAI também vem desenvolvendo alguns projetos educacionais que buscam privilegiar a Educação no mundo 4.0. O foco da instituição tem sido trabalhar a profissionalização de um ângulo voltado à inovação e à tecnologia adaptadas ao mercado de trabalho.

O programa SENAI 4.0 busca desenvolver a Educação Profissional com ênfase nas competências requeridas pela Quarta Revolução Industrial. Os pilares do projeto envolvem estar atento à formação de pessoas, requalificando a mão de obra brasileira, apoiando a economia, otimizando a produtividade das organizações e incentivando nos processos de digitalização e conectividade das empresas nacionais.

Na plataforma SENAI 40, a empresa avalia seu estágio na indústria 4.0, com a intenção de entender quais os pontos de melhoria e de identificar quais as tecnologias habilitadoras da Quarta Revolução Industrial podem apresentar soluções práticas para o seu negócio. Com isso definido, é possível estabelecer as competências técnicas e emocionais importantes para a formação profissional dos funcionários, qualificando e aperfeiçoando a mão de obra da empresa. Assim, o projeto consegue propor soluções na área de Educação no mundo 4.0.

O que achou dos desafios e dos projetos que buscam aliar Educação à indústria 4.0? Conheça também a dualidade do Digital X Humano e entenda os impactos da tecnologia na sociedade e na Educação.

Compartilhe este conteúdo

Assine a Newsletter

Fique por dentro de todas as novidades