Como estudar em casa e manter a produtividade em alta

Estamos passando por um período bastante desafiador em razão de uma pandemia do novo coronavírus, a COVID-19. Todos os setores estão sendo impactados e com a educação, não é diferente. 

O número de estudantes fora da sala de aula já é superior ao de jovens que seguem indo à escola em todo o mundo, e a tendência é que esse número aumente ainda mais nos próximos dias. Por isso, a educação on-line tem sido uma grande aliada das instituições de ensino ao redor do planeta. Aquelas escolas que já haviam passado por uma transformação digital saem na frente, com infraestrutura e metodologia adaptadas para o ensino a distância (EAD). Outras instituições, no entanto, tentam fazer o melhor com o que podem e se têm aventurado nas  videochamadas, na produção de conteúdo para o YouTube, dentre outras alternativas. 

Pensando nisso, o CER preparou uma série de conteúdos especiais para o momento. Nossa intenção é sanar suas dúvidas e oferecer ferramentas visando dar o suporte necessário durante esse período de educação on-line. Esperamos que goste! Boa leitura!

Estudar a distância é uma modalidade educacional com muitas vantagens, mas que pode ser desafiadora no começo. Isso porque o ensino tradicional é presencial, e o ambiente residencial, voltado ao lazer e ao descanso. Logo, para manter a produtividade alta, é preciso disciplina e foco, visando quebrar esses padrões e construir novos hábitos. No artigo a seguir, vamos conhecer algumas dicas de como estudar em casa de forma produtiva.

Como estudar em casa e ser produtivo

Para entender como estudar em casa e ser produtivo, é importante compreender que a produtividade é um conceito diretamente ligado à habilidade de produzir mais com menos. De modo geral, ela se caracteriza pela otimização dos resultados sem ampliar os recursos utilizados ou o tempo de execução.

Pensar em produtividade nos estudos é entender que você não precisa estudar por mais tempo ou por longas horas a fio, mas aumentar a qualidade do aprendizado e a eficiência do tempo gasto com o estudo. Existem algumas estratégias que você pode aplicar na sua rotina a fim de atingir esse objetivo. Confira algumas delas.

Aprender não é decorar

Uma das principais dicas de como estudar em casa é entender que há expressiva diferença “entre aprender o conteúdo” e “memorizá-lo”. Quando aprendemos, conseguimos aproveitar melhor aquele conhecimento e retê-lo por muito mais tempo, ao passo que a memorização tem curta duração efetiva.

Por esse motivo, evite gastar muito tempo lendo ou focando na parte teórica. Procure tentar absorver o conteúdo e colocá-lo em prática, dividindo metade do seu tempo em leituras, e a outra metade realizando exercícios. Tentar explicar o conteúdo para outra pessoa também é uma forma de fixar aquele conteúdo de forma didática. Além disso, em vez de apenas seguir a linha de raciocínio apresentada pelo autor do conteúdo, procure estruturar uma que faça mais sentido para você, criando conexões com conhecimentos que você já possui e fazendo esquemas e mapas mentais.

O ambiente de estudos conta muito

Outro ponto importante de como estudar em casa de forma produtiva é entender que o local onde você estuda faz toda a diferença para a qualidade do seu aprendizado. Por isso, evite estudar no seu quarto. Ter um ambiente de estudos diferente do lugar em que você descansa é muito importante a fim de que o seu cérebro possa diferenciar o momento de lazer e o momento de aprender.

Outro ponto: opte por um local iluminado, confortável, sem barulho ou interrupções. Deixe próximo todos os itens que você utiliza para estudar. Se você estuda pelo computador, por exemplo, deixe o carregador próximo. Se você faz anotações e resumos, mantenha seus cadernos em seu local de estudos. Isso auxilia a evitar pausas desnecessárias e quebras no ciclo de aprendizagem.

Métodos para otimizar o tempo são seus aliados

Existem diversos métodos de como estudar em casa e otimizar o seu tempo. O método Pomodoro, por exemplo, é o mais famoso deles. Ele se resume em organizar seu tempo em períodos de 25 minutos de concentração, com períodos de 5 minutos de descanso. Após concluir 4 períodos de concentração, a pausa é maior, totalizando 30 minutos de descanso.

Por meio dessa estratégia, é possível inserir pausas e períodos de concentração de forma eficaz, criando uma rotina de estudos produtiva. Outra informação é que utilizar métodos de otimização de tempo auxiliam a desenvolver disciplina e foco.

Estudar demais pode atrapalhar

O processo de aprendizagem se resume em três etapas: você recebe a informação, em seguida o seu cérebro a armazena; logo após, ele processa e analisa os dados imputados, organizando-os e criando conexões.

Quando nós estudamos exaustivamente e não respeitamos esse processo, muitas vezes o ciclo não se completa de forma eficiente. Isso faz com com que você não absorva os conteúdos da melhor maneira possível, porque há muito para o seu cérebro processar.

Por isso, forçar-se a estudar horas excessivas e não inserir pausas e  momentos de descanso na sua rotina de estudos pode ser improdutivo. Lembre-se de focar na qualidade, e não na quantidade. Isso é fundamental para saber como estudar em casa de forma produtiva.

Planeje-se para atingir seus objetivos

Outra dica importante de como estudar em casa é ter um planejamento claro e factível que guie a sua rotina de estudos. Procure elencar quais os conteúdos você vai estudar, quanto tempo vai focar em cada um deles, com antecedência. Isso evita perder tempo e energia, além de criar uma estratégia mais sólida.

Afora isso, busque refletir em cada conteúdo estudado de que modo ele auxilia você a atingir seus objetivos. Isso é fundamental para ampliar sua produtividade, uma vez que você economiza tempo em coisas que não serão tão importantes no longo prazo.

Tenha seus objetivos claros e tangíveis

Estudar em casa é uma tarefa difícil. Se você está cansado ou com preguiça de estudar, por exemplo, é tentador largar tudo e ir assistir à televisão, tirar um cochilo ou passar um tempo com a sua família. Por isso, a motivação é um fator muito importante na hora de ampliar sua produtividade.

Tenha claro quais são os objetivos e mentalize-os pelo menos por cinco minutos todos os dias antes de começar a estudar. Se possível, escreva em um post it ou crie um mapa visual das suas metas e cole em um local em que você possa ver no seu espaço de estudos. Assim, toda vez que estiver cansado ou pensando em desistir, você vai se lembrar do porquê está fazendo aquilo, motivando-se a continuar.

Gostou das nossas dicas de como estudar em casa? Para auxiliar ainda mais nesse processo, selecionados alguns apps de microlearning, tendência da educação para você acelerar seu aprendizado.

 

leia também

Orientações para retorno às aulas:  o que você precisa saber para o cenário pós-pandemia
continuar lendo
Educação Criativa: 6 maneiras de deixar as aulas mais divertidas
continuar lendo
Aulas de Ciências a Distância: como trabalhar esta área de conhecimento nas aulas on-line
continuar lendo

Quer ficar sabendo de tudo antes? Assine a
newsletter e receba novidades no seu e-mail.

x
área restrita
Usuário
senha
×