Mobile Learning: descubra estratégias para estudar pelo smartphone ou pelo tablet

Estamos passando por um período bastante desafiador em razão de uma pandemia do novo coronavírus, a COVID-19. Todos os setores estão sendo impactados e com a educação, não é diferente. 

O número de estudantes fora da sala de aula já é superior ao de jovens que seguem indo à escola em todo o mundo, e a tendência é que esse número aumente ainda mais nos próximos dias. Por isso, a educação on-line tem sido uma grande aliada das instituições de ensino ao redor do planeta. Aquelas escolas que já haviam passado por uma transformação digital saem na frente, com infraestrutura e metodologia adaptadas para o ensino a distância (EAD). Outras instituições, no entanto, tentam fazer o melhor com o que podem e se têm aventurado nas  videochamadas, na produção de conteúdo para o YouTube, dentre outras alternativas. 

Pensando nisso, o CER preparou uma série de conteúdos especiais para o momento. Nossa intenção é sanar suas dúvidas e oferecer ferramentas visando dar o suporte necessário durante esse período de educação on-line. Esperamos que goste! Boa leitura!

Mobile Learning: descubra estratégias para estudar pelo smartphone ou pelo tablet

Atualmente, cerca de 30% dos brasileiros usam exclusivamente o celular para navegar na internet, o que inclui atividades como fazer compras, assistir a conteúdo de entretenimento e, claro, aprender on-line. Daí vem o termo mobile learning, que tem como foco permitir a mobilidade na educação, estruturando ambientes virtuais de forma acessível e focada para dispositivos móveis, a fim de que os alunos possam estudar em qualquer lugar e a qualquer hora. Dentre suas vantagens, o mobile learning permite otimização de tempo e maior acesso à educação pela população.

Entretanto, é preciso adotar algumas estratégias para estudar pelo tablet ou pelo smartphone. Por isso, selecionamos algumas dicas direcionadas a facilitar sua rotina de estudos por aparelhos mobile. Confira!

Mobile learning como tendência tecnológica

Nos últimos anos, observamos a educação se adaptar à evolução tecnológica em diversos espaços virtuais. O computador, as redes sociais, os serviços de streaming, a popularização de smartphones abriram as portas para um novo universo quando o assunto é conhecimento.

A democratização proporcionada pela internet permitiu que qualquer pessoa se torne capaz de compartilhar o que sabe com o resto do mundo, seja por meio de cursos on-line, vídeos, seja por meio de podcasts, blogs, etc. Da mesma forma, os mecanismos de busca permitem que, a um clique, encontremos soluções para nossas dúvidas, facilitando o acesso ao conhecimento e à educação.

Além disso, a tecnologia de aplicativos em smartphones proporcionou a universidades e a instituições de ensino ferramentas importantes visando à democratização da informação. São diversas as possibilidades para aprender e estudar, independentemente do local em que você está, transformando o mobile learning em uma das mais importantes tendências de educação da atualidade.

Desafios da educação mobile

O mobile learning oferece grandes desafios à educação por apresentar características bastante diferentes das do estudo presencial. Afora isso, ele exige um comportamento do aluno diferente do que é demandado pelo ensino a distância, realizado em telas maiores, como computadores e notebook.

Assim como no ensino a distância, o estudante precisa ter disciplina e foco maior, para conseguir se dedicar com mais precisão às aulas. É indispensável também ter um planejamento mais claro da sua estratégia de estudos, já que no mobile learning há possibilidade de distração mais constante.

O tamanho reduzido da tela, a dificuldade de mudar de abas para realizar anotações, o manuseio do aparelho. Tudo isso modifica a rotina de estudos do aluno, exigindo estratégias eficazes para conseguir trazer qualidade de ensino.

Como elaborar uma boa estratégia de mobile learning

Como vimos, ao optar pelo mobile learning, é fundamental traçar algumas estratégias. Afinal, será preciso modificar comportamentos e criar outros hábitos de estudo, ampliando assim sua capacidade de assimilar conhecimento. Buscando otimizar sua rotina, separamos algumas dicas importantes. Confira a seguir!

Crie um cronograma de estudos

O primeiro passo para apostar no mobile learning e começar a estudar pelo celular ou pelo tablet é definir um cronograma de estudos, elencando o material pelo qual será feito o estudo e os momentos mais adequados em sua rotina para se dedicar a ele. Jogos, por exemplo, podem ser ótimos para os períodos de espera ou no transporte público. Já os vídeos, podem ser assistidos enquanto você faz a pausa do almoço ou durante atividades domésticas. Os textos, mesmo curtos, por sua vez, requerem mais atenção. Uma forma de facilitar esse processo é utilizando aplicativos de gestão, com o Aprovado ou o Trello.

Uma dica para facilitar a estruturação do seu cronograma é definir metas educacionais. Quais são seus objetivos? O que você gostaria de aprender? O que você desejaria realizar?

A definição de metas faz com que seja mais fácil levantar o material a ser estudado de forma que seus objetivos sejam alcançados, distribuindo-os em sua rotina.

Escolha metodologias e materiais que se adaptem ao mobile learning

Quando falamos em mobile learning, é preciso entender que nem todo material é adaptável ao estudo pelo celular. Certos arquivos em PDF ou imagens, por exemplo, possuem letras muito pequenas e não se ajustam ao celular.

Outra razão é que alguns conteúdos no formato textual ficam pouco ‘escaneáveis’ na versão mobile, dificultando a leitura. Videoaulas com aporte visual também precisam ser visíveis em telas pequenas, para que você possa acompanhar o raciocínio do professor. Se o conteúdo que você vai consumir não foi pensado especificamente para um dispositivo mobile, certifique-se de que ele será adequado.

Uma dica importante é converter apostilas em arquivo MOBI e investir em um Kindle, por exemplo. Isso facilita muito a leitura na estratégia de mobile learning. Outra sugestão é procurar por instituições de ensino que tenham como foco estruturar materiais para o ensino mobile.

Redes sociais acadêmicas também são ferramentas fundamentais que podem ser utilizadas para quem opta por estudar pelo smartphone. Por meio delas, você pode discutir com colegas e compartilhar material interessante.

Adote a gamificação em sua rotina

Aplicativos voltados para a gamificação são estratégicos para quem quer estudar pelo celular. Essa metodologia tende a transformar as tarefas, deixando-as mais leves ao recompensar o usuário a cada acerto ou a cada atividade concluída.

Isso contribui para que o seus estudos se tornem menos monótonos, além de ampliar sua motivação, evitando que você desista ou perca o foco. O Classcraft é um exemplo de aplicativo que proporciona gamificação na educação.

Aproveite espaços na rotina e otimize seu tempo

Outra vantagem do mobile learning é poder estudar em qualquer lugar. Por essa razão, você pode aproveitar momentos específicos da sua rotina como forma de ampliar seus conhecimentos. É possível estudar durante viagens, no horário de almoço, em momentos de deslocamento, ao arrumar a casa, lavar a louça, etc. Você pode aproveitar esse tempo para ler livros, ouvir podcasts ou assistir a videoaulas.

Uma boa estratégia é separar em seu cronograma materiais que podem ser consultados em um espaço curto de tempo. Selecione vídeos e áudios de 3 a 10 minutos, para momentos mais curtos, ou de 30 minutos, para intervalos mais longos. E lembre-se: se for estudar enquanto faz outra atividade, prefira revisar conteúdos já vistos. Isso para não perder nenhuma informação importante por conta da atenção dividida.

Tome cuidado com distrações

Existem diversos aplicativos e ferramentas em seu smartphone que podem distrair você durante o seu estudo. Por isso, crie estratégias e use aplicativos como o AppBlock, que possibilita bloquear redes sociais e notificações que interferem em sua concentração.

Ao estudar em locais públicos, procure levar fones de ouvido ou tampões de isolamento acústico, com o propósito de conseguir se concentrar com maior facilidade.

E, então, o que achou das estratégias de mobile learning? Descubra também como o celular pode ser uma ferramenta de ensino importante em sala de aula e prepare-se para a educação a distância (EAD).

 

leia também

Como cuidar da saúde mental dos professores em tempos difíceis
continuar lendo
Ensino de programação: 7 dicas para quem está começando
continuar lendo
O que é cultura empreendedora e como estimulá-la na escola
continuar lendo

Quer ficar sabendo de tudo antes? Assine a
newsletter e receba novidades no seu e-mail.

x
área restrita
Usuário
senha
×