Como o blockchain pode impactar a educação

Ferramentas do mercado financeiro aplicadas à educação. Isso mesmo. Para entendermos melhor essa relação, é necessário contextualizá-la um pouco. Em uma era totalmente conectada e de um mercado tão dinâmico e inovador, você certamente já deve ter ouvido falar sobre criptomoedas. A mais famosa e comentada, o bitcoin, despertou a atenção de investidores e entusiastas sobretudo no último ano. Mas agindo junto com elas, temos algo que chamamos de blockchain. Sabe o que é?

As chamadas blockchains (correntes de blocos, em tradução literal) surgiram em 2008 e são uma espécie de banco de dados onde ficam armazenadas todas as informações sobre transações de bitcoins.  Eles fazem parte de um sistema digital de registro coletivo, nos quais todas essas informações ficam descentralizadas e espalhadas entre os computadores interligados, podendo ser acessadas por qualquer usuário em qualquer parte do mundo. É importante ressaltar que os detalhes sobre quem são os envolvidos nas movimentações são sigilosos, pois tudo é criptografado. Mas você sabe que aquela transação foi realizada e que está gravada na blockchain para sempre.

Em uma analogia simples: “páginas” de um imenso “livro contábil” ficam reunidas em várias “bibliotecas” espalhadas pelo mundo. Essa disposição conserva e dissemina os conhecimentos com muito mais segurança e solidez. Mas, afinal, como essa tecnologia pode impactar a educação?

 

Transformando a educação através da tecnologia

Para muitas pessoas e até mesmo em muitos meios corporativos, a blockchain ainda é vista como um conceito novo e revolucionário, sobretudo quando o assunto se relaciona com finanças. No entanto essa está longe de ser a sua única associação. Na prática, existem diversas situações em que esse tipo de tecnologia pode transformar as maneiras de atuar na área de educação atualmente. Alvo cada vez mais constante de projetos inovadores nesse sentido, o uso diversificado da blockchain já consegue apresentar benefícios tanto para as instituições quanto para os alunos.

Listamos a seguir seis aplicações e vantagens possíveis para que você tenha uma ideia do quão revolucionária essa “dobradinha” pode ser:

 

Acesso a diplomas e certificados digitais

Dê adeus aos diplomas e certificados pendurados na parede. Com a blockchain, esses documentos passam a ser totalmente digitais, podendo ser consultados através de uma simples validação de dados.  Isso confere a eles mais praticidade de acesso, confiabilidade e principalmente segurança contra fraudes.

 

Verificação automática de créditos e títulos – situação comum

O aluno precisa de documentos comprobatórios para a obtenção de créditos estudantis. Da forma tradicional, vários trâmites burocráticos devem ser feitos, mas mesmo assim não garantem a confiabilidade das informações repassadas. Com essa tecnologia, esse cenário muda. É possível confirmar com um simples acesso a veracidade e a origem de certificados referentes a cursos, palestras, workshops, etc. Isso poupa tempo e garante que os dados acessados e coletados sejam verdadeiros e confiáveis.

 

Pagamentos de alunos e financiamentos estudantis

Elimine as barreiras para o pagamento dos alunos à instituição. Blockchains possibilitam a emissão de vouchers criptografados, que podem ser usados como créditos financeiros. Além disso, elas quebram a burocracia para financiamentos estudantis, já que poderiam ser criados também vouchers que só seriam liberados caso o aluno atingisse determinados objetivos, sem a necessidade de intermediários na operação. Exemplo: quando o aluno atingisse uma nota “x” ou cumprisse um número de presença “y”, o voucher ficaria automaticamente disponível. Isso gera segurança para estudantes e instituições de ensino.

 

Identificação e informações unificadas de todos os estudantes

Possibilidade de ter todo o histórico e as informações institucionais dos alunos em uma base unificada, o que facilita muito a transferência de cursos ou mesmo a transferência para outras instituições, já que basta repassar a chave de acesso ao perfil do aluno para que todas as informações sejam visualizadas e seja possível atualizá-las.

 

Mais segurança, mais transparência

No meio educacional, existem informações sigilosas. A blockchain garante, com seus protocolos de uso, muita segurança no armazenamento de dados que não podem ser vazados, como as provas de um concurso, por exemplo. Isso gera transparência e confiança na relação alunos/instituições.

 

Preservação e recompensa de acervos intelectuais

As ferramentas da blockchain permitem a proteção da propriedade intelectual de conteúdos e possibilitam que o uso de trechos ou de pedaços maiores das obras em outras plataformas e meios sejam permitidos apenas mediante a uma remuneração ao autor original. Isso evita plágios e incentiva a produção de conhecimento científico relevante. Desenvolvimento e valorização para alunos e para a educação dos países como um todo.

Essas são apenas algumas vantagens da aplicação da lógica e da tecnologia da blockchain ao universo da educação.  Para entender mais sobre como essa tecnologia impacta nossa sociedade e o futuro da educação, confira a entrevista que fizemos com a pesquisadora de futurismo Jaqueline Weigel.

leia também

Empreendedorismo por mulheres e para mulheres - Entrevista Priscila Gama
continuar lendo
Como transformar os indicadores de desempenho escolar em ferramenta de inovação
continuar lendo
Espiral do conhecimento: conheça a metodologia
continuar lendo

Quer ficar sabendo de tudo antes? Assine a
newsletter e receba novidades no seu e-mail.

x
área restrita
Usuário
senha