5 dicas para empreender que podem ser ensinadas em sala de aula

É possível afirmar que, cada vez mais, jovens têm se interessado pelo empreendedorismo como pontapé inicial da carreira. A alternativa representa para cada um deles a chance de ser o próprio chefe e tirar uma ideia do papel. Os caminhos a ser seguidos nem sempre são os mesmos para cada tipo de empreendimento ou área de atuação, mas algumas dicas podem ajudar o estudante que pensa em empreender a prosperar na iniciativa.

Receber essas orientações ainda no período de estudos auxilia o jovem a se preparar melhor e até a dar os primeiros passos mesmo antes de se formar. Saiba, a seguir, como contribuir para que seu aluno comece a empreender com o pé direito.

Por que cada vez mais jovens querem ter o próprio negócio?

O aumento da procura de dicas para empreendedor entre pessoas recém-formadas é um dos reflexos da mudança de mentalidade de quem se prepara para o mercado de trabalho. O Brasil tem 5,4 milhões de novos empreendedores com idade variando entre 18 e 24 anos. A estimativa é da edição 2018 do Global Entrepreneurship Monitor (GEM), estudo do Sebrae em parceria com o Instituto Brasileiro de Qualidade e Produtividade (IBQP) e a Universidade Federal do Paraná (UFPR).

Se compararmos com os dados de 2013, a taxa de empreendedores iniciais (distribuídos entre quem busca tirar a ideia do papel e aqueles que já possuem uma empresa com até 42 meses de duração) cresceu 50%.

Desse total, há mais pessoas interessadas em criar o próprio negócio por desejo do que por necessidade. Dentre os motivos que podem ser apontados para explicar essa virada, está a consciência das oportunidades que há no mercado e a disposição para fazer diferente.

dicas para empreender

O que o jovem precisa ter para ser um empreendedor de sucesso?

O primeiro passo para ajudar o estudante é trabalhar, em sala de aula, algumas características valiosas de um bom empreendedor:

  • Liderança: o jovem precisa aprender a delegar, estar atento à estratégia que criou e se dedicar mais à gestão do que às tarefas mais cotidianas.
  • Iniciativa: tirar uma ideia do papel é um grande desafio, que exige persistência e ação. Quem consegue efetivar esse desejo não pode parar: a busca constante por parcerias, inovações e novidades é o que mantém o negócio vivo.
  • Resiliência: lidar com a adversidade, solucionar problemas e não esmorecer diante de desafios também é essencial para que a nova empresa consiga superar a crise – que sempre chega.
  • Capacidade de planejamento: estabelecer estratégia, metas e acompanhar de perto o desempenho do negócio ajuda o novo empreendedor a tomar decisões importantes e avaliar se a empresa vai bem.

5 dicas para empreender e como ensiná-las

  1. Faça aquilo que você sabe: quanto mais especialista em uma área, maior a chance de o jovem ter sucesso na sua ideia. Para definir o potencial dos alunos, crie momentos de consultoria com os novos empreendedores, tentando aliar a ideia à capacidade mais latente de cada um.
  2. Conheça o mercado: um bom negócio é aquele  apto a solucionar um problema real. Por isso, ensine seus alunos ferramentas de pesquisa de mercado que podem auxiliar na definição das dores a ser resolvidas com suas ideias.
  3. Crie um plano de negócios: mostre ao jovem empreendedor quais são os elementos e as informações indispensáveis para criar um bom planejamento de negócios.
  4. Teste seu produto: ensine seu aluno a criar um protótipo da ideia e incentive-o a testá-la com um grupo de pessoas.
  5. Faça parcerias: mostre ao estudante como encontrar investidores, fornecedores, empregados e outros parceiros, além da melhor maneira de fazer contato com cada público.

Adotar a mentalidade das startups nas aulas ou na própria metodologia da instituição (link para ebook em aprovação) de ensino também contribui para incentivar os jovens a desenvolverem o pensamento voltado para a solução de problemas e a se adaptarem a um esquema de trabalho/estudos mais flexível e colaborativo, essenciais no empreendedorismo. Outra ferramenta que pode ser sua aliada é o mentoring. Saiba como incluí-lo na rotina das aulas.

leia também

7 formas de criar mais engajamento na educação infantil
continuar lendo
Educação 5.0 x 4.0 – entenda as diferenças entre os conceitos
continuar lendo
Conheça 4 iniciativas de Educação Empreendedora premiadas no Brasil
continuar lendo

Quer ficar sabendo de tudo antes? Assine a
newsletter e receba novidades no seu e-mail.

x
área restrita
Usuário
senha
×