Como escolher a melhor ferramenta para aulas online

A pandemia do novo coronavírus – COVID-19 – impôs o isolamento social e fez com que instituições escolares do mundo todo adotassem o ensino remoto. A tecnologia entra neste momento como aliada, principalmente dos professores que precisam continuar sua jornada de ensino. No entanto, com a quantidade de possibilidades e plataformas, as dúvidas sobre qual a melhor ferramenta para aulas on-line só crescem.Diante disso, os professores frequentemente se veem diante de dois cenários: ou acabam utilizando as mesmas ferramentas indicadas por seus colegas ou se sentem perdidos em meio à quantidade de ofertas.
Os professores que estão migrando para as aulas on-line, além de encontrar diante de si uma infinidade de opções, precisam ter em mente que uma só ferramenta pode não ser suficiente. É necessário haver uma mesclagem de plataformas: algumas são melhores para o planejamento de aulas, ao passo que outras oferecem mais recursos para a integração dos alunos e a aplicação de provas.
O objetivo deste post é ajudar os professores a continuar executando toda a etapa de ensino, munindo-se de ferramentas on-line. Boa leitura!

Melhor ferramenta para aulas on-line: quais são indicadas para cada momento da aula

1. Planejamento de aulas

O Plano de Aulas é um instrumento essencial para o professor elaborar sua metodologia de acordo com o objetivo esperado. O planejamento tem de ser criteriosamente adequado para cada turma, podendo haver flexibilidade, caso sejam necessárias alterações.
Uma ferramenta on-line e gratuita que certamente ajuda nesse processo é o Planboard, isto é, calendário interativo criado especialmente para professores. Por meio dele, é possível planejar as aulas com facilidade e organizar melhor as ideias. É viável também estabelecer quais temas serão abordados durante o bimestre ou o curso e administrar visualmente os projetos realizados em cada turma. O Planboard está disponível para download no smartphone.
O Google Drive também é uma opção gratuita e on-line para o Plano de Aulas. Ele permite a criação e o armazenamento em nuvem de pastas, documentos de texto, planilhas, slides, dentre outros. Além disso, todos os arquivos podem ser compartilhados com a turma, caso o professor queira. Existe também a versão em aplicativo, disponível para iOS e Android.

2. Organização da agenda e anotações

Durante reuniões com seus colegas de profissão ou com pais dos alunos, as anotações são sempre válidas, certo? E, para otimizar ainda mais toda a sua organização, o aplicativo Evernote pode facilitar muito! Com ele é possível fazer anotações digitais e até criar cadernos para cada tema específico. Há a versão para desktop e também o aplicativo para smartphone; ambos criam uma integração bem interessante no dia a dia.

3. Definição da ferramenta para aulas on-line: videochamadas ou videoaulas?

Sobre o ensino remoto é interessante definir uma plataforma por meio da qual serão realizadas as aulas e se elas serão ao vivo ou gravadas e disponibilizadas aos estudantes.
Opções como Google Meet Hangout ou o software Zoom são ferramentas de videochamadas para aulas em tempo real.
Caso queira ainda mais interatividade e tecnologia, você pode optar pelo GoConqr. A ferramenta gratuita oferece diversos recursos em relação à formulação de conteúdos atraentes para os alunos. Crie mapas mentais, quizzes, flashcards e slides e prepare sua aula e, além disso, tenha acesso à biblioteca com milhões de recursos de aprendizagem.
No GoConqr você pode também criar grupos de estudos com o intuito de dividir informações relevantes. Outro aspecto interessante é que cursos e aulas podem ser montados facilmente, sendo possível avaliar as habilidades dos alunos com base em relatórios de desempenho.
Se seu foco é a gravação de aulas, não se preocupe. Com o próprio celular, é possível administrar essa tarefa e produzir videoaulas. Crie um roteiro com seu conteúdo, tenha um tripé para estabilização, aproveite a iluminação natural, foque no enquadramento e use o fone do celular como microfone. Os conteúdos podem ser disponibilizados com facilidade pelo YouTube, por exemplo, e divulgados por toda a turma. Sua videoaula pode até impactar estudantes de outras instituições, já pensou?
Leia também sobre Sala de Aula Invertida“.

4. Promoção da integração

Além de falar da melhor ferramenta para aulas on-line, é importante se atentar às ferramentas de comunicação. O Google Classroom é focado no gerenciamento de conteúdo para escolas que procuram simplificar a criação, a distribuição e a avaliação de trabalhos; ele também pode ser usado para a criação de fóruns.
Nos fóruns são promovidos diversos debates sobre os conteúdos das disciplinas, oportunidade em que os alunos têm a possibilidade de compartilhar as suas dúvidas e também auxiliar no questionamento dos colegas. Cria-se, dessa maneira, uma rede coletiva de saber.
Além disso, grupos no Facebook, no WhatsApp ou no Telegram podem ser o canal para lembretes pontuais. Por exemplo: para avisar a turma de que há uma atualização de atividade no sistema.
Caso queira um momento de descontração com a turma, promova jogos on-line, como o Gartic, ou passe para a turma filmes ou animações educativas. A integração é muito importante no que se refere a criar a sensação de equipe e a aproximar professores e estudantes.

5. Gerenciamento do relacionamento com os pais dos alunos

A ferramenta Edmodo é uma rede social semelhante ao Facebook, porém tem foco na educação. É dirigida não apenas a professores, mas também a alunos, pais, coordenadores e diretores de escolas.
Os docentes podem compartilhar material digital, organizar fóruns, estabelecer calendários de atividades e ainda dar notas e acompanhar a participação dos alunos nas atividades.

6. Promoção de aulas de reforço

Assim como as aulas de reforço ocorrem de maneira presencial, em horários específicos e definidos pela instituição, o professor pode se colocar disponível em um dia e horário da semana a fim de solucionar dúvidas dos estudantes. E como fazer isso? Você pode criar uma sala com o Google Meet Hangouts e transformá-lo em uma ferramenta para aulas on-line, encaminhando para o e-mail dos estudantes o link da sala ou enviá-lo no grupo do WhatsApp.
Caso os estudantes e o professor utilizem um calendário on-line, você pode marcar as aulas no Google Calendar e enviar um convite para todos; com a própria integração, é gerado o link da sala.
Fique on-line durante o tempo estipulado; assim, aqueles alunos que estiverem com dificuldades acessarão a sala virtual. É uma ferramenta para aulas on-line por meio da qual você pode até compartilha a sua tela para apresentar slides com facilidade.

6. Disponibilização de ferramenta para aulas on-line: aplicação e correção de provas e atividades

Como mencionamos anteriormente, o Google Drive possibilita a criação de pastas e documentos de texto (Google Docs). Então, vamos dar o exemplo de um exercício de Matemática. Há três possibilidades:
1. Gere um arquivo de texto ou um tipo de planilha.
2. Sugira atividades a seus alunos para ajudá-los a revisar pontos difíceis.
3. Estabeleça documentos a serem realizados para que o aluno salve uma cópia, atualize com as respostas e envie para a pasta da turma, por exemplo. O professor ainda pode filtrar a fim de que o acesso do documento fique restrito a ele para correção e comentários na atividade.
Outra opção é o Google Classroom. Com ele, também é possível criar atividades e até programar para postar os arquivos.
E, para a aplicação e a correção de provas? Temos diversas ferramentas disponíveis, como o site Mestre Gr, que automatiza a correção de provas de forma intuitiva e ainda permite integração com o Google Classroom.
Caso queira testar outra plataforma, o Prova Fácil faz a correção automática de provas com questões objetivas e apresenta estatísticas e relatórios de desempenho dos alunos.
Existem diversas ferramentas para aulas on-line, e, quando se trata de aplicação e correção de provas, há muitas opções. Veja só estas outras também: Remark e Fábrica de Provas.
Como vimos, há uma infinidade de plataformas para cada etapa do trabalho do professor. O ideal é fazer testes com a turma, sempre com a intenção de compor um conjunto de ferramentas que seja interessante para alunos e docentes. Agora que você já leu todo o artigo, avalie qual ferramenta para aulas on-line pode se encaixar melhor na sua rotina de ensino.

leia também

Juventude e Conexões: como os jovens brasileiros entendem o que é empreendedorismo?
continuar lendo
5 jogos educativos para usar em suas aulas
continuar lendo
Sua instituição de ensino é empreendedora? Descubra com o Radar de Educação Empreendedora
continuar lendo

Quer ficar sabendo de tudo antes? Assine a
newsletter e receba novidades no seu e-mail.

x
área restrita
Usuário
senha
×