Tecnologia na Educação: 8 ferramentas para professores e estudantes

Blog Tecnologia na Educação: 8 ferramentas para professores e estudantes

Compartilhe este conteúdo
A Educação como reflexo da sociedade deve moldar as suas metodologias de acordo com as transformações. A realidade atual é digital, e cada vez mais as pessoas dependem da tecnologia para realizar as suas funções.
A maioria das crianças e dos jovens já nasceu cercada pela velocidade de informação gerada pela internet. Tudo isso faz com que o modo de aprender também passe a seguir esse padrão. Por esse motivo é que os moldes tradicionais de ensino devem ser reformulados, fazendo com que o mundo on-line e as ferramentas digitais comecem a fazer parte do aprendizado escolar.
Diante disso, é comum encontrar cada vez mais professores que modificam a forma de ensinar, em que a implementação de aplicativos e plataformas digitais passa a ser a base para o ensino. Essa mudança é primordial em relação ao engajamento dos estudantes, sendo uma otimização da matéria composta da grade curricular.
Pode ser que o início da jornada seja repleto de dúvidas e incertezas, porém os resultados positivos desse novo jeito de educar estão sendo observados. Mas como criar aulas inovadoras? De quais ferramentas tecnológicas os professores podem lançar mão? Será com base nas respostas dessas dúvidas que vamos listar algumas ferramentas que podem ser usadas na Educação.

Tecnologia na Educação: qual o papel do professor e da escola?

Não deve demorar muito para que a Tecnologia na Educação passe a ser o novo padrão de ensino. Muitos especialistas acreditam que a pandemia tenha sido um gatilho que impulsionou esse novo olhar para a Tecnologia aliada à Educação.

Como os professores podem usufruir dos benefícios gerados pela Tecnologia na Educação?

O primeiro ponto a ser abordado é a importância da atualização. Exige-se que todos os envolvidos na Educação passem por processos de estudos sobre os diversos formatos e as ferramentas digitais. Pois será dessa forma que tal inovação do ensino poderá ser aplicada de forma coerente, gerando um aumento no desempenho dos estudantes.
A cada dia que passa, é possível ver a criação de outros aplicativos e canais de interação virtual. É papel do educador ficar atento a essas novidades para que eles possam pescar oportunidades que serão úteis em suas aulas.
O ideal é que a escola também dê treinamentos, nos quais todos os membros da equipe escolar tenham a possibilidade de entender a grandiosidade desse universo, além de conhecer exemplos de aplicação.
Será preciso estudo, dedicação e também uma sensibilidade para entender que, apesar das inúmeras possibilidades, cada turma terá um perfil e será com base nele que os projetos educacionais tecnológicos devem ser preparados.

Conheça algumas ferramentas que vão ajudar nesse processo

AudioBoo – Esta é uma plataforma de gravação de áudio. Uma das mídias que mais cresceram nos últimos tempos é o podcast. Você pode mostrar para os estudantes alguns que foram produzidos e até criar um projeto de um novo podcast da turma.
Edmodo – Se você quer se conectar com os estudantes e precisa de um fórum para isso, pode usar o Facebook. Mas a rede social pode ser uma distração, já que contém amigos e familiares. Para evitar isso, use o Edmodo.
Jing – Os jovens empreendedores encontraram na última década um meio de falar sobre o que quiserem: o YouTube. Essa é uma forma de engajar seus estudantes, mas o YouTube em si pode trazer distração. Para evitar que isso se dê, use o Jing, que permite a criação de tutoriais de vídeo. A plataforma é prática, e o site dá instruções de como ser empregado em sala de aula.
Khan Academy – O site usa a internet para passar o conteúdo, com vídeos tutoriais das matérias estudadas no Ensino Médio.
Conheça aqui a capacitação em Educação Empreendedora do Sebrae e descubra outras formas de inserir Empreendedorismo e Tecnologia nas suas aulas.
Portal Ludo Educativo – Este portal é perfeito para utilizar a gamificação no aprendizado. Ele é repleto de jogos educativos e que podem estimular o aprimoramento das habilidades sociais e lógica dos alunos.
A plataforma foi criada por professores e universidades e tem duas modalidades: Ludo educa, em que o aluno desenvolverá aprendizagens específicas, como Saúde, Cultura e Meio Ambiente; Ludo Escola, em que os estudantes terão a oportunidade de aprender um pouco mais das matérias tradicionais, como Química, História e outros.
Britannica escola – Esta é uma plataforma de pesquisa, na qual os estudantes e os professores terão facilidade na busca por informações. Foi desenvolvida pelo Ministério da Educação (MEC) e é direcionada ao aprendizado dos jovens do Ensino Fundamental I.
O professor pode orientar os alunos a pesquisar dentro da plataforma, que disponibiliza conteúdos divididos por tema. Além de ter vários artigos que também podem ser usados em sala de aula.
Google Sala de Aula – O Google, entendendo a importância da Tecnologia na Educação, criou uma série de ferramentas que auxiliam os professores e também os estudantes.
O Google Sala de Aula, especificamente, pode ser visto como um gerenciador de turmas, no qual o professor e os alunos terão uma Central de Comunicação. Dessa forma, os educadores poderão ter clareza maior sobre o desempenho da classe, além de proporcionar um espaço para que os estudantes enviem as tarefas e vejam a correção dos exercícios.
Blackboard – Criado pelo Grupo A Educação, líder em Tecnologia na Educação, o Blackboard oferece ricos conteúdos e um ótimo suporte aos professores. A plataforma tem três ramificações de ferramentas, em que é possível ter acesso aos conteúdos pelo computador e pelo celular.
Outro diferencial é abrir espaço para que novos colaboradores possam alimentar a plataforma para deixá-la ainda mais atrativa.

A relação da Tecnologia com a Educação Empreendedora

O CER acredita no poder engajador que a tecnologia pode trazer à Educação. Por isso foi criado um grande acervo de conteúdos voltados tanto para os profissionais de Educação quanto para os alunos.
O intuito é fazer com que cada vez mais a Educação Tecnológica faça parte das salas de aula do Brasil, engajando os estudantes e melhorando o aprendizado.
Compartilhe este conteúdo

Assine a Newsletter

Fique por dentro de todas as novidades