O que é pitch e como usá-lo na educação

Você sabe o que é pitch? A estratégia é muito usada por empreendedores, principalmente de startups, no momento de “vender” o próprio negócio. Sua ideia é apresentar resumidamente o produto ou o serviço oferecido e atrair possíveis investidores ou parceiros.

Para fazer um resumo perfeito do negócio, o empreendedor deve ter algumas habilidades. É necessário saber argumentar, sintetizar informações, ter raciocínio lógico e empatia. Essa é a boa notícia para o professor, pois o pitch na educação pode ser uma estratégia eficaz em sala de aula. Além disso, pode ser uma estratégia eficaz para estimular o espírito empreendedor e preparar a turma para os desafios do futuro.

Se você nunca ouviu falar sobre o assunto ou não sabe como utilizar a ideia, continue a leitura!

o que é pitch

O que é pitch

A situação costuma acontecer mais ou menos dessa forma: o empreendedor possui uma ideia inovadora, mas que carece de investimento ou ainda não foi vendida em larga escala. Para isso, precisa de parceiros ou clientes. O pitch é justamente uma estratégia para apresentar rapidamente e de forma atrativa ideias para esse público.

Esse tipo de apresentação costuma ser extremamente objetivo e contar apenas o essencial. Nele, o empreendedor precisa mostrar a oportunidade que oferece e em qual mercado deseja atuar. Ele também deve apresentar o produto,  mostrar suas inovações e, finalmente, dizer o que busca do possível parceiro – pode ser investimento financeiro, sociedade ou fornecimento de matéria-prima.

O foco do pitch é encantar e convencer o parceiro da qualidade do novo produto. Ou seja, os empreendedores buscam causar uma boa primeira impressão.

Como é possível usar o pitch na educação?

O pitch na educação pode ser usado como formato para a apresentação de trabalhos ou projetos. Em vez de se apropriar de estratégias tradicionais, o aluno pode ser estimulado a utilizar as premissas do pitch para conversar com colegas e com a comunidade escolar como um todo.

Para isso, o professor deverá ensinar aos alunos suas características e mostrar-lhes exemplos. A boa notícia é que há diversos deles disponíveis na internet.

Se a escola já conta com algum projeto multidisciplinar ou alguma iniciativa voltada para fortalecer o empreendedorismo, também é possível adotar o pitch para envolver a comunidade escolar em torno de uma ideia ou solução.

Pitch na educação: quais são as oportunidades?

As vantagens de incluir o pitch na educação são diversas. Além de contribuir para que os alunos estejam familiarizados com essa estratégia tão comum no universo das startups, o professor pode trabalhar uma série de habilidades. Veja:

  • Criatividade: ao estimular os alunos a encontrar novas estratégias para apresentar uma ideia ou projeto, o professor pode contribuir para que alunos criem em conjunto novas soluções e pensem em formas diferentes de lidar com determinado conteúdo.
  • Argumentação: o pitch na educação também pode ser importante para que alunos desenvolvam suas habilidades de convencimento através de dados, fatos e outras estratégias. Para isso, é essencial que o professor reforce a importância de uma preparação prévia e de que seja construída uma apresentação embasada.
  • Raciocínio lógico: ao criar um momento de perguntas e respostas, o professor estimulará os alunos a se apropriarem de todas as informações que têm, a fazerem relações e responderem às questões do público.
  • Síntese: para que a apresentação esteja nos moldes do pitch, também é necessário que ela seja objetiva. O desafio pode ser ainda maior para o aluno, que deve criar uma apresentação atrativa, de curta duração e com todas as informações essenciais. Com isso, consegue sintetizar essas informações e, a partir delas, construir seu raciocínio.  
  • Empatia: para criar uma apresentação perfeita, o educador também tem a possibilidade de mostrar a importância de conhecer bem o público para o qual o aluno está falando. Para isso, é essencial que o aluno se coloque no lugar do outro.

Capacite sua turma para o empreendedorismo

Além de ser uma oportunidade para desenvolver todas essas características, a adoção do pitch na escola pode ser uma maneira eficaz para colocar a turma em contato com essa importante ferramenta do ecossistema empreendedor.

Ao incluir o pitch no planejamento escolar, o professor prepara seus alunos para uma importante fase que eles viverão no futuro, seja defendendo a própria ideia de negócio, participando de uma entrevista de emprego ou apresentando um novo projeto para o chefe. Ou seja, também é uma forma de colocar o empreendedorismo em pauta e desenvolver habilidades que farão a diferença no futuro.

E aí, já está preparado para adotar o pitch na educação? Descubra também sete maneiras de estimular a autonomia de seus alunos neste post.

 

leia também

Empreendedorismo por mulheres e para mulheres - Entrevista Priscila Gama
continuar lendo
Como transformar os indicadores de desempenho escolar em ferramenta de inovação
continuar lendo
Espiral do conhecimento: conheça a metodologia
continuar lendo

Quer ficar sabendo de tudo antes? Assine a
newsletter e receba novidades no seu e-mail.

x
área restrita
Usuário
senha