Como estudantes podem usar seu potencial criativo para ajudar durante a pandemia de Covid-19?

O aumento nos casos da COVID-19, que vinham sendo registrados desde o final de 2019, fez com que a Organização Mundial da Saúde decretasse uma pandemia em meados de março de 2020. Com o estado de alerta, países passaram a tomar medidas mais restritivas em relação à circulação de pessoas, uma vez que o contágio tem grandes chances de ocorrer em situações de aglomeração.

Com isso, muitas pessoas que trabalham na informalidade perderam sua fonte de renda. Negócios sentiram o movimento cair de repente, e toda a sociedade se viu diante de um momento de bastante ansiedade perante tantas incertezas.

Mas, como em toda crise, surgem também muitas oportunidades de contribuir. Se você procura formas de usar seus conhecimentos e prestar ajuda durante este momento tão atípico vivido por todos nós,apresentamos uma lista com dicas sobre como fazer isso de casa e em segurança. Além de fazer a diferença na vida de quem precisa, ao se engajar em causas importantes, você pode exercitar o espírito empreendedor, empregando sua criatividade na resolução de problemas. Quer descobrir como contribuir durante a pandemia da COVID-19? Continue a leitura.

Como você pode cooperar durante a pandemia da COVID-19

A seguir, conheça algumas iniciativas com as quais você pode se engajar e fazer toda a diferença durante este período.

Desmentir fake news

Acreditar em notícias falsas em um período como o atual pode ser extremamente prejudicial à saúde e o bem estar comum. Entre os boatos que circulam na internet, estão o de que tomar água quente ou morna mata o vírus no organismo, que a ingestão de álcool pode impedir o contágio, que a aposentadoria dos idosos será cortada e até mesmo que o vírus havia sido fabricado em laboratório na China, como parte de uma grande conspiração econômica. Isso coloca não só em risco a saúde de milhares de pessoas, como deixa a população em estado de pânico, impedindo que as medidas realmente eficazes contra a doença sejam adotadas por todos com segurança.

Assim como o poder das redes sociais pode ser usado para viralizar – que ironia! – notícias falsas, sabemos que essas redes são grandes aliadas também do processo de informação de forma rápida e simples da população. Por isso, uma excelente maneira de ajudar durante a pandemia  é se oferecendo para checar a veracidade das notícias.

O processo de checagem de fatos é objetivo e possível de ser replicado por qualquer pessoa, mesmo que essa não tenha conhecimentos técnicos de Jornalismo. E você pode fazer isso de diversas formas: colocando-se à disposição para verificar esse tipo de notícia em grupos da família, de vizinhos ou até mesmo criar um site ou perfil nas redes sociais que aponte a versão correta das notícias falsas, levando informação de qualidade às pessoas ao seu redor.

Tal iniciativa será também um grande exercício para você, que terá de se manter atualizado e com a capacidade de fazer análises críticas lá no alto.

Criar um perfil de suporte a negócios ou a iniciativas locais

Ainda não sabemos qual será o real impacto da COVID-19 na economia, mas, segundo a Comissão Econômica para América Latina e Caribe (Cepal), ele será um dos piores já enfrentados na História. Grandes empresas vão sofrer, e os pequenos empreendimentos, ainda mais. Por isso, o seu comprometimento em ajudar durante esta situação é dando apoio também a estabelecimentos locais de sua confiança.

Liste aquelas empresas que estão oferecendo serviços por delivery ou on-line em sua vizinhança ou cidade e crie um perfil nas redes sociais para a divulgação desse serviço. Você pode publicar detalhes como horários de funcionamento, telefones de contato e endereço eletrônico, reunindo em um só lugar várias informações úteis para quem precisar.

Outra ideia é divulgar iniciativas de arrecadação de doações para auxiliar a população carente ou os grupos de risco, como é o caso da campanha Corona no Paredão na ONG Gerando Falcões, que pretende arrecadar 1 milhão de cestas básicas para moradores de aglomerados e favelas em todo o Brasil. Muitas famílias já foram beneficiadas.

Dar apoio tecnológico a pequenos negócios

Uma das maneiras que os negócios têm de driblar a crise é migrando a venda de produtos e serviços para os meios digitais. Muitos deles, porém, não contam com pessoal suficiente ou que tenha conhecimentos de tecnologia para fazê-lo. Com a intenção de  colaborar, você pode ser proativo na ajuda a muitos desses estabelecimentos, orientado-os a criar seus perfis nas redes sociais; a criar sites usando plataformas como Wix ou WordPress, que possuem um processo facilitado, intuitivo e gratuito; a migrar suas contas para os perfis business ou até a se cadastrarem nos aplicativos de entrega.

A gestão profissional de todos esses recursos requer conhecimentos de Marketing e Comunicação.  Mas, por conhecer as ferramentas tecnológicas, o seu auxílio certamente terá grande valor durante os primeiros passos dessa iniciativa.

Fazer financiamentos coletivos on-line

Outra forma de se envolver neste momento de crise é mapeando necessidades e criando formas de atendê-las por meio de financiamento coletivo. Como o contato presencial não está permitido atualmente, você pode fazer isso pelo telefone ou mesmo pela internet. Que tal ligar para instituições de cuidados com idosos do seu bairro e descobrir se eles precisam de materiais ou alimentos? Ou entrar em contato com líderes comunitários de áreas vizinhas e fazer um levantamento de famílias que estão sem renda no momento?

Com as informações em mãos, é possível a você projetar a quantia necessária visando sanar essas necessidades e criar uma campanha on-line, usando as plataformas gratuitas disponíveis.

Oferecer serviços on-line

Você domina a Língua Inglesa ou é fera em Matemática? Muitos estudantes estão sem aulas de reforço durante o período de isolamento social. Assim, você pode organizar um grupo de estudos ou sessões de tira-dúvidas on-line. Além de ajudar quem tem dificuldades em relação aos conteúdos, a iniciativa ainda ajuda você a ficar mais próximo de seus amigos da escola enquanto vocês não podem se ver presencialmente e até a criar outros vínculos. Já pensou nisso?

E, então, descobriu uma forma de ajudar durante a pandemia da COVID-19 que mais tem a ver com o seu perfil? Lembre-se: independentemente de qual causa for se engajar, faça tudo sempre em segurança. Quer descobrir outros modos de empreender sem abrir um negócio? Baixe nosso e-book gratuito.

 

leia também

Juventude e Conexões: como os jovens brasileiros entendem o que é empreendedorismo?
continuar lendo
5 jogos educativos para usar em suas aulas
continuar lendo
Como escolher a melhor ferramenta para aulas online
continuar lendo

Quer ficar sabendo de tudo antes? Assine a
newsletter e receba novidades no seu e-mail.

x
área restrita
Usuário
senha
×