Profissionais híbridos demandam educação híbrida

Blog Profissionais híbridos demandam educação híbrida

Compartilhe este conteúdo
As mudanças sociais e tecnológicas ocorrem em um intervalo de tempo cada vez menor. Por isso, sempre esteve presente a necessidade de acompanhar tais mudanças e tendências da sociedade. Seguindo esse pensamento, com o mercado de trabalho não é diferente – aliás, é ainda mais necessário dar atenção às mudanças e se adaptar ao perfil profissional desejado. Foi a deixa para o surgimento dos profissionais híbridos.
O mundo do trabalho mudou muito, e profissões novas têm surgido: desde contador de histórias digitais a arquiteto de realidade aumentada… todas relacionadas à tecnologia e com habilidades específicas.
São novas carreiras que exigem profissionais mais generalistas e flexíveis com competências que vão além da sua área de formação original.
E é justamente essa a definição de um profissional híbrido: alguém com conhecimento e interesse em diversos temas, tendo visão ampla e sistêmica.

COMO OS PROFISSIONAIS HÍBRIDOS SE COMPORTAM?

Os profissionais híbridos, são um tipo de profissional com o perfil mais generalista e flexível, dotado de competências socioemocionais, criatividade, inovação e proatividade. Além disso, ele possui a capacidade de liderar times multidisciplinares, demonstrando empatia e espírito de equipe.
Para exemplificar, considere um profissional do setor de RH de uma empresa, que tem as seguintes características:
  • gosta de estudar sobre Marketing;
  • entende bem as principais Técnicas de Vendas e Negociação;
  • é criativo;
  • pratica programação em linguagem Java por hobby.

Ao se deparar com um problema de comunicação no seu setor, ele rapidamente tenta resolver e usa a sua criatividade visando encontrar a solução mais rápida e efetiva, aplicando princípios de Neuromarketing e negociação com seus colegas de trabalho.

Para quem não sabe, o Neuromarketing é a junção de Neurociência com o Marketing, tendo o objetivo de entender como ocorre a decisão de compra na mente das pessoas. Suas técnicas podem ser usadas para vender um produto ou serviço, mas também para convencer outras pessoas do seu ponto de vista.
Sem dúvida, esse profissional pode ser considerado híbrido, porque, além de estudar sobre assuntos variados, ele aplica seus conhecimentos diversos dentro do próprio cargo, beneficiando toda a empresa.
E por que essa discussão é tão importante? Em um mercado de trabalho cada vez mais competitivo, exigindo experiências variadas, a educação dos jovens e das crianças também poderia ser híbrida, preparando-as para esta nova realidade.
Diante disso, fica evidente a demanda de uma mudança na educação básica e no ensino superior. Com o propósito de que os jovens consigam empreender ou se inserir no mercado de trabalho moderno, é preciso implantar um novo modelo de Educação, também misto, para a formação de profissionais híbridos.

O QUE É O ENSINO HÍBRIDO?

Ensino híbrido significa utilizar as novas tecnologias nos processos de ensino e aprendizagem, tornando as dinâmicas educacionais mais atraentes e criativas.
O conceito busca também a personalização do ensino, onde a ideia principal é que o estudante seja o protagonista no seu processo de aprendizagem, tendo maior autonomia.
Isso promove aos jovens uma experiência personalizada, alternando momentos divididos entre o aprendizado em grupo, individual e virtual, fazendo com que o estudo seja mais divertido, rico e eficaz.

ENSINO HÍBRIDO E A RESSIGNIFICAÇÃO DO PAPEL DOS PROFESSORES

A fim de que essa metodologia de ensino seja eficiente, é essencial que os professores também façam algumas alterações nas suas relações com os alunos.
Dentre elas, está a ressignificação do seu papel na sala de sala, deixando de ser o detentor do conhecimento para se tornar um facilitador desse, aplicando a horizontalidade em suas aulas.
Tal horizontalidade consiste no trabalho conjunto de jovens e educadores em prol de um ambiente colaborativo, que incentive a autoestima e a autonomia dos alunos.
Sobre esse assunto, o livro Ensino Híbrido: Personalização e Tecnologia na Educação cita que “todos somos aprendizes e mestres, consumidores e produtores de informação e de conhecimento”. Portanto, alunos e professores podem aprender uns com os outros.
Mais informações sobre como implantar esse método de ensino, as melhores ferramentas, modelos e cases de sucesso na utilização do Ensino Híbrido no Brasil podem ser encontradas no Observatório Ensino Híbrido.
Vale a pena a leitura!

O USO DA TECNOLOGIA NO MÉTODO DE ENSINO HÍBRIDO

Outra vertente que o Ensino Híbrido enfatiza, conforme citado, é a intensificação do uso da tecnologia durante o aprendizado.
Hoje, a tecnologia não é mais novidade, e sim algo cotidiano. Por isso, existem inúmeros softwares, apps e games que oferecem soluções de ensino eficientes.
Tais soluções podem ser usadas de modo individual ou em grupo, dentro e fora das salas de aula. Com elas, os professores têm a capacidade de analisar o desempenho de cada aluno individualmente.

COMO A TECNOLOGIA NO ENSINO BENEFICIA OS ESTUDANTES

A atual geração de estudantes já nasceu inserida no contexto tecnológico. Por isso, não só essa, mas também as futuras gerações são nativas digitais e extremamente conectadas.
Esse contexto histórico é chamado de Era Pós-Digital, uma vez que a tecnologia não é mais novidade e passa a fazer parte da vida cotidiana.
Por essa razão, o uso de tecnologia na Educação Híbrida não é uma inovação, mas sim uma necessidade. Vimos isso nitidamente durante a pandemia da Covid-19, quando o principal canal de ensino passou a ser a internet.
Além disso, essa tendência não vai passar com o fim da pandemia. Muito pelo contrário.

O QUE ESPERAR DA EDUCAÇÃO NOS PRÓXIMOS ANOS?

A internet e os dispositivos digitais trouxeram a democratização da informação. Ter acesso ao conhecimento com um clique ou um toque na tela faz com que os estudantes se tornem protagonistas no seu aprendizado, desenvolvendo sua autonomia e senso de responsabilidade.
Essa independência ainda assusta um pouco alguns educadores, deixando-os inseguros quanto ao cenário da educação pós-pandemia.
Quer se aprofundar um pouco mais no assunto? O Observatório Educação na Era Pós-Digital traz um material completo e detalhado sobre os rumos que a Educação poderá tomar na era pós-digital.
Esperamos que você tenha entendido a importância dos profissionais híbridos e também de uma educação híbrida na era pós-digital. Quer ter acesso a conteúdos como esse? É só continuar acompanhando o nosso blog!
Compartilhe este conteúdo

Assine a Newsletter

Fique por dentro de todas as novidades