O que é o movimento maker?

Você já ouviu falar em movimento maker? Essa é uma tendência que só cresce no Brasil e no mundo.

O movimento é uma evolução da cultura DIY (faça você mesmo). Fundado em 2005 com o lançamento da revista Make Magazine, parte do princípio de que qualquer um pode criar, fabricar, alterar e construir o objeto que quiser com as próprias mãos.

 

A cultura maker também fortalece a troca de experiências. Para a educação empreendedora é um canal importante, já que tem uma base sólida na troca de experiências e na prototipação.

 

Alguns makers (ou fazedores) acreditam que o movimento está trazendo uma nova revolução industrial, baseada na colaboração e liberdade criativa. A forma como fazemos negócio hoje pode ser completamente transformada.

 

No Brasil, alguns eventos são relacionados ao movimento maker, como a Campus Party e o Arduino Day. Inclusive, a plataforma do Arduino, junto da impressão 3D, é uma das principais ferramentas da cultura maker pois permite a simplificação de sistemas complexos de programação para criar ou alterar objetos.

 

Quer saber mais? Acesse o blog do Fazedores, rede que conecta os makers brasileiros.

leia também

Tendências de educação para ficar de olho em 2020
continuar lendo
Gamificação: como um professor ensina contabilidade por meio de jogos
continuar lendo
Marketplace de educação? Entenda como funciona o Amazon Ignite
continuar lendo

Quer ficar sabendo de tudo antes? Assine a
newsletter e receba novidades no seu e-mail.

x
área restrita
Usuário
senha
×