Conheça os benefícios da tecnologia no ensino de idiomas

A forma de conversar, o jeito de se relacionar, o modo como as pessoas se informam, como marcam presença e, por que não, aprendem novas coisas. Todas essas ações têm, em comum, um grande ponto: elas se transformaram valendo-se da tecnologia – e continuam se transformando diariamente. Neste post, queremos falar especificamente de uma delas: o impacto da tecnologia no ensino de idiomas.

Ao longo da sua vida, você provavelmente já recebeu alguma recomendação de um colega ou familiar (“Baixei aquele app para aprender inglês, experimente!” ou “A plataforma X me ajudou muito no desenvolvimento na conversação do espanhol!), certo? E o motivo é simples: há, de fato, muitos benefícios para aproveitar da tecnologia no ensino de idiomas. Antes de dar um exemplo que possa personificar o que estamos falando, vamos listar alguns benefícios. Acompanhe!

8 vantagens de apostar na tecnologia no ensino de idiomas

1. É prático.

Na época em que ‘tempo vale ouro’, nada melhor do que garantir praticidade no dia a dia. Ao apostar em um curso de idiomas on-line, por exemplo, você consegue encaixar o aprendizado da melhor forma em sua rotina. Mas a tecnologia no ensino de idiomas pode ir muito além de oferecer aulas via internet: imagine mesclar as opções virtuais com as presenciais e, mais, ter a opção de personalizar exatamente do seu jeito com poucos toques ou cliques?

2. Há ganho em flexibilidade.

No mundo da educação, contar com ferramentas flexíveis pode ser um grande diferencial. Com a tecnologia no ensino de idiomas, é possível flexibilizar o modo como o aluno absorve o conteúdo. Isso, como você vai conferir um pouco mais abaixo, também pode ser um grande motor para a busca por novos conhecimentos. A flexibilização, aqui, pode ter a ver com muitos pontos: desde as possibilidades de aulas on-line no lugar e no horário que melhor se encaixa na rotina às chances de tirar dúvidas com um professor em novos horários ou plataformas.

3. Trabalha familiaridade com a tecnologia.

É fato que novos recursos tecnológicos têm marcado presença de forma cada vez mais intensa na vida de qualquer pessoa. Mais do que aproveitar as vantagens, é necessário se familiarizar com esse novo modelo de aprender. Usufruir da tecnologia no ensino de idiomas, por exemplo, pode ser mais um jeito de criar intimidade com plataformas inovadoras que estão por vir (e, veja bem, já existem muitas!).

4. Exercita a disciplina.

Como qualquer atividade que exige menos supervisão direta, a tecnologia no ensino de idiomas também pode ser uma grande aliada a fim de que o aluno trabalhe sua disciplina e sua organização. Criar seu espaço de estudos e gerenciar o próprio cronograma e lista de atividades permite que o estudante desenvolva autonomia, tornando-se protagonista de sua jornada de aprendizado.

5. Pode ser econômico.

Outra vantagem que a tecnologia trouxe para a sociedade é a capacidade de encurtar distâncias e criar atalhos. Isso diz respeito também com economia de dinheiro, já que dispensa a utilização de muitos recursos que impactam o orçamento – deslocamento, espaço físico, equipamentos e por aí vai.

6. O interesse pelo assunto pode aumentar.

Quando o aluno cria um interesse verdadeiro pelo assunto que está estudando, sem dúvida ele se engaja naquele propósito com força maior. Isso pode acontecer facilmente com a inserção assertiva da tecnologia no ensino de idiomas: a partir do momento em que ele vislumbra novos métodos para aprender um idioma ou novas possibilidades de aplicá-lo na rotina, é muito mais fácil – e até natural – se manter empenhado.

7. Há mais liberdade.

E não estamos falando da liberdade que tem relação com a flexibilização da rotina, a qual citamos no tópico 2. Liberdade, aqui, corresponde à possibilidade de se expressar sem medo de um julgamento. Se a tecnologia no ensino de idiomas permite que as aulas sejam individuais, é provável que o aluno tenha mais facilidade de levantar uma dúvida do que se estivesse diante de vários outros colegas. Além disso, os laços podem se estreitar: se ainda for o caso das aulas individuais, criar uma relação de cumplicidade e parceria com o professor certamente vai impulsionar a forma de absorver conteúdo.

8. Estimula a busca por novos conhecimentos.

É quase óbvio que, se você se deu bem com alguns recursos tecnológicos implementados em um determinado tipo de aprendizado, você fica ainda mais empolgado para ir atrás de outros conhecimentos, certo? Isso pode ocorrer não só no mundo dos idiomas – falando do aprendizado de mais de uma língua, a título de exemplo –, mas na área do conhecimento como um todo. Pode ficar mais prático e mais simples aprender aquele assunto que sempre foi interessante, porém parecia muito distante da realidade.

Gamificação, homework e muitas funcionalidades por um app: conheça o exemplo da Beetools

Autodenominada como “a escola de inglês mais inovadora do mundo”, a Beetools é uma escola de inglês que se diferencia por trazer possibilidades como: aulas em horários personalizáveis (e com mudança pelo app!); realidade virtual aplicada nas aulas; material digital totalmente digital, sem livros físicos; exercícios gamificados, que auxiliam na memorização do aprendizado; utilização de inteligência artificial e big data; aulas individuais e flexibilidade (você pode se inscrever pelo app, agendar aulas, acompanhar seu desempenho, fazer pagamentos e muito mais).

As novas possibilidades apresentam um mundo a ser explorado quando estamos falando de educação, não é?

Agora que você conhece alguns benefícios de inserir a tecnologia no ensino de idiomas, aproveite para ir ainda mais fundo: conheça outras tendências de educação nas quais ficar de olho em 2020.

leia também

Como cuidar da saúde mental dos professores em tempos difíceis
continuar lendo
Ensino de programação: 7 dicas para quem está começando
continuar lendo
O que é cultura empreendedora e como estimulá-la na escola
continuar lendo

Quer ficar sabendo de tudo antes? Assine a
newsletter e receba novidades no seu e-mail.

x
área restrita
Usuário
senha
×