Cursos livres: saiba como usá-los para complementar suas aulas

Manter-se atualizado sobre a sua profissão e aperfeiçoar conhecimentos em outras áreas é cada vez mais importante em um mercado competitivo para o qual as universidades estão cada vez mais voltadas. Isso vale não só para os professores, mas também para os alunos.

A boa notícia é que além dos cursos oferecidos pelas instituições de ensino superior, hoje em dia existe uma variedade enorme de cursos livres que podem ser feitos em casa e até de graça. Entenda melhor o que são cursos livres e como eles podem ajudar a enriquecer suas aulas. Conheça também as principais ferramentas e modalidades de ensino disponíveis.

O que são cursos livres?

Ao contrário das graduações, pós e outras formações oferecidas pelas instituições de ensino, os cursos livres não precisam ser regulados pelo Ministério da Educação (MEC). Por isso, as áreas de conhecimento estudadas, a carga horária e os conteúdos são definidos pelas próprias empresas que fazem as ofertas.

Atualmente existem várias opções de cursos livres gratuitos que cobram apenas pela emissão do certificado para quem cumpre os requisitos básicos e conclui os estudos. Porém, o certificado é opcional para o aluno. Já algumas escolas garantem certificação gratuita.

Com todas essas facilidades, os cursos livres se tornam uma boa opção para professores aperfeiçoarem ainda mais seus conhecimentos e habilidades e, assim, expandir as possibilidade de trabalho em sala de aula. Além disso, eles também incentivam os próprios alunos a ampliar os conhecimentos por meio de outros cursos.

Quais as principais ferramentas disponíveis para estudar on-line?

Com o crescimento do ensino a distância, cada vez surgem plataformas com ofertas de educação on-line.

Para ajudar você a encontrar formações que poderão contribuir com o planejamento e o enriquecimento das suas aulas, apresentamos aqui cinco das principais ferramentas disponíveis.

  1. Coursera

Um dos diferenciais da Coursera, considerada uma das maiores plataformas de ensino a distância, é que ela oferece cursos de diversas áreas em parcerias com universidades como Harvard, Stanford e Cambridge.

Além disso, há várias opções gratuitas e entre as pagas é possível encontrar preços acessíveis. O que costuma pesar mais no bolso são os certificados, já que eles são emitidos pelas principais instituições de ensino superior do mundo.

  1. Udemy

Apesar de não ter cursos gratuitos, a Udemy é uma das plataformas de cursos on-line mais populares atualmente. Além de uma grande diversidade de formações, ela acrescenta mensalmente centenas de novos conteúdos à sua base.

Hoje a Udemy possui, entre outros, cursos nas áreas de:

  • Desenvolvimeto;
  • Produtividade;
  • Negócios;
  • TI e Software;
  • Desenvolvimento pessoal;
  • Design;
  • Marketing;
  • Fotografia;
  • Projeto educacional;
  • Ferramentas de ensino;
  • Matemática e ciência;
  • Ciências Sociais;
  • Ciências Humanas;
  • Idiomas.

Os cursos são acessíveis e oferecidos em português ou com legenda quando estão disponíveis apenas em língua estrangeira.

  1. Hubspot Academy

Desde 2012 no mercado, a Hubspot Academy  é referência quando o assunto é treinamento em vendas e marketing.

O foco da plataforma é preparar as pessoas para divulgar, vender e fazer o negócio crescer, usando a metodologia inbound. Os cursos são traduzidos em quatro idiomas e a Hubspot oferece algumas certificações gratuitas.

  1. Udacity

Um dos destaques da Udacity é que os cursos são ministrados por professores de grandes empresas do mundo, como Google, AT&T, Facebook, Salesforce, Cloudera, entre outras.

Por outro lado, a plataforma é voltada para a capacitação de profissionais nas áreas de análise de dados e tecnologia, com cursos para desenvolvedores web e mobile. Outro diferencial é que, além das aulas on-line, os alunos também desenvolvem projetos práticos.

  1. Veduca

Com um perfil mais acadêmico e universitário, o Veduca oferece mais de 300 cursos em duas modalidades de ensino:

  1. Assistir grátis, que permite ao aluno ver gratuitamente todas as aulas do curso, fazer exercícios e ter acesso ao material didático. Esse formato só não inclui a avaliação final e o certificado;
  2. Curso on-line com investimento para os curso de Comunicação e demais áreas, o que garante a possibilidade de fazer uma prova para obter a certificação.

Os cursos oferecidos se dividem em diversas áreas do conhecimento, como Comunicação, Planejamento Estratégico, Comportamento Organizacional, Libras, Gestão de Projetos, Administração, Finanças, entre outros.

Como funciona o MOOC, principal modalidade de ensino a distância?

MOOC é uma sigla que vem do inglês “Massive Open Online Courses”, que em português significa cursos on-line abertos e de massa. Essa modalidade surgiu como forma de democratizar a educação, por meio de quatro aspectos.

O primeiro está relacionado ao fato de que o MOOC permite atingir uma grande quantidade de estudantes. O segundo é que qualquer pessoa pode assistir as aulas, desde que tenha interesse pelo assunto, pois na maioria dos casos não é exigido um conhecimento prévio.

O terceiro fator é a quebra de barreiras geográficas, já que os alunos podem assistir às aulas em vídeo, de qualquer lugar do mundo, por meio de um dispositivo eletrônico conectado à rede.

O último aspecto é o fator econômico, uma vez que por meio do MOOC são oferecidos diversos cursos gratuitos, mesmo que o aluno precise abrir mão do certificado para não ter nenhum gasto.

Como usar cursos livres para complementar suas aulas?

Graças a todas essas características e possibilidades, os cursos livres têm um enorme potencial para contribuir com a capacitação de professores e alunos. Para os docentes, o aperfeiçoamento de conhecimentos e o desenvolvimento de novas habilidades podem ajudar no planejamento de aulas mais atualizadas e antenadas com as tendências do mercado. Esses cursos também podem fornecer insumos para que os professores possam ampliar as ferramentas de trabalho com os alunos, contribuindo para que eles se envolvam mais em sala de aula.

Por outro lado, estimular os estudantes a também fazerem esse tipo de curso é uma maneira de ajudá-los a desenvolver mais competências, grande diferencial competitivo no mercado de trabalho. Além disso, os cursos livres garantem flexibilidade para que o aluno possa fazer seus estudos complementares quando e onde quiser e autonomia de aprendizagem, afinal é ele quem vai definir o próprio cronograma de estudos.

E você, acredita que o aprendizado on-line pode ser um recurso válido para enriquecer suas aulas? Aproveite para ler também nosso post sobre como se tornar um professor mais empreendedor.

leia também

Saiba como transformar o TCC em ferramenta de empreendedorismo
continuar lendo
Intercâmbio profissional: como a experiência pode enriquecer a formação superior
continuar lendo
Aprender pela experiência: conheça a metodologia criada pela Perestroika
continuar lendo

Quer ficar sabendo de tudo antes? Assine a
newsletter e receba novidades no seu e-mail.

x
área restrita
Usuário
senha